Mapas mentais em fichas: é curioso como essa técnica surpreende quem a utiliza

40 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 40 Email -- 40 Flares ×

Finalmenteeee! Chegou o dia de falar sobre a especialidade do Esquemaria: mapas mentais. Nesse primeiro post sobre o assunto, nada mais lógico do que trazer as famigeradas fichas de estudos. Conhecendo-as ou não, venha comigo!

Mapas Mentais Empilhados
Algumas das fichas de estudos (mapas mentais) usadas por mim, em minha época de estudos

 

Você sabia que o nome do nosso site foi baseado nessas pequenas fichinhas que fazem toda a diferença no momento de revisar? Sim! O Esquemaria é, acima de tudo, um blog que traz esquemas, formas mais rápidas e inteligentes de aprender as matérias de uma maneira geral.

Muita gente já conhece aquela veeeelha técnica de se fazer mapas mentais: centralizando uma ideia e puxando vários ramos a partir dessa ideia. Eu sei que pode parecer loucura, mas não é assim que vou te ensinar a montar seus mapas mentais, neste artigo. Quando eu digo que as fichas são inovadoras, é porque elas são inovadoras MESMO.

Tudo certo, até aqui? Então vamos dar uma olhada naquilo que você vai aprender, no decorrer deste artigo:

  • Começando pela biologia (ISSO MESMO! BIOLOGIA!): os dois lados do cérebro
  • O jeito convencional de fazer mapas mentais
  • As fichas de estudos: o que são e por que é melhor praticar usá-las no lugar dos mapas mentais convencionais
  • Existem padrões nas fichas de estudos que te ajudam a ter ideias mais rápidas
  • APPs de fichas de estudos para tablets e programas de computador de mapas mentais

Vamos lá, hora de aprender a memorizar com inteligência! :)

 

Entendendo o seu cérebro: o que os lados esquerdo e direito podem te ensinar

Vários cérebros

 De acordo com a biologia – e, perceba, eu falei biologia, não psicologia! –, todos nós podemos ser racionais e criativos ao mesmo tempo. É sério: você pode ser muito bom em matemática e muito bom em artes ao mesmo tempo. É basicamente uma questão de escolhas.

Ok, ok, a tese de que o cérebro tem dois lados, e de que cada lado é responsável por um tipo de “dom” vem sendo refutada há algum tempo, por alguns, e santificada por outros tantos neurocientistas. O fato, entretanto, é que as pessoas têm passado em concursos públicos sendo, ao mesmo tempo, analíticas e criativas.

Sim, mas qual lado é qual, afinal de contas?

Bem, segundo a teoria, o lado direito é o lado das ideias, é o lado criativo, e o lado esquerdo é o lado analítico, das palavras, que te faz entender as coisas racionalmente. Abaixo, há uma imagem muito interessante que demonstra essa divisão.

 

Os dois lados do cérebro: esquerdo: analítico; direito: criativo.
Os dois lados do cérebro: esquerdo: analítico; direito: criativo.

 

Para quem gosta da teoria do lado dominante do cérebro, é interessante fazer este teste que colocaram na internet. Não vai fazer diferença nenhuma em seus estudos ou em seus mapas mentais, porque é possível você aprender a fazer excelentes fichas de estudos mesmo sendo uma pessoa mais analítica, mas é apenas uma questão de curiosidade: clique aqui para fazer o teste.

Uma outra curiosidade que eu sempre quis trazer ao Esquemaria: a Ilusão da Bailarina. Na imagem abaixo, você pode ver uma bailarina girando. O lance é: dependendo de como está o seu cérebro neste momento (mais analítico ou mais criativo), ela estará girando no sentido horário ou no sentido anti-horário.

Bailarina giratória
Bailarina girando – fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Spinning_Dancer

 

Isso não significa que você verá a bailarina girando para um só lado, sempre. Em alguns momentos, ela irá girar para a direita, em outros momentos ela irá girar para a esquerda. Tente enxergá-la nos dois sentidos!

Na realidade, a bailarina é uma ilusão de ótica. Você a verá girando no sentido horário se imaginar que a perna levantada é a esquerda. E no sentido anti-horário se imaginar que a perna levantada é a direita.

“Sim, Carol, entendi a parada dos dois lados do cérebro, mas o que isso tem a ver com fichas de estudos?”

Veja só essa dúvida que um concurseiro me enviou, sobre os mapas mentais:

“Minhas dúvidas sobre resumos e revisões são saber se eles estão sendo efetivos, se estão funcionando como ferramenta de fixação de conteúdo” – Aurélio.

Tudo o que eu falei até aqui foi para que você saiba como o seu cérebro se comporta em relação aos mapas mentais. As fichas de estudos vão usar os dois lados do seu cérebro (esquerdo e direito), ao mesmo tempo. E isso é confirmado pelo cara que trouxe essa técnica para o concurso público, o Auditor Fiscal da Receita Federal Alex Viégas:

“O Lado Esquerdo do nosso cérebro, que é o racional, irá trabalhar diretamente com as palavras que estão sendo lidas, enquanto que o Lado Direito, que é o que trabalha com o abstrato, irá ‘ler’ os espaços vazios, desenvolverá códigos, desenhos, músicas, relações com situações engraçadas ou ridículas, misturará o absurdo, enfim, fará tudo que não é o estritamente regular em um estudo em que se utilize somente palavras ordenadas racionalmente”. – Alex Viégas, autor do livro Manual de um Concurseiro.

 

Por que usar tantas cores nas fichas de estudos?

Todo mundo que já estudou marketing, em algum momento da vida, sabe muito bem que as cores afetam na psicologia do consumidor. O amarelo dá sensação de felicidade, otimismo, clareza. O azul traz a sensação de confiança, força e dependência. O verde é conhecido pela esperança, saúde, paz. O vermelho é a cor da paixão, coragem, ação.

Ok, ok. Isso funciona muito bem no marketing. E nos concursos públicos? Como é?

O escritório de arquitetura Perkins & Will, de Chicago, fez uma pesquisa sobre como as cores influenciam a didática no campo educacional.

Para você se situar melhor, eu trouxe alguns dos aspectos mais interessantes dessa pesquisa para o concurso público:

  • a energia produzida pelas cores carregam as funções do nosso corpo e influenciam nossas mentes e nossas emoções;
  • as cores aliviam a fatiga em nossa visão: a tensão em nossos olhos aumentam por determinados acontecimentos, tipo quando você pisca demais, dilata a pupila com uma forte intensidade de luz estática, ou quando você reduz o foco em objetos, ou há certa incapacidade de distinguir algumas diferenças no brilho.
  • o uso de cores neutras, ou a falta de cores causada pelo branco podem diminuir em até 25% a eficiência das pessoas.

Quando você usa mapas mentais, o espaço em branco ao redor do conteúdo colorido te ajuda em todos esses sentidos: a focar melhor, a saber o que é mais importante, a ajudar o olho a relaxar dos textos lineares e cansativos de livros.

O site Viver de Blog também traz um gráfico muito interessante sobre a influência das cores em nosso dia a dia. O ponto principal que interessa para nós, concurseiros, claro, é na área de educação. Olha só:

Psicologia das cores na aprendizagem
Psicologia das cores e aprendizagem – fonte: http://viverdeblog.com/psicologia-das-cores/

 

Tudo tranquilo, até aqui? Vale a pena lembrar que quaisquer dúvidas sobre o conteúdo deste post podem ser tiradas nos comentários, logo abaixo.

Bem, agora que você já sabe como funcionam os mapas mentais, e qual a importância deles para seus estudos, vamos a um outro tópico.

 

Qual é o jeito convencional de fazer mapas mentais?

Veja a seguinte dúvida de uma concurseira:

“Minha principal dúvida quanto aos mapas mentais é se realmente tenho que colocar uma informação central e as outras ao redor, como a maior parte dos que vejo. Ou se basta colocá-las de alguma forma na folha. Queria saber se faz diferença mesmo essa disposição na folha na hora de memorizar porque às vezes tenho muita dificuldade de dispor as informações assim e acabo colocando frases como em um caderno ou colunas, entende?” – Tatianne.

Eu acredito que o pior erro de alguns professores e coaches de concursos públicos é querer definir regras demais para o uso de determinadas técnicas de estudos. Tudo bem que os mapas mentais funcionam, mas trazer uma regra geral para todo mapa a ser criado por alguém mais atrapalha do que ajuda.

Quando alguém define alguma regra do tipo: “todos os mapas mentais têm uma ideia central e dessa ideia surgem ramos que a explicam”, o concurseiro, no momento de estudar, tenta adequar toda sua estratégia de estudos à regra do “expert”. Com isso, até o concurseiro perceber que a técnica não funciona para o seu próprio dia a dia, ele já terá perdido horas preciosas de estudos.

Regras sobre mapas mentais

Abaixo há alguns exemplos dos mapas mentais convencionais:

Peace
Fonte: www.mindmapart.com

 

About Illumine
Fonte: www.mind-mapping.co.uk

 

De-Clutter
Fonte: vismap.blogspot.com

 

Sim, vamos combinar: esses mapas mentais podem ficar lindões, véi. Só que, venha aqui: você quer fazer mapas mentais super bem desenhadinhos ou você quer passar em concursos públicos?

Os mapas mentais de ramos ficam bem legais depois de prontos. As fichas de estudos também ficam muito bacanas. Existem algumas diferenças, porém, que são matadoras, e que me fazem preferir as fichas de estudos aos mapas mentais convencionais:

  • as fichas de estudos são muito mais rápidas de se desenhar;
  • as fichas de estudos são muito mais rápidas de se revisar;
  • as fichas de estudos são feitas com o MÍNIMO de palavras possível;
  • as fichas de estudos trabalham os espaços em branco de maneira muito mais eficaz.

O pessoal também gosta muito de usar alguns softwares (programas de computador) para criar mapas mentais convencionais. Veja alguns exemplos:

 

Mind Map
Fonte: www.library.dmu.ac.uk

 

Mindmap sem ideia central
Fonte: http://www.mind-mapping.co.uk/

 

A mesma crítica feita aos mapas mentais convencionais desenhados vale para os mapas mentais convencionais feitos em computador, com um acréscimo: fazer desenhos, nos softwares, é muito, muito, muito mais complicado. Até porque muitas vezes você não encontra a imagem perfeita, que seria desenhada em alguns segundos caso você utilizasse lápis de cor e canetinhas no lugar de complicados programas de computador.

“Quer dizer então, Carol, que todos os estudos sobre ramos, ideias centrais e mapas mentais feitos no mundo inteiro estão errados?”

De maneira alguma! Esses softwares, e os mapas convencionais, de um modo geral, são muito bons para organizar ideias. Não é à toa que muita gente usa e trabalha com tais mapas diariamente.

Acontece que os caras que usam esses mapas mentais, ou que planejam tais softwares, não são concurseiros. Eles têm tempo para planejar e organizar as ideias, o que não é a realidade da “classe concursística brasileira”.

Vou fazer uma comparação “por cima”: estudar para concursos com os mapas convencionais é a mesma coisa de abrir um supermercado no Brasil com equipamentos de esqui. Você pode até usar, em algumas dunas brasileiras, mas não é o que eu consideraria um esporte necessariamente adequado para o bioma brasileiro.

Muitas fichas, poucas palavras

Quer ir por um caminho ainda mais lógico?

Ok, então siga o meu raciocínio.

Por que você acha que a internet deu tão certo? Porque ela possui hiperlinks. Ela não se conecta de modo linear. Se a internet fosse um livro, todos nós demoraríamos muito mais para encontrar os termos importantes. Imagine quanto tempo você demora para encontrar algo no Google. Você acredita que demoraria o mesmo tempo para fazer a mesma pesquisa em um livro? Não: no livro, seria muito mais demorado.

A internet funciona como o nosso cérebro: ela traz informações racionais, mas, ao mesmo tempo, usa a não linearidade para instigar o lado criativo de todos nós.

Os mapas mentais também têm de ser assim. Colocar uma ideia central e ramificá-la, por si só, não é transformar um assunto em não linear. É simplesmente organizar um índice em vários tópicos. Isso os livros já fazem.

Bem, já que você já sabe como não fazer, que tal se nós passássemos, agora, para o outro lado da moeda, para aprendermos COMO fazer?! Então vamos lá!

As fichas de estudos

Fichas de estudos: exemplo 1
Fichas de estudos: exemplo 1
Fichas de estudos: exemplo 2
Fichas de estudos: exemplo 2

 

As fichas de estudos são super simples de serem feitas. Eu, claro, vou dar muitos exemplos de fichas particulares, minhas, para que você tenha algumas ideias na hora de criar suas próprias fichas.

Primeiramente, para fazer fichas de estudos, você vai precisar de:

  • 1 (um) conjunto de canetinhas;
  • 1 (um) conjunto de lápis de cor;
  • pelo menos 1 (uma) resma de papel A4.

No total, você vai gastar aproximadamente R$ 39,90 para melhorar sua memorização, entendimento e revisão nos estudos.

Para cada ficha, eu utilizo a metade de uma folha A4. Isso mesmo: em cada fichinha, eu divido uma folha ao meio.

No mais, vamos seguir e entender, aos poucos, como funcionam as fichas de estudos.

Veja abaixo alguns exemplos e algumas dúvidas gerais de quem tem falado comigo sobre as fichas:

“Minha dúvida sobre mapas e resumos é como escapar da armadilha de resumos imensos (que tomam muito tempo pra preparar) e mapas mentais poluídos visualmente. Enfim, como sintetizar de verdade as informações para acessá-las facilmente para ativar a memória e na reta final antes da prova.” – Luciana.

Não é incomum surgirem dúvidas desse tipo: todos querem saber como diminuir a informação de modo que os mapas mentais realmente sirvam a seu propósito: proporcionar uma revisão de qualidade, sem ter que colocar muitas informações.

Muita gente também se preocupa com a seleção de palavras-chave em um texto:

“Sempre tenho dificuldade em encontrar a palavra chave do que estou estudando pra fazer o mapa. Eu fico achando que se escolho apenas uma palavra, não vou entender nada do mapa, e por isso, meus mapas mais parecem uma cópia colorida do que estou estudando do que um mapa mental propriamente dito.” – Giselle.

Lembre-se sempre que a regra é não seguir à risca as regras. Quando você for fazer seus mapas mentais, pense da seguinte forma: “como eu posso transformar todo esse assunto que eu vi em algo que EU entenderia bem mais rápido?”.

Tudo na vida é questão de muito treino. É assim quando alguém vai aprender a andar de bicicleta, a tocar guitarra, a desenhar. Nos concursos públicos, eu vivo batendo na tecla do “faça muitas questões”, porque questões são ótimas treinadoras. Com os mapas mentais funciona do mesmo jeito: o primeiro mapa mental vai ser super difícil de ser feito. A mesma coisa vai acontecer com o segundo, o terceiro, o quarto… quando você chegar ao seu vigésimo mapa mental, você já vai estar bem melhor.

No fim das contas, eu fiz milhares de fichas de estudos, e elas foram essenciais no momento da revisão. Então fique com o seguinte pensamento:

Tudo na vida é questão de muito treino.

Todo bom professor de cursos em PDF e todo bom escritor de livros para concursos traz alguns textos relativamente grandes para que o conteúdo de suas aulas seja realmente entendido. Isso não significa que tudo o que está ali deva ser passado para sua ficha-resumo.

Lembre-se: são muitas fichas, mas poucas palavras. Conforme você constrói seus mapas, você percebe o que é importante e o que é descartável na memorização a longo prazo. Perceba que, em meus mapas mentais, eu usava o mínimo de conteúdo possível, e acabava conseguindo revisar aulas de 3h30 em até 5 minutos. Incrível, não é? Veja mais exemplos:

Bretton Woods (atualidades)
Fichas de estudos: exemplo 3

 

Controle finalístico (direito administrativo)
Fichas de estudos: exemplo 4
Férias empregador (direito do trabalho)
Fichas de estudos: exemplo 5
Convalidação (direito administrativo)
Fichas de estudos: exemplo 6
Dirigentes de autarquias (direito administrativo)
Fichas de estudos: exemplo 7

 

As fichas são bem diferentes daqueles mapas mentais convencionais que te mostrei no início do post, não é verdade? São muito menos cansativas de serem revisadas, e muito mais rápidas de serem lidas.

Continuando com algumas dúvidas recorrentes:

“Na aula presencial/videoaula, [eu fazia] meu primeiro resumo, aí, em casa, eu ia lá, fazia um mapa mental, um resumo menor, mil setas coloridas cheio de frufru. [Como faço isso] com o livro e o pdf? Ai ai, tô perdidona rs” – Tatiana

Todos esses mapas mentais que tenho mostrado neste post foram feitos de várias maneiras. Alguns em sala de aula, diretamente, outros em casa, com livros e aulas em PDF. É possível fazer as fichas das duas maneiras, assim como é possível você entender o conteúdo das duas maneiras!

As fichas de estudo nada mais são do que uma síntese do que você aprendeu.

Agora, preste atenção para não cometer este erro: nunca, nunca, NUNQUINHA faça “resumo de resumo”. Escrever na aula e “passar a limpo” depois é perda de tempo. Isso não é uma forma de revisar o conteúdo, mas sim de gastar horas que poderiam ser usadas para aprendizagem de conteúdos novos. Lembre-se: as revisões têm que ser RÁPIDAS.

Treine, faça muitas fichas em casa, e, depois, caso você goste de aulas presenciais, faça as fichas durante as aulas presenciais. Leve suas canetinhas, seus lápis de cor para a sala de aula. É bom que os seus concorrentes vão te achar pirado, quando, na verdade, você estará à frente deles nas revisões ;)

Que tal mais uma leva de exemplos de algumas fichas que fiz em sala de aula? “Siiiiim, Carol, por favor!”

Doença (direito do trabalho)
Fichas de estudos: exemplo 8
Empregada doméstica (direito do trabalho)
Fichas de estudos: exemplo 9
Greve (direito do trabalho)
Fichas de estudos: exemplo 10
Horas excedentes compensadas (direito do trabalho)
Fichas de estudos: exemplo 11
Jornada de trabalho (direito do trabalho)
Fichas de estudos: exemplo 12

 

Todos esses últimos exemplos foram feitos em sala de aula (em uma série de aulas de direito do trabalho, como você deve ter notado)! Sim: com o professor falando e eu desenhando.

Era sempre assim: eu chegava mais cedo ao cursinho, sentava lá no fundão da sala e pegava uma cadeira para colocar os meus lápis e as minhas canetinhas. Em minha mesa, várias folhas A4 já recortadas ao meio prontas para serem usadas. Nos dias em que a sala lotava, quando não era possível usar uma cadeira para colocar minhas coisas, eu colocava a mochila nos pés, com o material, e pegava freneticamente cada canetinha ou cada lápis de cor de dentro da bolsa para fazer minhas fichas.

E aí a gente vai para mais uma dúvida:

“Minha principal dúvida quanto aos mapas mentais é se realmente tenho que colocar uma informação central e as outras ao redor, como a maior parte dos que vejo. Ou se basta colocá-las de alguma forma na folha. Queria saber se faz diferença mesmo essa disposição na folha na hora de memorizar porque às vezes tenho muita dificuldade de dispor as informações assim e acabo colocando frases como em um caderno ou colunas, entende?” – Tatianne.

Excelente pergunta. As fichas de estudos não têm regras rígidas! Você vai desenhar de modo que você compreenda melhor. É mais uma evolução em relação aos mapas mentais convencionais.

“Eu assisti a aulas [de um professor] explicando como fazer mapas mentais, mas acho perda de tempo fazer os desenhos, que por vezes atrapalham mais do que ajudam (para mim pelo menos). É possível ser eficiente sem ter os desenhos?” – Ana Carolina.

Você pode perceber que as minhas fichas não seguem um padrão. Em algumas, utilizo tabelas. Em outras, faço gráficos. Em outras, coloco uma ideia central e puxo pouquíssimos ramos. Em muitas fichas, há desenhos. Em muitas outras, há apenas textos. Lembre-se sempre que a regra é não seguir à risca as regras.

Se você se sente à vontade desenhando o mapa do Brasil, ótimo! Sempre que você se lembrar, em alta velocidade, de um desenho que você possa fazer, faça o desenho. Só não perca tempo se martirizando por não ter pensado em desenhar um carrinho de Fórmula 1 em algum contexto sobre “rapidez”, por exemplo. Concurso público, eu digo sempre, é sobre simplicidade. Seus estudos, seus métodos.

Bem, antes de irmos para o próximo tópico, não custa nada mostrar mais algumas fichas minhas, não é mesmo?

Espécies de tributos
Fichas de estudos: exemplo 13
G 20 (atualidades para concursos)
Fichas de estudos: exemplo 14
Graus de sigilo (LAI – Direito Administrativo)
Fichas de estudos: exemplo 15
Jornadas permitidas (direito do trabalho)
Fichas de estudos: exemplo 16
LAI (direito administrativo)
Fichas de estudos: exemplo 17

 

Padrões nas fichas de estudos: como ter ideias mais rápidas

Você já deve ter percebido que em minhas fichas eu usei muitas siglas, muitos símbolos, às vezes algumas coisas que para você não fazem o menor sentido.

Pode até parecer meio rude eu falar isso, mas não é (hehehe…): você não entende porque as fichas são MINHAS! Haha. Como eu fiz as fichas, eu entendo o que elas querem dizer, eu entendo as siglas, os mnemônicos que coloco nas fichas, eu entendo o que um espanador significa.

Já aconteceu de você estar em uma conversa com outras duas pessoas e essas duas pessoas contam uma piada interna, e aí você fica super sem jeito, porque não entendeu nada? É a mesma coisa de você pegar mapas mentais de outras pessoas sem contexto (tanto que aqui no Esquemaria, à exceção desse post, que traz apenas EXEMPLOS de mapas mentais, eu procuro contextualizar toda e qualquer ficha de estudos que faço para explicar determinados assuntos).

Eu digo isso porque existem alguns padrões que você pode criar, para elaborar seus mapas mentais. Esses padrões servirão para você agilizar a criação das suas fichas. Você pode usar não só siglas ou abreviações, como também ícones (por exemplo: um desenho do tipo ‘palitinhos’ de um homem com uma coroa na cabeça para lembrar de um rei), índices (tipo setas e gráficos) e símbolos (tipo o símbolo de uma balança, que lembra justiça) para fazer seus mapas.

A seguir, eu exemplifico com a legenda de alguns signos que eu usei muito, e que talvez possam te ajudar a ter ideias:

Legendas de mapas mentais
Exemplos de legendas de mapas mentais

 

“A minha maior dificuldade é em relação aos prazos. Não consigo guardar tantos números assim na cabeça.” – Roseli.

No caso da Roseli, por exemplo, eu indiquei que ela usasse um desenho de um calendário com um número específico de determinado prazo, dentro desse desenho. Por exemplo:

Exemplo de legenda-calendário
Exemplo de legenda: prazos

 

Como você pode ver, não há limites. Tudo o que é importante e repetido pode ser criado como legenda.

 

APPs de fichas de estudos para tablets e programas de computador de mapas mentais

“O maior problema para fazer os mapas é não ter um programa pra contruí-los e através de papel e caneta demora muito tempo… Aí não rola! Você usa algum software? Pode dar algumas dicas nesse sentido?” – Rodrigo

Primeiramente, já vou chegar com uma afirmação polêmica: não existe UM software para computador perfeito para que concurseiros façam mapas mentais.

:O :O :O

“Como assim, Carol? Mas eu já ouvi falar tão bem do MindMeister, do iMindMap, do FreeMind etc”. Olha, eu vou te mandar lá para cima, hein? Esses programas são muito bons para gerar ideias (fazer brainstormings), mas, no contexto de aprendizagem em concursos públicos, eles servem tanto quanto índices de livros. Em outras palavras, os softwares de computador, atualmente, só fazem mapas mentais convencionais.

Por isso, a dica que fica é:

Vá de papel ou tablet

No mesmo mês em que passei no TCU, troquei um computador antigo meu por um iPad e uma bicicleta. Passei, desde então, a fazer todos os meus mapas mentais no iPad. Para os mapas mentais, usei um app de desenho chamado “Noteshelf”. Eles também têm a versão Android desse app.

Lembro que na época eu cheguei a testar vários apps de desenho, mas o melhor que encontrei foi o Noteshelf. Também testei muitas stylus (que são aquelas canetinhas touch screen, para tablets). A melhor stylus que eu encontrei foi a Stylus Duo Bamboo, da fabricante Wacom.

A seguir, eu mostro algumas das fichas que fiz em meu iPad:

Quanto à extensão (Direito Constitucional)
Exemplo 1 de ficha feita em tablet
Quanto à origem (direito constitucional)
Exemplo 2 de ficha feita em iPad
Quanto à finalidade (direito constitucional)
Exemplo 3 de ficha feita em iPad

 

O mais interessante de utilizar esse app para tablets é que você pode organizar todas as suas fichas em cadernos. O programa também traz algumas ferramentas, como escolher o papel, escolher se você prefere que fique deitado ou em pé, escolher entre efeitos de canetas, marca-textos e lápis, enfim, os mapas mentais ficam muito reais.

Além disso, você pode copiar e colar conteúdo entre uma ficha e outra, pode reorganizar as fichas ou deletá-las.

 

Agora é com você

Agora que o artigo acabou, espero que você possa aplicar todo esse conhecimento em seus estudos.

Qualquer dúvida, fale comigo nos comentários abaixo!

Comente mesmo! Eu gosto de responder.

Agora, uma última observação: eu quero ver muitos exemplos de fichas de estudos aqui nos comentários, hein? :)

Os comentários do Esquemaria aceitam imagens. Aproveite e mande suas fichas, para outros concurseiros terem como base.

No mais, obrigada por me acompanhar em mais um post. Foi ótimo.

Bons estudos, boa sorte e boa vida ;)

Carol.

40 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 40 Email -- 40 Flares ×
  • Marcio

    Carol parabéns! A qualidade do blog e a sua generosidade são coisas admiráveis.

  • Pedro Henrique Ferreira

    Carol, sensacional esse post sobre os mapas mentais, tirou muitas dúvidas. Eu particularmente prefiro utilizar fichas porque é mais resumido e mais fácil de memorizar (e mais tranquilo para revisar antes da prova, já que as cores meio que fixam na sua mente).

    Certa vez, utilizei material do Ponto dos Concursos e tinha um professor que gostava de trabalhar com cores para facilitar o aprendizado (e realmente facilitava). Segundo ele, preto era um tópico/assunto de importância normal (talvez um título/tema). Quando ele passava para o azul (subtópico), era um pouco mais importante que o tópico principal, que estava de preto. Finalmente quando ele chegava ao vermelho, tratavam-se de exceções e assuntos mais importantes para memorização.

    Essa sistemática funciona comigo, mas a minha dúvida é a seguinte: no que tangem às cores, tem algum padrão necessário a ser seguido, ou elas variam de pessoa para pessoa? Notei que suas fichas são bem coloridas e acho interessante o uso dos símbolos (vou implementar nas minhas). ;)

    • Obrigada, amore mio!
      Bem, esse professor sem dúvidas dava uma importância para a revisão dos alunos! Qual é o nome dele? :)
      Não há um padrão a ser seguido. Na verdade, conforme eu desenvolvo as fichas, vou separando as canetinhas e os lápis usados de lado, para não repetir muito as cores.
      Só que às vezes você precisa criar aqueles padrões sobre os quais falo no post. Por exemplo: as minhas setas com asterisco são quase sempre vermelhas, para mostrar que há uma exceção.
      É legal você colocar uma cor diferente do que a cor real. Por exemplo: uma maçã, no lugar de ficar vermelha, eu coloco azul, roxa, entende, coloco de uma cor diferente, para chamar atenção no momento de revisar.
      :}
      Bjs

      • Pedro Henrique Ferreira

        Roberto Troncoso, de Constitucional. Material excelente, btw!
        Obrigado pelas dicas. Beijos

        • Ah, ele é ótimo! As aulas são boas, principalmente, porque ele é coach, também! :)
          Bjs!

    • Ana Clarice Brasileiro

      Os mapas mentais nas apostilas do Roberto Troncoso (Auditor do TCU) me ajudaram a passar no concurso do BCB. Ele coloca em vermelho as exceções, isso provoca um alerta no cérebro.

  • Juliana

    Carol, você acha que o Noteshelf substitui, à altura, as fichas em papel (inclusive quanto ao tempo e à facilidade de execução)?

    • Juliana, sem dúvidas! Eu meio que aposentei as minhas fichas em papel, depois desse app! :D
      E lembre-se: tudo é uma questão de treino. Talvez você apanhe um pouco para entender a dinâmica do Noteshelf, mas depois fica tranquilo e até mais rápido, por conta das cópias que você pode fazer de uma página para outra :D :D :D

      • Carlos Turchetti

        Carol, primeiramente queria te parabenizar pela disponibilidade em querer ajudar tantas pessoas nos seus estudos, em especial para concurseiros. Tinha muitas dúvidas em questão de mapas e fichas. O tutorial foi excelente para entender como funciona a ferramenta. Com certeza o app é fantástico e é mais eficiente que o papel, porém, não tenho dinheiro para comprar um iPad! kkkkkk Please

  • Junior

    Gostei muito do post.
    Antes as minhas fichas eram baseadas nas que o Alexandre Meirelles citava em seu livro, sendo que eu fazia em papeis muito pequenos e sem canetas coloridas.
    Vou experimentar baixar o app pra ver se consigo colocar cores e facilitar minha memorização hehe!
    Valeu Carol!

    • Massa, Junior!
      Pois é, esse papel é a metade de um A4, e com muita cor! No texto grátis do Alex Meirelles, ele mostra duas fichas assim, na metade de um A4 e coloridas (sem pautas).

  • Marina Marinho

    Excelente post. Fico impressionada com sua criatividade, Carol… Vou tentar começar com os mapas, porque atualmente só estudo lendo, lendo, lendo e lendo… Nem pra fazer exercícios eu tenho paciência. Ah… meu teste de lateralidade cerebral deu 78% hemisfério esquerdo!

    • HAhahhahaah! Muito interessante, Marina! Muita gente prefere só ler, como você. Nesse caso, quem sabe um curso de leitura rápida não seja melhor do que mapas mentais? Como eu falo no post, cada um gosta de estudar de um jeito diferente, mas sempre há técnicas para aumentar a produtividade :}
      Abraços!

      • Marciele

        Olá, Carol!! Parabéns pela aula e pelo post,tudo muito perfeito!! =D
        Há quase um mês te enviei um e-mail perguntando sobre o curso de leitura rápida que você estava fazendo, mas acredito que não tenha conseguido responder. O que eu gostaria de saber é se vc acha aquele curso válido para quem estuda para concursos. Eu estudo basicamente por lei seca e questões. Funcionaria para leitura de lei seca? Não perderia detalhes?
        Assim como Marina, eu tb leio, leio e leio, mas resolvo muitas questões. Vou começar a utilizar meu Ipad para fazer fichas e ver se me adapto. Nunca estudei por fichas, nem resumos. Desde já agradeço!!! Beijos

        • Marciele, se você gosta de estudar lendo muito, o curso da Ana Lopes é muito bom, sim! Quando você quebra muito a leitura, como é o caso de algumas pessoas, aí já não faz tanto sentido, e o curso só serviria para você ler por diversão (literatura mesmo!). Com pequenas quebras na leitura, seria a situação ideal, já que a técnica principal do curso é quebrar a leitura em algumas partes.
          Eu, particularmente, gostei muito ;)

          • Marciele

            Obrigada pelo retorno, Carol! Um dia ainda farei esse curso, só falta a pior parte R$ hahah Mas ainda está em conta, perto de alguns que já vi. Bjo

  • Dimas

    Olá, muito interessante o estudo por mapas mentais, principalmente através do tablet (iPad), acho que vou adotar a técnica.Como gosto de escrever com caneta de ponta mais fina, gostaria de saber se você conhece alguma caneta para tablet nesse sentido ( ponta mais fina).
    Agradeço a sua atenção.

    • Pois é, Dimas, não existe uma boa caneta com ponta fina para iPad. Acredito que a tecnologia ainda não suporta isso… :(

    • Dimas, só uma observação: fui pesquisar melhor e encontrei essas stylus: https://www.youtube.com/watch?v=Uf1HxbspE1M e https://www.youtube.com/watch?v=eEjhzOgx-j8

      • Junior Gama

        Pode reprisar a aula de mapas mentais?? Eu me inscrevi e acabei perdendo
        o horário dela no dia 13 out 2014. Por gentileza, reprise ou
        simplesmente coloque no youtube. Melhor ainda, coloque no youtube.
        grato,Paulo.

        • Oi, Junior!
          O YouTube deletou a aula, e aí nem eu tenho o vídeo da segunda-feira… foi esse o motivo de eu ter feito este post ;)
          De qualquer modo, leia o post com atenção e, qualquer dúvida, comente ;)

  • nara

    Muito bom. Ótima explicação. Adorei.

  • Giseli Carvalho Da Costa Ferre

    Obrigada Carol, já estava fazendo fichas e acredito que agora ficarão bem melhores! Parabéns pelo post, está muito bem explicado. Um beijo

  • Allan Cruz

    Parabéns pela iniciativa e que Deus continue muito lhe abençoando!!

  • Mara

    Carol, Carol! Que joia ficou esse post… Obrigada! Você bem merece uma boa noite de sono, viu, hehe!
    Ah, ontem, em aula presencial, graças a você e a aula de segunda, comecei a fazer as minhas fichas, e foi engraçado, haha, mas acho que está começando a fluir!
    Abraço :)

  • Daiane Lopes

    Nossa muito bom esse post… suas dicas estão me ajudando muito a estudar.
    Parabéns. Fique com Deus, abçs

  • Nodeci

    Carol, vc é fantástica! Nunca gostei daquela história da ideia central e muuuitos ramos, não funcionava pra mim e eu sempre me perguntava o porquê. Há um tempo atrás, pensei em fazer o que vc explicou na aula, mas achei q era doideira minha. Aí vem vc, e me diz que eu estava no caminho certo! Estava não, estou!!!! Obrigada!!!

  • concurseira

    Olá Carol.

    Sou nova por aqui. Conheci o esquemaria na semana passada :(
    Mas, como dizem, antes tarde do que nunca, não é?!

    Parabéns por seu altruísmo. Ver pessoas como você, ajudando, de graça, me
    fazem continuar crendo que no mundo há mais pessoas boas sim. A diferença é que
    os maus gritam. Que DEUS abençoe sua vida e que te mantenha em crescente
    escala de generosidade.

    Esse meu comentário está um pouco deslocado, mas como eu atualizei minhas
    leituras, achei melhor postar aqui mesmo.Meu comentário é meio que um pedido de um “ombro amigo”, sabe?!

    O concurso da minha vida foi em 2012. Ou melhor, deveria ter sido. Estudei um ano para o fatídico
    concurso. Estudei, estudei e estudei. Daí, chegaram os meses da prova. Consegui
    férias do trabalho, nossa, eu nem acreditava no que estava acontecendo. O edital
    saiu e eu ainda tinha uns bons meses para revisar toda a matéria. Eu achava que
    havia chegado a minha hora.

    Pois é…algumas vezes as coisas não saem como o planejado. No decorrer do
    período entre edital e prova, foi descoberto que meu pai estava com câncer e já
    estava na fase terminal. Imagina só o drama, hein?!!! Bom…parei os estudos e,
    como filha mais velha, acompanhei o estágio final da vida dele. Uma dureza. Foi
    muito difícil me recuperar…Mas, blz…com muita oração, continuei a vida e
    segui, chorando e estudando entre uma madrugada e outra. Passados 2 meses do
    ocorrido, já estava bem melhor, já consegui diminuir o intervalo do choro e
    aumentei o ritmo de estudos.

    Bom…vc não vai acreditar…pois é…no meu mês de férias (mês da prova),
    bem no dia 5, recebo uma ligação dizendo que meu irmão mais novo havia sido
    preso.Então, né…eu ralando para ter uma vida melhor, para dar uma vida melhor
    para minha mãe e o “sem juízo” se mete em confusão.
    Mais uma vez meu mundo
    desabou. Minha mãe, tadinha, não tinha a menor condição de visitar presídio. E
    lá fui eu, viver as piores humilhações da minha vida. Acordar de madrugada,
    enfrentar horas de fila, de sol, de fome, revista íntima…Às vezes eu saia do
    presídio e ia direto para o cursinho….pense no drama, na tristeza e no desespero.

    O pior… tive que pagar uma fortuna para o advogado (dinheiro que
    tinha guardado para minha preparação no concurso). Enfrentei todas as greves
    possíveis e imagináveis (agentes, juízes, servidores). Afff…nesse momento
    estou morrendo de chorar enquanto escrevo…só em lembrar da tortura que foi.
    Isso sem falar das cobranças da família, da falta de apoio financeiro e
    psicológico para mim.

    Bom…meu irmão foi solto e, 10 dias depois chegou a data da prova. Imagina
    o meu estado mental!! Abri a prova, achei a mais fácil de toda a minha vida. Vi
    o tema das redações. Nossa, tudo o que eu havia estudado.

    Alguma coisa deu errado no meio do caminho. Ou melhor, tudo deu errado.
    Corrigi a prova e fui MUITO pior do que eu imaginava. Chorei horrores e entrei
    em uma depressão profunda. Tão profunda que cheguei a ficar meses tomando
    medicamentos e fazendo acompanhamento. Não conseguia trabalhar, não comia (perdi
    muito peso), meus cabelos começaram a cair…Enfim…era como se um furacão
    tivesse passado por minha vida.

    Foram 5 meses em que eu não vivi. Só esperei o término de 2012 (um dos
    piores anos da minha vida). E olha que aconteceram muitas outras coisas
    ruins…Essas duas foram as principais, só a título de exemplo do que eu estava
    passando.

    O ano terminou, veio 2013 e eu continuava deprimida. Chegou 2014, o
    primeiro semestre ainda em depressão, perdida e sem o menor rumo.

    Somente no 2º semestre desse ano eu retomei os estudos. Ainda meio devagar,
    meio desiludida, e com a autoestima lá no pé. Estou tentando me recuperar,
    voltar a acreditar, tentando estabelecer uma meta, mudar a
    rotina…Enfim…

    Desculpe pelo post gigante…mas achei seu site tão acolhedor e ele tem me
    ajudado tanto, tem me dado tantas esperanças, tem reorganizado meus
    estudos…Enfim..desculpe mesmo pelo desabafo. Só queria ouvir alguém dizer que
    é possível!! Que eu estou no caminho. E que, desta vez, vai dar tudo
    certo!

    Obrigada por ler meu comentário.

  • Oi, Carol! Sou o Léo do facebook, é que aqui no blog estou com meu nome completo..rs.. Só para variar mais um post excelente teu, parabéns! Estava chateado por ter perdido tua aula, mas o post de hoje foi esclarecedor. Começarei hoje mesmo com as fichas, mas queria te fazer algumas perguntas: Chegaste a testar a stylus da targus? Se sim, essa que mais gostou da Bamboo é melhor? E agora que és adepta das tecnologias, preferes fazer no iPad ou A4 ainda? Quanto ao aplicativo “Noteshelf” na AppStore tem dois um que no final do nome está assim: for SECTOR. Foi esse que comprastes?
    Obrigado por tua grandeeeee ajuda!
    Um beijo!

  • Neto

    Qual o momento certo de elaborar as fichas? Por exemplo, leio o pdf, faço questões e depois elaboro as fichas? Ou é melhor deixar para o dia seguinte ou dar um intervalo maior?

  • Lembre-se da velha dica, Neto: a regra é não seguir à risca as regras! Às vezes, você vai sentir a necessidade de colocar um conteúdo nas fichas durante o estudo da teoria, às vezes você sentir essa necessidade ao fazer as questões ;)

    • Neto

      Bom, como não agradeci antes, deixo meus parabéns agora. Realmente, é preciso diminuir a paranoia com regras e detalhes que tentam mecanizar demais os estudos (e sua vida). Muitas vezes acabamos perdendo mais tempo perseguindo propostas que visam maximizar o tempo do que as aplicando, pelas razões já expostas por você. Que ironia, não? Continue com o excelente trabalho!

  • Paula Coêlho

    Muito bom Carol. Acompanhei on line e li post. Valiosíssima dica…Potencializa muito os estudos…………Rumo ao TCU :o)

  • Wallace Alves

    Carol, boa tarde!

    Muito bom o post! Já estava usando os mapas mentais, que vem funcionando muito bem para o meu aprendizado! Vou experimentar fazer as fichas em um segundo momento para revisões rápidas, quando a matéria já estiver melhor fixada no cérebro, através dos estudos, revisões com os mapas mentais e posterior resoluções de questões.

    Irei experimentar utilizar as fichas para manter os conteúdos mais importantes sempre “vivos” na memória, porém de forma muito mais rápida que os resumos através dos mapas mentais.

    Acredito que funcionarão muito bem, principalmente próximo do período das provas e para revisões rápidas, vou experimentar de diversas formas, para avaliar a que melhor me adapto e que tenho o melhor rendimento.

    Muito Obrigado pela contribuição e generosidade em compartilhar conosco estas preciosas dicas.

    Fica com Deus!!!

  • Obrigada, Léo ;)
    Sim, é tão boa quanto a da Bamboo, apesar de a borrachinha da bamboo “escorregar” com uma maior facilidade (mas a diferença é pequena) :D
    Às vezes, compensa você ir a uma loja maior e testar algumas stylus antes de comprar.
    Ahn, na minha appstore não há diferença de Noteshelf… só há dois (um em inglês, outro em português). O site é este, caso você tenha alguma dúvida: http://www.noteshelf.net/

    • Obrigado Carol! Verificarei quanto a caneta. Sobre o Noteshelf minha appstore é a americana e lá consta dois que não sei qual a diferença. rs
      Loguei na conta brasileira e vi que realmente consta como disseste: um em português e outro em inglês. Compraste o que está em português?
      Bjo!

      • Sim, comprei o em português, mas, pelo que vi, não há diferença ;)

  • Oi, Concurseira!
    A vida prega muitas peças em todos nós. O lance é continuar seguindo firme e forte! Ficar parada não adianta nada, não é verdade?
    Espero que você consiga tirar forças do que aconteceu com você em 2012 para se superar agora nos concursos de 2015. Bons estudos, e parabéns por ter voltado à ativa, mesmo depois de tudo o que aconteceu. ;)

    • Sarah Santos

      Carol,

      Obrigada pelo post.

      Questiono, apenas, se devo fazer os mapas ao longo da leitura (ex: aulas em pdf, extensas), é aconselhável ir lendo e esquematizando ou ler tudo e depois voltar fazendo um apanhado dos tópicos importantes?

      Bjs.

      • Já leia e esquematize! As fichas servem para você não ter que reler conteúdo inútil ;)
        Caso faça alguma questão e sinta a necessidade de fazer novas fichas, depois, sinta-se à vontade ;D

  • Massa, Nodeci! Então vá com tudo, volte aqui depois e me fale as experiências que você teve com as fichas de estudos :)

  • Renata Pullen

    Carol, Parabéns mais uma vez pela iniciativa! O post ficou tão bom quanto a aula. Uma pena ter acontecido isso de ter perdido a aula, mas a recompensa foi grande aqui! Já vou atrás da minha caneta, pois achei o aplicativo o MÁXIMO! Eu não conhecia… Até segunda! ;)

    • Renata, como sempre, você marcando presença! Obrigada por tudo ;)
      Bons estudos! :D

  • Karla Meira

    Gosto das fichas, mas a minha dificuldade é com os desenhos… o fato de desenhar e “rabiscar” não prende a minha atenção. Tem outra sugestão Carol ? Obrigada e parabéns pelo excelente trabalho.

    • Oi, Karla! Não precisa desenhar tudo. Desenhe quando sentir necessidade! Mas é legal criar aquelas legendas que mostro no post, tipo para simbolizar exceções, essas coisas… De qualquer modo, que bom que gostou dessa técnica! ;)
      Obrigada pela participação.

  • Ana Clarice Brasileiro

    Carol, obrigada pela riqueza do material

  • Marcela Oliveira

    Carol, você poderia comentar sobre a melhor forma de revisá-los? Você disse que organizava-os em pastas com 100 unidades. De matérias diferentes? Não ficava desorganizado?

    • Marcela, eu fazia assim porque era o método do Alex, e fiz do jeito que ele indicava, na época. Entretanto, para ficar mais organizado, você pode revisar naquela fórmula de um dia / uma semana / um mês, que ensinei na aula. Fica a seu critério ;)

      • Ana Lúcia

        Olá, Carol! Explique melhor por favor essa forma de organizar as fichas e esta fórmula um dia/uma semana/um mês. É que não consegui assistir a aula. Obrigada!

  • Afonso

    Excelente post, nunca fiz fichas para estudar, vou tentar colocar em prática essas dicas. Seu site está ótimo, Vamos que vamos, já já estarei ai no TCU também..

    • Obrigada, Afonso! :)
      Boa jornada!
      Ah, e, já que você está estudando para o TCU, aí vai uma dica: vou abrir um curso de AFO, na segunda-feira. Fique ligado nos emails do Esquemaria, para mais informações ;)

      • Rone Almeida

        Carol, este curso vai ser lançado aqui no Esquemaria? Vai ser em pdf ou vídeo-aulas? É 0800 ou vai ter algum custo financeiro? Eu fiquei bastante interessado neste curso, com certeza, vindo de você, será um material de ótima qualidade.

  • Patricia Menezes

    Carol, vc é maravilhosa!!! Muito obrigada pelas dicas, adorei a ideia das fichas! Meus mapas mentais ficavam enoooooormes, kkkk. Vai facilitar muito a minha vida.Sempre fiz os mapas em cadernos. Tem algum problema se as fichas forem encadernadas? Bjks

    • Obrigada, Patricia!
      É sempre bom ajudar ;)
      Bem, eu gosto da folha A4 porque ela é toda branca. As pautas podem atrapalhar um pouco o processo de ajudar o seu cérebro a pensar mais rápido.
      Existem alguns cadernos sem pautas, também.
      Mas tudo isso são alguns detalhas da dica. O importante, nesse momento, é diminuir o trabalho que você tem tido com os mapas ;)

  • Junior

    Eu sei que o que vou perguntar é muito relativo, mas você estudava quanto tempo por dia quando passou para o primeiro concurso ?

    • Oi, Junior! Em média, 4h diárias, pois fazia faculdade e cursinho ;)

  • Márcia

    Nossa, muito bom, irei experimentar!!!

    • Obrigada, Márcia ;)

      • Márcia

        Poxa, não to achando esse app noteshelf para android? me ajuda? estaria com outro nome? Obrigada!

  • Georgia

    Boa Tarde, Carol. Acabei de ler seu post porque não tive oportunidade de assistir à aula. Pois bem, adorei tudo que li e certamente vou aplicar aos meus estudos, mto obrigada! Tenho apenas uma dúvida ou observação… Como vc faz p fazer a ficha enquanto assiste aula (pelo amor de Deus!!!!) ??? Eu comecei recentemente minha vida de concurceira (quero ser cartorária) comprei um curso on line e assim mtas vezes me sinto mto mal por nem conseguir anotar o que os professores dizem, tenho a impressão que nada do que eu assisto permanece na minha mente, diante disto acabo querendo anotar a aula toda. =( estou com serias dificuldades de organização, não sei se assisto aula se leio o livro se leio lei seca se resolvo questões (sei que tenho que fazer tuuuudooo isso) mas não consigo saber a ordem… ufa… bom falar com vc esqpero que possa me ajudar… bjos

    • Oi, Georgia! Obrigada ;)
      Uau, uma fantástica carreira, sem dúvida$! Hehehe…
      Bem, eu conseguia fazer as fichas em sala porque tinha feito já muitas fichas em casa, então já tinha compreendido a lógica de escolha de o que escrever, enquanto o professor falava ou copiava no quadro. Pode parecer um pouco de pretensão, mas eu já conseguia fazer as fichas antes de o pessoal terminar de copiar aquele tanto de coisas no caderno.
      Se, porventura, eu perdesse um detalhe ou outro, na hora do intervalo ou no final da aula eu pedia para algum colega para dar uma olhada rápida no caderno dele.
      ;)
      Bjs!

  • Lívia Beatriz Maia

    Carol, adoro seu blog!
    Vc é muito didática. Adorei o post, parabéns! :)

    Eu estudava assim como vc: por fichas (esqueminhas) quando passei no TRT (órgão que trabalho hj).

    Minha maior questão é a seguinte, quero voltar a estudar (já estou há um ano parada), porém, quando tendo voltar, já começo de cara resolvendo exercícios, daí lógico que o nível de acerto acaba sendo bem mais baixo que antigamente. Aí vem o desanimo. Estudo dois dias na semana depois largo. Tô nesse ciclo há um mês pelo menos na tentativa de voltar a estudar.

    Então o que eu ia te perguntar é se vc acha legal eu voltar a fazer esses esquemas mesmo das materias que já estudei mil vezes (como português, constitucional, d administrativo) pra somente depois dos esquemas voltar pras questões de prova?
    Ou vc acha que uso os esquemas antigos pra revisar?

    Desde de já agradecida!

    • Oi, Lívia!
      Massa, parabéns pela aprovação, e obrigada por falar que as fichas também deram certo para você ;)
      Bem, eu continuaria no esquema de questões comentadas das matérias que eu já tenha estudado, mas pegando um pouco de teoria nos assuntos mais difíceis.
      Já para as matérias novas, vale a pena fazer as fichas ;)
      Obrigada pelo comentário ;)

  • Lilian

    Oi, Carol! Parabéns pelo post, amei!!!!! Vc além de ser muito generosa é tb extremamente criativa e caprichosa!!!!
    Eu te mandei um email, mas acho que não recebeu, pois não tive retorno e vc sempre responde! Então, aproveito pra te perguntar por aqui…Carol na sua opinião, vc acha que estudar por PDF, nesses sites que vendem cursos desse tipo, é a melhor opção? mais precisamente falando, será que dá pra fazer um prova legal? Vc estudou através de alguns desses sites para o concurso do TCU? E se sim, qual o melhor curso em PDF que vc indicaria?

    Abraços e mais uma vez, parabéns pelo post, ficou excelente!!! :)

  • Lenise Santana

    Olá Carol!!
    Achei sensacional o Noteshelf! Não teria encontrado o app sem a indicação!
    Acredito que farei muitos mapas usando a ferramenta.

    Porém, tenho uma dúvida quanto à elaboração das fichas: O momento ideal para fazer os mapas é após a resolução de muitas questões, quando o conteúdo esta consolidado, momento em que a execução dos mapas servirá como fixação do conteúdo?

    • Oi, Lenise! Que bom que gostou da indicação. Eu ralei muito até encontrar o app perfeito (foram muitas horas vendo vídeos no YouTube! Hehe)…
      Bem, quanto à elaboração das fichas, você verá que vai sentir a necessidade de fazer tanto no momento em que vê a teoria quanto em algumas questões de concursos ;)

  • Sammya

    Muito bom, Carol! Sempre tive implicância com mapas mentais porque parecia que as informações ficavam confusas e todos que eu tentei fazer ficaram gigantes. Nesse esquema de fichas parece muito mais simples. Desmistificou o tema, com certeza. Obrigada.

    • Que bom, Sammya!
      Vou te contar um segredo: eu também já impliquei com mapas mentais! Isso até começar a fazer minhas fichas ;)

  • Elissandro

    Oi Carol, tudo bem, excelente post, tenho uma dúvida: como você ler, ou seja, interpreta suas fichas? Você lê somente as palavras que estão na ficha, ou conta uma historinha baseado nestas palavras. Tipo, na ficha que fala sobre “espécies de tributo”, você somente lê as palavras que estão lá, na ordem que estão, ou você conta uma historinha baseados nestas palavras…

    • Eu só leio, claro, com atenção ao que leio. Não tento contar a historinha… demoraria demais minha revisão… de vez em quando, tento conectar a outros assuntos, e lembrar outras fichas… mas nada que demore muito mais do que 10 segundos. O ideal é ler cada fichinha entre 3-6 segundos.

  • Denis Campezano

    Um programa que funciona perfeitamente com esse tipo de fichas é o Anki, você conhece? Estou tentando utilizá-lo, seria legal fazer um artigo / video sobre ele. Eu utilizo o Galaxy Note 3 ( tela de 5′ e caneta da Samsung) pra criar conteúdo e depois reviso no Anki, só preciso melhorar a organização e parar de colocar fichas repetidas.
    Envio um exemplo de como faço… vou tentar fazer como você, com menos palavras e mais abreviações e símbolos.
    Obrigado pelo seu post, curti o site desde o início.

    Grato
    Denis Campezano

    • O Anki é ótimo mesmo. Você faz esquemas em papel e depois digitaliza ou desenha (neste caso, em qual app?) direto no Galaxy Note?

    • Gostei muito do Anki, Denis! Não conhecia ;)
      Vou fazer um post sobre revisão, e acredito que o Anki seria ótimo para este post ;)
      Obrigada! :)

      • Guilherme

        Denis e Carol … procurem também pelo Quizlet e Cram. Particularmente eu acho o Quizlet melhor, e além disso, tb é mais barato, caso opte pela versão paga. Acho ambos mais fáceis que o Anki no quesito produção das fichas pelas várias facilidades que oferecem. Mesmo quem já faz fichas no papel, fica fácil bater foto delas e subir para a página. Outra coisa boa destes dois, é que possuem editores próprios e muito fáceis de manipular. Assim, dá pra fazer as fichas no PC/notebook e abrir no tablet/celular.
        Também dá pra fazer no word/excell e importar depois. Ambos possuem versão para IOS e Android.

        #Ficaadica ;)

        • Wow! Obrigada, Guilherme! ;)

        • Denis Campezano

          vou testar o Quizlet, valeu!

        • Steph

          Obrigada pela dica, eu já usava o anki e gostava muito. Mas fiquei de cara quando descobri que o app na apple store custa 24 dólares. Vou testar o Quizlet…

    • Quanto às fichas, você está no caminho certo, estão ficando ótimas! Quando você usar mais abreviações e símbolos, venha aqui dizer se melhorou ou não. Obrigada por compartilhar ;)

      • Denis Campezano

        desculpe-me, acabei colando duas vezes a mesma imagem e não consegui apagar.

    • isa

      MUITO BOM GOSTEI!

    • Marcelo Querino

      Gostei desse Anki, porque tem para Windows Desktop.

  • Daniel B.

    Showwwww !!!

  • Daniel B.

    Muito bom !!! Muito bom !!! Carol, quando você revisava suas fichas ? Obrigado !!!

    • Oi, Daniel! Eu costumava revisar nas semanas anteriores à prova, mas o Alex Viégas gostava de revisar todos os dias ;)
      Eu acho muito bom se você puder revisar todo dia ;D

  • Junior Rodrigues

    Carol, essa é uma da fichas que elaborei no estudo de hoje.
    Você acha que está legal ? Tem muita informação?

    • Junior, a imagem não veio! Pode enviar novamente? :)

      • Junior Rodrigues

        Agora foi ? Rs

      • Junior Rodrigues

        Agora foi !

  • Barbara

    Carol, excelente post, adorei!
    Gostaria de saber onde eu compro a stylus da Bamboo em Brasília, qual loja?
    Obrigada

    • Barbara, eu já comprei duas Bamboos… a primeira peguei na Asa Norte (só que eu tinha comprado pelo Mercado Livre), mas não lembro qual era a quadra. A segunda comprei pela internet, na http://www.wacomstore.com.br (mesmo com o frete, foi a mais barata que encontrei, e a Wacom é a fabricante da Bamboo, o que a torna confiabilíssima). Só que é sempre bom pesquisar bem na internet, porque sempre há promoções nesses sites maiores, tipo Submarino, Americanas, Saraiva…

  • Lilian

    Perfeito seu post Carol…Esclarecedor e simples como deve ser. Parabéns e por favor post mais fichas pra gente ver, de outras matérias pra nos inspirar…

    • Lilian, eu já comprei duas Bamboos… a primeira peguei na Asa Norte (só que eu tinha comprado pelo Mercado Livre), mas não lembro qual era a quadra. A segunda comprei pela internet, na http://www.wacomstore.com.br (mesmo com o frete, foi a mais barata que encontrei, e a Wacom é a fabricante da Bamboo, o que a torna confiabilíssima). Só que é sempre bom pesquisar bem na internet, porque sempre há promoções nesses sites maiores, tipo Submarino, Americanas, Saraiva…

    • Ah sim, pretendo mostrar mais fichas, sim ;D

  • larissa

    Olá Carol, tudo bem?
    parabéns pelo post e pela iniciativa do site, é maravilhosa! acompanho seus posts sempre q posso :)
    flor,
    já faz algum tempo q uso mapas mentais nos estudos (seguindo as dicas do viegas eh claro ;) hehe
    mas no livro dele nao esta claro se ele fazia mapas para revisar toda a matéria, é essa minha duvida :/ e vc, nos seus estudos, usava os mapas pra revisar tuuudo sobre dir admin, por exemplo?
    digo,
    pq por mais q seja prazeroso fazê-los (eu adoro kkk), eles demandam um pouco de tempo, ai fico na duvida sabe, se vale a pena colocar uma matéria toda em mapas :/
    o q eu quero saber é se vc acha vantajoso usar somente dos mapas pra revisar todo o conteudo ou se é melhor fazer uma parte em mapas e outra em resumos, gravaçoes, etc?
    q deus te abençoe e q vc continue com esse gesto de tamanha generosidade q é o esquemaria :)

    bjin ;**

    • Não tudo ;)
      Eu também usava questões e anotações em livros/leis, para revisar! Na realidade, o que eu MAIS usava eram as questões ;)
      E ainda assim usei MUITO as fichas :D

  • lorena

    Estou encantada com a técnica!! Antes tentava fazer mapas mentais, daqueles tradicionais, e acabava desistindo…. Coloquei em prática hoje essa técnica que você ensinou e achei fantástico! Inclusive estou ensinado a minha filha de 9 anos a fazer, pois ela está com dificuldade em geografia, vamos ver o resultado! Enfim, gostaria de te agradecer Carol, você é um ser iluminado!!! Muito obrigada!!!

    • Que gracinha, Lorena! Ai, coloque as fichas da sua filha aqui heheheh! Obrigada pelo comentário, achei supimpa ;)

  • Bruna

    Muito bom o post, Carol! Parabéns!

  • Antônio Júnior Pereira

    Como sempre mandou muito bem no artigo em Carol ! muito grato, até porque na segunda não deu para fica até o final do webinário queria assistir novamente mais como você disse o YouTobe não deixou. Desejo sucesso, muita felicidade pra você e sua família fica com Deus.

    • Uhehuheuehhue, obrigada! Pois é, algumas pessoas nem acreditam, mas foi isso o que aconteceu, mesmo. No próximo webinar, quero que saia tudo “nos conformes”, mas a tecnologia sempre quer me sacanear :D
      Mas há males que vêm para o bem: ao menos o post vai ficar aí para sempre, e a aula ficaria só por dois dias :)

  • Ana

    Oi, Carol :)
    Parabéns pelo post!
    Vou fazer um concurso daqui 45 dias, e tenho praticamente todo o conteúdo do edital esquematizado nas fichas… Faço as fichas enquanto leio as aulas em pdf ou assisto vídeo-aulas. Qual seria a tua sugestão para essa reta final??

    É muuuito bom receber dicas de quem entende do assunto ;) Obrigada!!

    • Obrigada, Ana!
      Se você já terminou o conteúdo, faça muitas questões, perceba em quais partes você tem mais dificuldade e INVISTA nessas partes, até na teoria, novamente, se for o caso. 45 dias ainda é muito tempo para ficar só na revisão, mesmo que você tenha terminado todo o conteúdo. Nos próximos 30 dias, vá investindo nessas suas dificuldades. Nas duas últimas semanas, pegue firme nas revisões.
      Claro que esse é um conselho dado por cima, porque não sei muito mais sobre seus estudos, mas espero que tenha ajudado :)

  • Lucélia

    Olá Carol, adoro suas dicas. Estudo com fichas, mapas sei lá. Sei que faço meu resumo, assim, como esse que te enviei. Em relação, aos seus, parece que estão poluídos, mas eu entendo. Tenho uma pasta sanfonada separada por disciplinas cheia dessas folhinhas. Toda vez que vou estudar tal matéria dou uma olhada em todas que fiz.
    Gostaria de saber sua opinião, bjs.

    • Oi, Lu!
      Sim, eu falei ao longo do post sobre muitos ramos, mas você já fez muuuuitos mapas, então não faz sentido você ter retrabalho só porque ensinei um jeito diferente! O importante é que funcionou para você e estão bem coloridos e cheios de desenhos!
      Gostei muito, e obrigada por compartilhar :D

  • ruth

    Parabéns pelo post Carol, com certeza vai nos ajudar bastante. Amei a criatividade e as ideias dessa cabecinha rsrs.

  • Thiago Prata

    Oi Carol, tudo bem?
    Inicialmente, gostaria de parabenizá-la pela didática e simpatia!
    Também sou um entusiasta de mapas mentais, e acho a técnica tudo de bom…

    Porém, ao procurar sobre o Noteshelf para android, descobri que ele só existe mesmo para iOS.

    Você pode nos indicar outro programa similar que possa ajudar a organizar da mesma forma que o Noteshelf? Isso porque percebi que a forma de armazenamento ( tipo caderno ) é uma das grandes vantagens desse app.

    Obrigado e um abraço!

    Thiago

    • Obrigada, Thiago! Realmente, percebi que não há versão do Noteshelf para Android… eu tinha lido rapidamente que havia!
      Bem, então eu dou duas opções: o Papyrus Natural Note Taking (nunca utilizei, mas o pessoal na internet fala bem dele) ou o Bamboo Paper. O Bamboo Paper eu tenho para o iPad, e é muito bom (também possibilita dividir as matérias em cadernos). Apesar disso, ainda prefiro o Noteshelf ao Bamboo Paper, mas, se fosse para eu escolher um segundo lugar, esse segundo lugar sem dúvidas seria o app da Bamboo ;)

  • Obrigada, Paula (por ter acompanhado lá e por ter lido aqui)! Bons estudos ;)

  • Roberto Junior

    olá Carol !!
    Parabéns ficou demais !!
    Gostaria de saber se vc tbm seguia o que o Alex Viegas indica no livro sobre os blocos de fichas,a cada 50 fichas formava um bloco de fichas com várias matérias misturadas numerando cada bloco ?

  • Naildson

    Gostei do seu artigo. Muito esclarecedor e inovador. Com toda certeza vou utilizar esse método para memorizar os conteúdos mais densos como os textos da CF. Estou me preparando para o concurso do INSS e após ler seu post desejei a partir de agora colocar em prática este método. Tenho certeza que conseguirei obter um resultado positivo. Valeu!

  • Tatiana

    Carol, gosto de imprimir para ler tem o arquivo para baixar?

  • Lidiane Vieira

    Oi Carol!! Adoro que vc responde todos os comentários! Parabéns pela ajuda que vem dado aos concurseiros! Vc realmente sabe pelo o que a gente passa! Quero saber mais sobre essa aula de AFO! Como vai ser? Video? PDF? Aqui? Gratis? Bjo grande!! Obrigada!!

  • Olá, Carol!
    Lendo os comentários vi que vais abrir um curso de AFO. Não estou estudando para o TCU, mas cairá AFO para o cuncurso que estou estudando. Esse curso será exclusivo para quem tentará TCU? A ideia é de um curso online ou presencial?

  • Carol Evellyn

    Parabéns Carol!! Assisti segunda sua aula sobre mapas mentais e amei, várias dicas legais ! Vou usar todas elas ;) Obrigada por compartilhar tantas ideias e conhecimentos. Tudo de bom :D

  • tatianne

    Oi Carol.
    Chegando agora no esquemaria e já vou dizendo: estou amando!!! Vc é uma fofa mesmo!!!Muito obrigada!

    Com que frequência você fazia a revisão dos seus mapas?

    Abração.
    :)

  • Marisa Marques

    Oi Carol, Parabéns pelo seu post, muito bom mesmo!!!! Você sabe se existe algum aplicativo para anotações como este (Noteshelf) para pc/notebook? Fico no aguardo e um forte abraço.

  • Marisa Marques

    Oi Carol!!!! Parabéns pelo seu post, muito bom mesmo. Você indica algum aplicativo para criar anotações como o Noteshelf, mas para pc/notebook. Fico no aguardo e um forte abraço.

    • debora

      carol tdo bem gostaria de saber se voce esta preparado alguma coisa de afo para o concurso do tcu vou fazer e passar e voce e um exemplo,carol preciso de dicas ja vi seu vedeo muito bom estou organizado meu material agora tenho que compra alguns doutrinas.gostaria de alguns dicas sua.

  • paula

    Boa tarde carol…. parabensss pelas dicas…. vc é ótima!!!!….. eu comecei a fazer fichas ha uns meses, noto que por ter esse “trabalho” estudei menos conteúdo que teria estudado sem fazer mapas, por isso mta gente acha perca de tempo fazer fichas…. embora eu tenha estudado menos conteúdo meu nível de memorização melhorou bastante, hoje acerto muito mais questoes que antes….. eu preciso de dicas de como estudar informatica, nesta disciplina o bicho ta pegando rss; eu costumo assistir aula desta disciplina, faço fichas e depois resolvo questoes; mas nesta ultima etapa porca torce o rabo rsss, parece que cada topico de informatica que algo muitíssimooo muitíssimo extenso e que será impossível nao deixar lacunas….
    Mais uma coisa.. gostei muito de sua afirmação em diversos pontos deste post que é regra é nao seguir a todas as regras, mais ou menos isso…. tenho feito isso, pego uma dica daqui e outra dali e vou adaptando ao meu dia a dia, ja tentei seguir fielmente médoto de estudos mais de uma vez e nao tive sucesso…. um abraço… obg pelo que faz por nós com tanto carinho!!!

  • Marisa Marques

    Oi Carol!!!! Parabéns pelo seu post, muito bom mesmo. Você indica algum aplicativo para criar anotações como o Noteshelf, mas para pc/notebook. Fico no aguardo e um forte abraço.

  • Excelente post, Carol. Já usou o Notability no iPad? Gosto bastante. Acho-o bem versátil.

  • Marcelo Getz

    Bom dia, Carol. Confesso que estava ansioso por esse post. Muito bom!!! ;)

    De um tempo pra cá, passei a utilizar um programa chamado XMIND para fazer resumos e mapas. Nele eu coloco a matéria bem resumida com questões, elimino conectivos e uso algumas palavras de maneira bem resumida. Comparando com o seu esquema de fichas, percebi que o meu parece estar um pouco extenso. Gostaria de uma dica sua quanto a esse esquema que fiz; se está legal ou se devo adotar apenas o método de fichas. Tentei colocar aqui a imagem, mas não deu; por isso enviarei um modelo do meu resumo para vc, se possível, analisar e emitir um parecer,rsrs…Muito obrigado, Carol.

  • Mirian

    Oi Carol, adorei as dicas dos mapas mentais. Me diga: onde você comprou a caneta Stylus Duo Bamboo, Wacom?

  • Lilian

    Oi, Carol! tudo bem? Em primeiro lugar, parabéns pelo post, amei!!!!! Vc além de ser muito generosa é tb extremamente criativa e caprichosa!!!!
    Peço perdão por fazer uma pergunta que não tem a ver com o assunto do post, mas gostaria de saber, na sua opinião, se vc acha que estudar por PDF, nesses sites que vendem cursos desse tipo, é a melhor opção? mais precisamente falando, será que dá pra fazer um prova legal? Vc estudou através de PDF para o concurso do TCU? E se sim, qual o melhor curso em PDF que vc indicaria?

    Forte Abraço e mais uma vez, parabéns pelo post, ficou excelente!!! :)

  • Vitor

    Carol, obrigado pela aula. Já tinha visto as duas últimas ( Aprender a Fazer Discursivas no Cespe de Uma Vez por Todas e a de ciclo de estudos). Meu teste deu 60% o lado direito. Espero que seja bom para aprendizado. Agora é questão de treino, fazer mapas mentais e uma boa revisão para ser aprovado. Parabéns.

  • Concurseiro Bruno

    Eu vi lá página do Esquemaria que vc passou a madrugada editando esse post caraca como vc é esforçada, eu li ele inteirinho e amei, vc é uma das gurias mais inteligentes e talentosas que conheci aqui nessa rede chamada internet acho que o seu cérebro deve ser todo “criativo” dividido em “Os dois lados do cérebro: esquerdo A: criativo; direito B: criativo”. esse jeitinho peculiar de inventar as coisas é magnífico adorei também aquelas legendas que vc criou poxa é muita criatividade para uma donzela só rsrsrsr vc é a minha inspiração e com certeza a inspiração de muitos para passar nos concursos públicos que Deus te proteja e que bom que vc existe, beijoss Carol !!!

  • Renata Deiziane

    Oi Carol, a partir dessa sua aula sobre mapas mentais, olha só o que aprendi, realmente é divertido de fazer. Muito obrigada por sua ajuda

  • Josiane

    Oi Carol. Bom dia. Estou começando a fazer os mapas mentais. Uns até que ficam legais, já outros…mas eu chego lá. Só uma dúvida, Carol. Não precisa separar por matéria não, né? Posso revisar todos ao mesmo tempo? Ou devo colocar separados por matéria? Rsrs…;)

  • Junior Rodrigues

    Essa foi a ficha que elaborei baseada em uma questao da FCC aplicando , também, a Tática dos Feras. Só não é sempre que consigo colocar figuras nas fichas.

  • Junior Rodrigues

    Vou tentar começar a elaborar as fichas na sala de aula. Perco muito tempo fazendo as fichas em casa, e acaba não dando pra fazer exercicios da banca. Vou tentar elabora-las na sala, e assim que eu chegar em casa eu as reviso por uns 40 minutos e vou direito para os exercicios hehehe

  • Carlo

    Parabéns pela excelente explicação Carol, vou adotar as fichas para o meu estudo.
    Pode dizer como vc organizava essa quantidade imensa de fichas, como as separava para ficar fácil de encontrá-las e não perder tempo e como eram realizadas as suas revisões com as fichas (dia, semana, mês)?

  • Moisés

    Bom dia professora fofa ^^

    Primeiro quero agradecer seu empenho e didática sincera. Aprendi e aprendo muito com seus posts e videos.

    Aliás, hoje será o lançamento do seu curso de AFO (EOF para os “concursandos” e “estressandos” ao TCU rs) ?

    Aguardo estressado e ansioso por essa oportunidade de desvendar essa terrível e obscura floresta orçamentária cobrada com tanta “crueldade” pelo CESPE quando o assunto é TCU rs

    Um abraço.

  • Joao

    Olá bel pesce dos concursos. rsrs. É meu segundo post no esquemaria, e muito feliz estar acompanhando este blog de sucesso!
    Carol, minha pergunta não é sobre mapas mentais, inclusive comecei a treinar ontem.
    Acompanho voce no blog, e nas sua historia de sucesso, você foi aprovada no TCU.
    Bem, eu estou estudando para o INSS desde 07/14, todos os dias.
    Analisei o edital anterior do TCU, para o cargo de Técnico controle externo, e vi que comparando oque estou estudando para o INSS, iria incluir EOF e CE.
    Bem, gostaria que você me desse um mega conselho. Eu devo prosseguir absolutamente ao INSS ou devo fazer TCU também?
    Um grande abraço e sucesso.

  • Sim, Roberto, com 100 fichas! Ajuda na hora da revisão.

  • Ótimo, Naildson! Obrigada, bons estudos :)

  • Deste post não, Tatiana… :(

  • Oi, Lidiane!
    Vai ser aqui, sim, mais detalhes nos emails (se você usa gmail, procure na aba “Promoções”). Vai ser parte em vídeo (coaching) e parte em PDF (conteúdo). O curso será pago ;)

  • Oi, Lucas!
    O curso será online, voltado especificamente para o concurso do Tribunal (técnico). Qual é o concurso que você irá fazer?

    • Estou estudando com foco no legislativo Carol, mais especificamente para Câmara dos Deputados. Claro que no caminho devem surgir o Senado e a CLDF, mas no momento por acreditar que logo venha um edital foquei na CD. Será que o curso se aplica ao meu caso?
      Abraço!

    • Irei fazer Câmara Carol, pois estou focado estudando para o legislativo. Dizem que sairá Senado e CLDF tbm, mas o foco está na Câmara por enquanto. Teu curso se aplicaria a mim? Um abraço!

  • Oi, Marisa!

    Eu indico esses aplicativos porque é possível usar a caneta. Sem a caneta, não recomendo tentar desenhar (desenhar de mouse vai te fazer perder tempo).

    Não conheço um aplicativo que faça o que o Noteshelf faz em computadores (ele organiza suas fichas em livros e os livros em estantes), mas, caso você tenha um tablet para o computador (estilo Intuos 5), use algum programa de desenho (aqui está uma lista: http://www.professortic.com/2012/04/10-programas-de-desenho-com-software-livre/)

    Bons estudos! :)

  • É verdade, Marciele hehehe…

  • Oi, Márcia! Parece que não há o Noteshelf para Android. Bem, então eu dou duas opções: o Papyrus Natural Note Taking (nunca utilizei, mas o pessoal na internet fala bem dele) ou o Bamboo Paper. O Bamboo Paper eu tenho para o iPad, e é muito bom (também possibilita dividir as matérias em cadernos). Apesar disso, ainda prefiro o Noteshelf ao Bamboo Paper, mas, se fosse para eu escolher um segundo lugar, esse segundo lugar sem dúvidas seria o app da Bamboo ;)

  • Obrigada, Carol ;)

  • Obrigada, Paula! :D
    Bem, é triste, mas é verdade: informática pode cair do jeito que a banca quiser. O que você pode fazer é ler alguma boa aula em PDF e fazer o que você já está fazendo: muitos exercícios! :)

  • EOF e Controle Externo são matérias muito extensas (principalmente EOF e seu enorme peso na prova do TCU!). Eu continuaria estudando só para o INSS ;)
    Obs.: Bel Pesce dos concursos! Quem deras heheehe…. mas obrigada, mesmo assim ;)

  • Obrigada, Moisés! Gostei do “didática sincera” heheheheh…
    Sim, hoje é o lançamento do meu curso de EOF (vou lançar às 22h, por email).
    Hehehe, não se preocupe, essa matéria vai ficar claríssima! :)
    Abraços!

    • Moisés

      Obrigado, Carol ^^

      Já respondi a pesquisa. Agora é só aguardar o lançamento do curso e sair do desespero rs.

      Abraços!

  • Oi, Carlo!
    Eu vou criar um post só sobre revisões, porque é um assunto que as pessoas têm muitas dúvidas (e não é por menos!), mas, enquanto o post não chega, eu já digo como EU fazia: eu organizava as revisões a cada 100 fichas (todas misturadas), e revia nas três últimas semanas antes da prova. Os professores geralmente falam para revisar por dia, então fica a seu critério ;)
    Abraços! :D

  • Perfeito, Junior! Sem perder tempo ;)
    Dessa maneira, quando você fizer os exercícios, você só complementa seus estudos.
    Abraços :D

  • Rone Almeida

    Oi Carol,
    Este curso de AFO vai ser direcionado para TFCE?

  • Nathalia

    Olá Carol! Para o TCU, além das suas dicas… eu não tenho nenhum conhecimento em AFO, mas estou interessada em assistir primeiramente as aulas de AFO do Wilson Araújo, você o recomenda? Obrigada por toda a sua colaboração.

  • Hum, os comentários que fiz aqui no Esquemaria não foram liberados. Estranho. Há algum tipo de restrição a comentários, Carol?

  • Túlio Faria

    Parabéns pelo post, site (valeu a pena seu planejamento de 7 meses) muito dinâmico, colorido e didático. Percebe-se que carinho em ajudar as pessoas. Coach Túlio Faria

  • Fábio Borges

    Olá Carol

    Antes de mais nada, parabéns pelo site, ele é muito bacana e bem feito.

    Em relação à técnicas das fichas, ela é de fato, excelente. Eu li muito e usei diversas técnicas, e esse resumo por fichas somado ao uso do Anki foram, de longe, as ferramentas que mais impacto tiveram sobre o meu estudo. É tudo de bom.

    Sobre a questão das fichas, me permita um crítica construtiva: os exemplos que constam no seu post não usam, a meu ver, a técnica em sua plenitude. Eles ainda têm muitas palavras e muitas informações. A ideia das fichas é extrair tudo o que for supérfluo e deixar apenas o essencial, e deixar essa informação essencial com lacunas para o lado direito do cérebro, forçando esse lado a trabalhar na leitura (de figuras, símbolos, lacunas). Só dá para fazer isso bem usando o mínimo de texto possível.

    Um exemplo é o de uma ficha com somente um círculo no meio e, dentro dele, a palavra “energia”. É a ficha perfeita para o conceito de mitocôndria (biologia celular).

    As fichas buscam aproveitar a facilidade que o cérebro tem para guardar símbolos (e não palavras), e o fato de que é mais fácil memorizar 100 fichas com um conceito do que 10 fichas com 10 conceitos cada uma. Então será preciso usar uma ficha para cada conceito.

    Me parece que algumas das fichas que você usou como exemplo são influenciadas pela técnica dos mapas mentais, que funciona de modo bem diverso; em alguns aspectos, dá para dizer que as duas técnicas funcionam quase que de modo contrário.

    É claro que isso também é um processo de aprimoramento. Tem algumas fichas minhas que já estão em sua quinta, sexta versão. Mas posso te dizer que, hoje, 90% das minhas fichas hoje não têm mais do que uma palavra, e a maioria não tem uma palavra sequer. Então a crítica é essa: dá para limpar muita coisa, e a técnica só vai funcionar em todo o seu vigor se a ficha tiver pouco texto e abordar uma única informação, um conceito.

    Um livro muito legal e obrigatório para quem quer se aprofundar nesse tema é o : Manual de um Concurseiro – O Caminho das Pessoas Comuns, do Alex Viegas.

    ___________

    E sobre os programas, alguns especialistas dizem que fazer as fichas (e qualquer outro tipo e resumo) à mão não é só a melhor forma, mas a única forma de memorizar e aprender. Eu acho isso um exagero, mas sem dúvida prefiro escrevê-las à mão.

    Grande abraço

  • Lucélia

    Carol, tem um tipo de lápis de cor específico que vc usa para colorir as fichas?
    Obrigada.

  • Rafael Souza

    Carol só faltou a dica de como deve ser revisada as fichas
    devo revisar somente no final da matéria ou gradualmente?
    Caberia um post sobre esse tema :)

  • Rafael Souza

    estou utilizando o tablet da Galaxy note 10.1 para fazer minhas fichas
    a escrita muito boa da canetinha ”SPen’ o aplicativo ”S NOTE” é sensacional! ‘
    pode separar as matérias por books, utilizar varias cores, editar as fichas, excluir, etc…
    vou tentar fazer como vc Carol, pouca informação e muitas fichas ;)
    minha unica duvida é a frequência de revisões

    segue anexo

    as fichas dessa forma estão corretas?

  • Rafael Souza

    Estou utilizando o Tablet galaxy note 10.1 a caneta s pen é sensacional para escrever na tela.

    Tenho instalado o aplicativo ”S NOTE” perfeito para a pratica das fichas, pode separar as matérias por books, utilizar uma infinidade de cores, adicionar e excluir fichas, etc…

    segue anexo para sua aprovação Carol ;)

  • Sim! O Notability é tão bom quanto o Noteshelf, e ele tem recursos que o Noteshelf não tem. Para mim, o Noteshelf só ganha por conta da prateleira, mas é possível se organizar com as tabs do Notability, também :)

  • Ah, sim! Desculpe. A ideia é que você faça um diário com o que você estudou em cada dia, e faça três tipos de revisões por dia, dando, no máximo, 45 minutos para as revisões. Dessa forma, você revisa em 3 blocos de 15 minutos o que você estudou há exatamente um dia, há exatamente uma semana e há exatamente um mês. É uma maneira de manter o conteúdo vivo em sua cabeça a longo prazo :)

  • Agora foi! Tá ótimo, Junior! :)
    Obrigada pela participação :)
    Estão até parecidas com as minhas fichas! Hehe… que orgulho!

  • Lilian

    Carol!!! vc me deixou no vácuo…rsrsrs…respondeu pra todo mundo, mas menos pra mim!
    Eu mandei novamente o comentário que eu fiz, mas ele nem chegou a ser postado…não sei o que esta havendo…

    Abraço, Lilian

  • Eu vi lá pelo Face, Marcelo! O XMind é um dos mais conhecidos. Como eu disse, esse tipo de programa é muito bom para ter ideias e fazer brainstormings (inclusive, já me deram um ótimo exemplo para que o programa possa ser usado: ao elaborar redações!). A minha dica é: o que você já fez não precisa ser refeito. Em novas matérias, tente aplicar as fichas e veja se são melhores para você! :)

    • Marcelo Getz

      Bom dia, Carol. Muito obrigado novamente pelas preciosas dicas ;) Baixei o noteshelf, porém ainda estou apanhando do bendito,rsrs…Nunca trabalhei com caneta para iPad. Você tem alguma para indicar? Marca, tamanho etc. Obrigado, Carol. Tenha mais um ótimo dia aí no TCU ;)

  • Oi, Mirian! :)
    Comprei na própria loja online da Wacom: http://www.wacomstore.com.br/ (foi o mais barato, na época, mas é sempre bom pesquisar também no Buscapé, na Saraiva, na Submarino, inclusive com frete… é o que eu sempre faço hehe)

  • Obrigada, Lilian!
    Sim, vale muito a pena! Eu estudei pelo Ponto e pelo Estratégia ;)
    Abraços!

  • Junior Rodrigues

    Lá vai mais um comentário meu. Deve ser o centésimo, perdão, mas eu realmente sou cheio de dúvidas, ainda mais que comecei a estudar a menos de 2 meses rs. Vamos lá. Geralmente quando vou estudar eu faço o seguinte: início lendo as fichas (devo gastar uns 15 a 20 minutos com a leitura) e depois vou direto para os exercícios. Você, particularmente, fazia como com seus estudos ? Estou em dúvidas se devo trabalhar só com as fichas e exercícios ou se devo, antes das fichas, lê o meu material de estudo.

  • Maria

    bom dia Carol, a resma pode ser colorida?? amarelo????

  • hehehe… o teste é mais uma curiosidade do que qualquer outra coisa. O importante é que você encontre uma forma de estudar que faça com que você passe! :)
    Obrigada, Vitor! ;)
    Bons estudos.

  • Hahahaha, obrigada, Bruno ;)

  • Legal, Renata! Mapas mentais em tributário são essenciais hehehe… obrigada por compartilhar! :)

  • Hehehe… isso é só com a prática, Josi!
    Bem, separar fica a seu critério. Hoje em dia, eu separaria, mas, quando estudei, misturei e fiz as revisões de 100 em 100 fichas ;)

  • Ficou muito bom! Quando tem algum conceito do tipo inassiduidade habitual X abandono de cargo, que pode confundir a nossa cabeça, nada melhor do que fazer fichas :D
    Abraços! :)

  • A ideia é fazer O MELHOR material, Rone :D
    Ele vai ser pago… são 4 aulas em vídeo grátis, com um minicurso, para quem, mesmo sem fazer o curso, tem interesse em melhorar as notas em AFO. O curso completo será pago ;)
    Abraços! :)

  • Sim, é um curso específico para TFCE ;)

  • Obrigada a você, por me ajudar na pesquisa, Moisés :)

  • Maravilha, Lucas!
    Dependendo dos resultados no curso de AFO para técnico, eu vou fazer um curso de AFO para a Câmara! Poder Legislativo <3

  • Eu não conhecia, daí coloquei no Google e gostei! :)
    Só uma lembrança: estou para lançar um curso de AFO, também. A partir de quinta-feira que vem :D
    Abraços e bons estudos! :D

  • Oi, João! Para não usarem o Esquemaria para outros fins (campanhas políticas, publicidade, brigas), eu tranco os comentários. Aprovo e respondo um a um :)

  • Obrigada, Túlio! Tô muito feliz por receber esse comentário :)

  • Obrigada, Fábio! :)
    Muita gente usa o Anki, aqui. Bacana :D
    Obrigada pela crítica, também! A ideia realmente é enxugar ao máximo :D (e o seu exemplo foi ótimo!)
    Se possível, coloque alguns exemplos de suas fichas aqui para outros concurseiros verem! :)
    Obs.: o post é baseado no livro do Alex Viegas! :)

  • Uso todos os lápis de cor, Lucélia! Se você se refere à marca, eu uso aquela caixinha de 12 cores da Faber-Castell :)

  • Sim, Rafa, quero fazer um post específico para falar sobre revisões! Para falar de um modo geral, as fichas devem ser revisadas diariamente ;)

  • Está ótimo, Rafa! Ótimo aplicativo, também. Eu só faria algumas alterações: não explicaria o LIMPE, só colocaria o LIMPE e pronto, até porque você vai ter que fazer uma ficha pra cada princípio… e eu faria só um símbolo para “interesse público”, porque esse conceito vai voltar em outras fichas! Ah, e quando você for falar que uma coisa é maior que a outra (tipo interesse público superior ao privado), use o símbolo de maior > ou menor (se for o caso) <
    Em suma, corte o máximo de palavras que puder ;)
    De resto, está ótimo, bem colorido e com poucas palavras! Parabéns :D

    • Rafael Souza

      hum! valeu mesmo pela dica
      vou agora mesmo coloca-la em pratica
      abraços

  • Oi, Lilian!
    Hehehe, desculpe… eu vou respondendo aos poucos, dos mais antigos para os mais atuais! A sua dúvida era sobre as aulas em PDF, certo? Eu respondi há uns dois dias, acredito. De qualquer modo, a resposta é SIM! :)
    As aulas em PDF são essenciais. Para você ter uma ideia, no curso de formação do TCU eu só conheci UMA pessoa que não usou aulas em PDF para estudar.
    :)
    Abraços!

    • Lilian

      Oi, Carol! Sem problemas! :)
      Muito obrigada pela resposta!

      Abraços!

  • Poste quantos comentários forem necessários, Junior! :)
    Eu geralmente usava a parte da revisão das fichas à noite, porque era um horário mais pesado, e fazer revisões é mais tranquilo do que estudar matérias novas.
    Se você só tem um horário de estudos, sugiro que a revisão fique por último. Quanto ao tempo que você está fazendo (15 a 20 minutos), eu digo: está ótimo! :)

  • Maria, já ouvi falar que a cor do papel diferente de branco é melhor, mas não conheço nada científico que prove isso :D
    Acredito que não haja muitos problemas… :)

  • Legal! Já respondi ao outro, mas, como disse, pretendo abrir um curso específico, se for o caso. O de quinta-feira é totalmente voltado para o concurso de técnico do TCU ;)

  • Carol, adorei todas as dicas sobre mapas e fichas! Sabe o que vou fazer agora? Comprar um tablet pra poder fazer tudo mais fácil, sem ficar acumulando papel. xD

    Valeu demais pelas dicas! =)

    • E como você gosta muito da Apple, aposto que é aquela iPad Air 2 que saiu (dourado)!

  • Concurseiro Bruno

    Parabéns Carol eu vi que vc irá participar do Seminário Nacional de Concurseiros (SENACO) eu estava vendo o time ali eu conheço alguns vamos lá vou dizer quem eu conheço pela web :
    Professor e Empresário José Wilson Granjeiro do Gran Cursos ( li vários artigos dele no Folha Dirigida massa )
    Professor de Português Fabiano Sales do Curso Estratégia ( já assisti a aula dele muito bom professor )
    Professor Tecnologia da Informação Gabriel Pacheco
    Engenheiro, Advogado e Coach para concursos Stenberg Lima da Fonte Arial e Curso EVP (esse cara costuma ter informações privilegiadas sobre concursos ele publica no grupo do facebook eu aprendi com ele a técnica de como pedir livros para os Senadores e Deputados em Brasilia rsrs que ele publicou no grupo e deu certo ganhei vários rsrsrs )
    Professor de Português Fernando Pestana Curso EVP ( já assisti a aula dele muito bom professor )
    Professor de Informática e Empresário João Antônio do Curso EVP ( já assisti a aula dele muito bom professor )
    Professora Carol Alvarenga do Esquemaria (já assisti a aula dela muito boa professora kkkkkkkkkkk você rsrs)
    a outra galera que eu tem auditores, engenheiros, juízes e vc né, sinta-se privilegiada em está no meio de intelectuais de alto gabarito boa sorte na sua palestra Carol abraço !!!

  • Mila

    Engraçado eu tive que ler esse post diversas vezes para decidir se eu ia ou não fazer as fichas. Eu já havia tentado outras vezes, porém eu não me acho uma pessoa criativa e pensei q eu não conseguiria desenhar, pois desenho pessimamente mal. Ontem porém decidi investi nessa ideia e percebi o quão valiosa ela é na hora de estudar, sua concentração e agilidade tornam-se mais rápidas e é bem fácil destrinchar os conteúdo só por uma imagem ou uma palavra. só de ontem para hj já fiz mais de 15 fichas só de controle externo, algumas de AFO e outras de Licitação.
    Obrigada Carol :D

    • Hahhahahah! Tô dizendo! Não precisa ser extremamente criativa, muito menos saber desenhar, para aplicar a técnica. Parabéns por tentar, Mila! :)

  • Junior Rodrigues

    Carol, nesse 1 mês e poucos dias que venho estudando para o INSS (no cursinho e complementando em casa) eu tenho observado bem como esta sendo o desempenho dos meus estudos e os lapidando para melhora-los. Hoje decidi elaborar uma forma de estudo que, na verdade, gostaria de saber a sua opinião se voce acha proveitoso ou nao eu começar esse ”método”. É o seguinte: como tenho pouco tempo de estudo, vi que resolver muitos exercicios não tem sido tão vantajoso, já que não peguei toda teoria, tanto que quando vou resolver exercicio no site QConcursos erro muito por nao ter conhecimento da grande parte dos assuntos. Direito Constitucional é a unica materia que ja fechei, entao ainda acho válido só a resolução de exercicios, recorrendo pra teoria só quando eu ver que caiu alguma coisa no esquecimento, mesmo assim acho desnecessario já que tenho minhas amigas chamadas ”Fichas” hehe. Entao o que decidi fazer foi o seguinte: que a partir de hoje eu iria só na formulação de fichas e exercicios somente dos assuntos daquele dia até eu eu concluir o cursinho, e quando concluir – já com todas a fichas formuladas- só trabalhar com exercicios até o dia da prova. Qual a sua opinião para isso ? O que voce acha ?

    • É sempre importante fazer exercícios, Junior, mas acredito que com os exercícios diários que você pretende fazer dos assuntos do dia você consegue fechar a teoria mais rápido, mesmo. Tente seguir o caminho que você está seguindo, e depois me fale sobre seus resultados…
      Abraços!

  • Viviane

    Boa tarde, Carol! Uma colega minha fez esse mesmo esquema, porém, em vez de utilizar mapas mentais, fez inúmeras fichas com questões – aquelas que marcamos asteriscos quando são muito cobradas pela banca. Você acha que pode ajudar? Gostaria muito da sua resposta e se possível um post a respeito da importância da resolução de questões sobre as maneiras de resolução, dia e tempo que devemos tirar para resolver e etc… tenho dificuldade quanto a esta escolha. Normalmente resolvo questões em 1 dia da semana… Abraço.

  • Ruan Lucas

    Queria saber como faço para adaptar essa técnica para Língua Portuguesa ?

  • Resolução de questões é importantíssimo, Vivi, mas acredito que seja melhor resolver questões mais rapidamente, utilizando sites como o questoesdeconcursos.com.br, tecconcursos.com.br ou rotadosconcursos.com.br
    São todos sites muito bons, e ajudam na hora de organizar questões.

    • Viviane

      Obrigada, Carol! Gostaria de saber qual o melhor momento de resolução de exercício… se devo resolver logo após o estudo da matéria ou se devo esperar um tempo para resolver… Já ouvi falar que resolver logo após o estudo da matéria não é bom porque a memória ainda esta “fresca” e vi pessoas falando que é melhor resolver logo após o estudo da matéria porque ajuda a fixar. Qual método você utilizou? Obrigada! :)

  • Italo Ricard

    Carol, adorei o post, muito obrigado pela ajuda!

  • Márcio Barbosa

    Olá Carol, no meu caso não gosto de ideias centrais. acho que
    meu cérebro organiza melhor de maneira linear (para a direita e para baixo),
    tento colocar poucas informações e não coloco desenhos. Uso folha A4 cortada em 4 partes (corto ao meio e depois ao meio novamente). Vou te enviar uns que
    estou fazendo. Espero que dê sua opinião. Antecipadamente, agradeço.

    • Rubinho Strutsel

      Idênticos aos meus Márcio….também me organizo e assimilo melhor assim…..organograma….com setas… como se fossem itens e subitens

  • Márcio Barbosa

    Olha as fichas!

  • Gabriela vargas

    Olá Carol, você poderia me informar como faz anotações em arquivos PDF no seu IPAD??? o programa ADOBE tem esse recurso????

  • Iara Valadares

    Oi Carol, parabéns!!!!!!!! Adorei a técnica, estou estudando para TFCE do TCU e vou utilizá-la.
    Como faço para participar desse curso de AFO?
    Beijos

  • Laylla

    Carol, você viu que a tem um app da caneta bamboo? O nome é “bamboo paper”, pelas críticas parece que é muito bom, e imita um caderno mesmo, com folhas e até capa. Você testou antes de ir pro noteshelf?

  • Rone Almeida

    Oi Carol,

    E o curso de ExOF para o TFCE?
    Tem como vc disponibilizar este post em pdf?

    Abraços

  • Adma Vanessa

    Oi Carol. sua aula e esse post me ajudaram muito, porém estou lendo nos comentários que o Curso de Afo já aconteceu, não recebi nada avisando por email, que triste, né! Tem alguma forma de assistir essa aula ou curso? Ele ainda está a venda? Agradeço sua dedicação.

  • Adma Vanessa

    Oi linda. Amei a sua aula e esse post. Estava esperando o seu curso de AFO, acabei de ler nos comentários que já aconteceu. É verdade? Ainda está disponível para compra? Quero muito adquirir, acredito que com vc tenho mais possibilidade de entender essa matéria que tem dado um nó na minha cuca rsrsrs. Espero a sua resposta. Muito obrigada, esse site tem me ajudado muito mesmo. Shalon!

  • Henrique Prates

    Muito show seu post, eu vi o Alexandre Meirelles uma vez ensinando isso e uso desde então, ai pesquisando vi umas técnicas de como utilizar fichas do Chales Pertterson, ai peguei tudo e adaptai pro meu jeito, eu uso fichas pautadas de 3″ x 5″ e baratinho 3,60 o pacotes com 100 fichas, para fazer os resumos bem pequenos e sempre com 3 cores de caneta, e uso metade ou folha cheia para fazer o mapa mental, tem cap. que consigo resumo em um mapa maior de uma folha de oficio, como já estudei o assunto eu releiro muito essas fichas, mapas, quadros comparativos e a revisão se torna muito produtiva. A Organização eu vi um prof. de Dir. ADM. o Thallius Morais falando que ele usava uma pasta pasta classificadora para guardar seus resumos, ai me adaptei também, lembrei que tinha uma aqui casa e tava largada no canto, ai peguei ela e claro e utilizo ela desde então para guardar tudo que eu tenho entre resumos , fichas etc.. sobre cada matéria, “eu brinco ainda dizendo que a única coisa organizada na minha vida e minha pasta rsrs”. Espero que minha realidade pode ajudar alguém também :D

  • Não é questão de adaptar a técnica, Ruan! É questão de usar a técnica! Ela pode ser aplicada do mesmo jeito para todas as matérias ;)
    Basta você começar a treinar hoje!

    • Ruan Lucas

      Teria como mostrar algumas fichas sobre a Língua Portuguesa ?

  • Lucélia

    Carol, tudo bem? Percebi que suas fichas foram feitas em papel colorido. Comprei 100 folhas na cor azul para mudar um pouco. Você usava o outro lado da ficha? As vezes, eu uso. O que vc acha?

  • Viviane, eu fazia exercício antes, durante, depois e “bem depois” de estudar as matérias. É bom fazer exercícios a todo momento, sem ter uma regra fixa. Assim que você estuda a matéria é SIM muito importante fazer exercícios (não para fixar, mas para ENTENDER melhor o conteúdo).
    :)
    Abraços!

  • Valeu, Marcelo!
    Bem, a que eu uso atualmente (e gosto muito) é a Bamboo Stylus Duo!
    :)
    Abraços!

    • Marcelo Getz

      Vlw, Carol ;)
      Abs

  • Oi, Márcio!
    Eu vi o outro comentário, também, mas vou responder nesse, blz?
    Bem, primeiramente, muito obrigada por compartilhar seus modelos ;)
    Isso ajuda muito os outros concurseiros, também.
    Quanto às suas fichas, elas são diferentes das minhas. Eu não gosto de dar regras para as pessoas, mas geralmente falo como eu fazia e o que dava certo ou o que dava errado para mim.
    As suas fichas não são mapas mentais, mas sim resumos das matérias. Na hora de revisar, elas são mais demoradas do que as fichas que eu ensino no post.
    E o tamanho ideal, no meu caso, era de uma folha A5 (que é igual à metade de uma folha A4).
    Abraços!
    :)

  • O da Adobe para iPad é bem ruinzinho. O melhor, e eu indico com a maior certeza do mundo de que estou indicando um ótimo app, é o iAnnotate!
    :)
    Abraços ;)

  • Aurélio

    Oi Carol, só hoje consegui ler o post, acredita ? Adorei, parabéns ! Vou dar uma contribuição minha para o pessoal que usa tablet, eu faço meus mapas e esquemas gráficos em papel A4, escrevendo e desenhando a mão mesmo, depois de prontos eu os digitalizo em PDF e organizo no app notesplus, no iPad. Para revisar uso exercícios, à medida que os faço, vejo se consigo respondê-los com as minhas anotações (medida de desempenho) se sim, passo à frente, se não, complemento as anotações escrevendo sobre o pdf.

  • Concurseiro Bruno

    Que massa esse email , pois é, teimosia é tudo né Carol negativamente a teimosia faz a gente cometer erros e esses erros também faz parte rsrs bom eu queria te desejar boa sorte na sua palestra no SENACO na próxima semana eu quero ver esse time green team falar muito, o importante é aprender todo esse conhecimento com quem entende do assunto sobre Concurso Públicos, um abraço, e sucesso Carol !!

  • Junior

    Carol, to pensando em comprar um Ipad Mini. Dá pra fazer fichas nele mesmo com a tela de 7.9 polegadas ?

  • Renalle

    Amei o site e as dicas!

  • Iara, eu vou enviar um email com as instruções de como participar do curso… o curso começa quinta-feira que vem, dia 20/11/2014!
    :)
    Abraços!

  • Sim, Laylla!
    Esse app é muito bom, eu também tenho. Mas prefiro o Noteshelf, por uns detalhes, tipo toque da caneta (parece mais macio), quantidade de canetas, quantidade de cores e organização (no Noteshelf, você pode organizar vários cadernos dentro de uma pasta)! :)
    Abraços!
    Carol.

  • Oi, Rone!
    Siiiim, dia 27 (quinta-feira) começa o super curso!
    Mal posso esperar para começar…

    :)

    Abraços!

  • Na verdade, ainda vai acontecer, Adma! Começará dia 27 de novembro (semana que vem). A página de inscrições é esta: http://afo.esquemaria.com.br/

  • E aí, Adma! Já tirei esta sua dúvida no outro comentário ;) um abraço!

    • Rafael Lopes

      Oi Carol, quero t dar os parabéns pela iniciativa do Esquemaria, vc está ajudando mta gnt. Aprendi mto com as várias dicas do site e to curtindo mto. Vlew tmb pela dica do Vá Mais Longe, tenho certeza que também vai ser um sucesso, Parabéns abrs.

  • Márcia

    Carol, as fichas é tudo o que eu precisava, porque memorizo melhor com mapas mentais, e não tinha ouvido falar ainda destas poderosas aliadas, vou começar a construí-las hoje mesmo, depois as mando para você.
    Amei o Esquemaria,
    Beijos.

  • Sim, Junior, só vão ficar menores, ou seja, você terá que colocar ainda menos informações por ficha! (isso é bom!)

  • Legal, Henrique! Você podia postar umas imagens para a gente ver ;)

  • Eu não uso o outro lado da ficha, Lucélia, mas não vejo grandes problemas em utilizar um papel azul…

    • Flavio Costa

      Olá, Carol. Primeiramente quero te agradecer, pois estou aprendendo muito com seus esquemas.

      Vou prestar o próximo concurso do INSS e gostaria de saber se você pensa em fazer algum vídeo ou esquema a respeito de direito previdenciário ou a respeito do próprio concurso como um todo?

      Ah, você é muito gata!
      :p

  • rone

    Bom dia Carol,

    Disponibiliza para nós, por favor, este post em PDF.
    Agradeço muito, seu material é de qualidade.
    Abraços.

  • Juliana

    Amo fazer mapas mentais eu uso o bamboo vc gostou Carol ?

  • Gláucia Garcia de Oliveira

    Oi Carol!!! Assisti a sua palestra no SENACO e ela foi fundamental para alimentar meu ânimo para os estudos, pois estava muito desestimulada. Tinha lido mutos livros sobre técnicas de estudo, tentei adaptá-las ao meu jeito de estudar, não vi resultados, mas ao acessar o ESQUEMARIA e ler seus artigos, especialmente o do Estudo Cíclico e os Mapas Mentais em fichas, ganhei um novo gás, pois me identifiquei com a sua forma de estudar.

    Reestruturei meus horários de estudo, minhas atividades e reiniciei meu caminho. Foi aí que surgiu a seguinte dúvida: Qual o momento adequado para inicial a construção dos mapas? Primeiro leio o conteúdo e faço resumos para depois confeccioná-los?

    Leve em consideração uma pessoa interessada em passar em concurso público e que está iniciando sua trajetória de estudo – do zero!!!!

    Você pode me indicar algum livro ou apostila de Informática para concurso? As duas que eu tenho são muito técnicas e quase não entendo seu conteúdo.

    Desde já manifesto minha gratidão e a parabenizo pela iniciativa de compartilhar suas experiências e conhecimentos!!!

  • Obrigada por ler, Aurélio! Mas dica: eu não recomendo que você passe material a limpo… é perda de tempo! Se vc está fazendo algo para futuras revisões, esse algo tem que ser definitivo! Passar a limpo é péssimo para sua produtividade…

  • Bruno??? Vixe, faz tempo, mas agora respondi. O e-mail sobre teimosia foi fantástico, falei do fundo do meu coração :)

  • Carllitass

    Olá, tudo bem?
    Parabéns garota pelo blog! Funcional, atraente e lindo! Estava louca atrás de esquemas de estudo. Você é uma luz no fim do túnel para quem estáva perdida. Estou adorando suas dicas e agora irei retornar os estudos.
    Um conselho: Qual a ordem que você seguia nos estudos: com leitura, dica dos feras e exercícios? Você fazia exercícios ao fim de cada ciclo?
    Muito obrigada por disponibilizar um material tão valioso.
    Bj
    Carla

  • Obrigada :D

  • Obrigada, Márcia! Não se esqueça de compartilhar com a gente ;)

  • Obrigada, Débora! Por enquanto, não mais… Eu vou focar na parte de coach, que é o que eu gosto de fazer! Bjs

  • Obrigada, Rone! Vou pensar em como posso fazer isso… bjs!

  • Que bom, Flávio! E nem saiu o edital até hj, né? Bem, por enquanto, não vou fazer nada específico para o INSS, mas devo lançar algum coach, em breve… fique ligado nas dicas ;)
    Bons estudos!

  • MUITO BOM!
    hahahaha… perfeito! Gostei muito! Eu ainda enxugaria mais os textos, em algumas partes, mas você arrasou, menina! Parabéns! Essa é a ideia.
    Obs.: adorei os desenhos do ex-tunc e ex-nunc! Com eles, nem precisava de explicação ali embaixo… vc desenha pacas! hahah.

  • QUE BOM, Gláucia, que pude ajudar!
    “Qual o momento adequado para inicial a construção dos mapas? Primeiro leio o conteúdo e faço resumos para depois confeccioná-los?”
    Não! Você não vai fazer resumos! Faz logo os mapas mentais, beleza? Se você fizesse resumos e depois fizesse mapas mentais, seria um tempão dedicado só a revisão! E vc não quer só revisar… você quer ver o conteúdo todo e passar! Blz?? :)

  • Valeuzão, Carla!
    Quanto ao conselho que pediu: para cada matéria, era uma estratégia diferente! Não se prenda muito a isso (ordem). Beleza?! Vc vai perceber que em algumas matérias vai usar mais uma das dicas que dei e, em outras, vai usar mais outras dicas… ;)
    Bjs!

  • Fernanda

    Carol…gostaria de parabenizar você pela volta do site!!É uma “mão na roda” pra nós concurseiros!!super beijo e sucesso!

  • Claudia Roberta

    muita obrigada, ameiii!!! isso vai me ajudar abastante no terceirão, é muita matéria para pouco tempo

    • evandro cesa

      VC aqui kkklkkk

  • Hahah! Massa, Claudia ;)

  • Klisman Bryan

    Olá Carol tudo bem muito legal o seu blog parabéns, eu vou fazer uma pergunta diferente do post publicado, bom eu vi que vc é servidora do TCU e em breve haverá um novo concurso público e as vagas estão distribuídas em alguns estados e não contempla o RJ cidade onde eu moro então gostaria de saber, claro se vc tiver a notícia, se esse concurso ocorrerá nas 27 capitais federais ou só nas capitais com vagas ? Obrigado Carol !

  • Os dois últimos ocorreram em todas as capitais!
    :)
    Abraços

    • Klisman Bryan

      Entendi, Obrigado Carol !!

  • Thiago Barbosa

    Boa noite Carol. Quero dizer que acabei de ler todos os posts do site. Gostei de todos, mas o meu preferido foi aquele com as dicas de estudos pelas questões, foi muito prático. Já cadastrei meu e-mail, mas até agora não recebi nada.
    Fiquei empolgado com o site e acabei indicando pra todos os meus amigos que estudam pra concurso.
    “vocês tem que ver o site da dela. É uma garota esperta e tem uma dicas excelentes”.
    Notei que não houveram postagens novas, e por isso queria sugerir um tema. Queria poder ver aqui outras técnicas de estudo porque a maioria de nós ainda é leigo em como estudar e por vezes perdemos muito tempo com coisas que poderia ser simplificadas e aprimoradas como na sua dica ” não leia a Lei inteira, veja quais a banca mais cobra e foque naquilo, mas sem deixar de estudar o resto!”. São dicas assim que fazem a diferença e nos ajudam a fazer de uma tarefa maçante algo divertido como desenhar as fichas, colorir os cursos PDF e fazer mnemonicos nele mesmo.
    Sem mais, quero agradecer por todo conteúdo que postou e dizer que isso acrescentou muito a mim, e tenho certeza que a todos que vem aqui também.
    Aguardo novos artigos/dicas/fichas ou qualquer coisa que a você achar importante repassar.Obrigado!

    • Amei seu comentário, Thiago!
      Ótimo que mostrou os sites para os seus amigos ;)
      Muito obrigada!
      Eu vou sim fazer novos posts! Eu passei por uma crise de tempo e tive que descontar isso muito no Esquemaria, mas estou começando a voltar à forma! Muito obrigada por se cadastrar, em breve haverá material exclusivo e, claro, novos posts.
      Abraços!

  • Ludmilla

    Oi, Carol! Detesto mapas mentais, nunca me auxiliaram em nada! Pelo contrário, me embanano toda! Mas a sua dica das fichas parece ser bem mais prática! Não sei desenhar nada, mas vou tentar me virar só com palavras-chave mesmo. Baixei o Anki, mas não aprendi como utilizá-lo! Vc conhece? Amo o jeito que vc escreve! O Esquemaria foi um divisor de águas no meu processo de estudos! Só consegui entender o Ciclo de Estudos graças à sua publicação, por exemplo! Muito obrigada e continue nos ajudando compartilhando seu conhecimento e seus textos incríveis!

    • Obrigada, Ludmilla!
      A ideia do Anki é ótima, só o Anki em si que é mal feito… eu fazia algumas perguntas/respostas estilo Anki, mas usava o power point para isso, porque achava mais simples e bonito.
      Abraços! :)

  • Rameque

    Carol, td bem? Conheci o site há umas duas semanas e simplesmente me encantei com a forma de estudo!! rs Estou pegando agora materiais para o TCU (sou formada em Biblioteconomia) e irei fazer para técnico e analista! Só que estou perdida ainda por onde começar e o que pegar mais forte! Me dê uma luz, por favor!!! Obrigada.

    P.S: me cadastrei no site, mas não sei como ter acesso à lista de materiais

  • Márcio Carvalho

    Olá Carol,

    Ao utilizar as fichas, você deixou de fazer as anotações convencionais em caderno? Como você faz/fazia durantes as aulas em cursinho? etc…

    Como você as organiza? Pasta? Fichário? Disciplinas?

    O trabalho se torna duplo? ou seja? quando for estudar determinada disciplina, irei ao mesmo tempo escrever os conceitos no caderno e tentar fazer as fichas?

    Obrigado desde já.

    • Márcio, abandonei pautas/cadernos! Só usava fichas, anotações em PDFs e livros e muitas questões! Gastava nada ou quase nada em resumos (e, qdo resumia algo, esse algo ia em uma ficha!).
      Resumos e cadernos tomam mto tempo.
      Abraços!

      • Márcio Carvalho

        Obrigado Carol!

  • Erick Cordeiro

    antes de tudo… muito legal os esquemas abaixo.

    Carol, quero saber de você uma única coisa (no momento,rsrsrs). Caramba!!!!! passei uma hora em apenas 4 folhas, ou seja, fazer esquemas ou resumos toma um tempo legal! Por sua experiência, acontecia o mesmo com você? Tem algum “plus” para intensificar os estudos?

    Quer queira, quer não… leva um tempo para a pessoa formalizar um bom esquema ou um bom resumo, pois não vai ser de qualquer jeito!

    • Sim, isso é verdade! No início, principalmente, vai tomar um bom tempo. O lance é não fazer mapa de tudo, mas do que é essencial! O resto você faz anotações no próprio livro, na aula em PDF… já tá tudo pronto, mesmo! Daí é só revisar ;)
      Abraços!

  • Oi, Rameque! Os conteúdos são enviados por e-mail, às vezes passo algumas semanas sem enviar nada, às vezes envio duas, três vezes por semana! :)
    Ah, legal, TCU é um ótimo foco! Pode começar pesquisando melhor sobre o órgão, vendo as matérias do nível médio/superior (na verdade, para superior o termo certo é ‘auditor).
    ;)
    Um grande abraço!

  • Normando Albuquerque

    Olá Carol, me preparando para concursos da área da magistratura, e achei as técnicas aqui esposadas, bem bacanas…gostaria de saber se, na sua opinião, as tais fichas de estudo (ou os mapas mentais propriamente ditos), substituem os resumos? ou lhes complementam?…fazer as duas coisas seria perca de tempo?…sou um adepto dos resumos de muito tempo!! grato desde já pelo conteúdo ofertado :)

  • Klisman Bryan

    Olá Carol tudo blz, pois é hoje eu estava em grupo do TCU no facebook e apareceu esse print lá postado por uma moça e havia alguns comentários sobre ele vc saberia me dizer se o que consta nele é verdadeiro ?? Obrigado pela atenção Carol !!

  • Oi, Normando! Então vou ter que quebrar uma crença sua, agora: fichas de estudos SIM. Resumos: não! :)
    Eles te fazem perder tempo demais, e as próprias fichas tomarão seu tempo!
    Ao invés de fazer resumos, marque as partes realmente importantes do seu material e use-as como resumo! É muito mais eficaz do que sair resumindo tudo…
    :)
    Abraços!

    • Normando Albuquerque

      Entendi. De fato é muito mais prático, e economiza tempo, as marcações.
      Mas e os resumos ou anotações de uma aula presencial?
      Seriam interessantes ainda? ou são mais eficazes as fichas, como instrumento de revisão?
      Particularmente me referi a essas anotações de aulas presenciais. Não por achar melhor ou pior do que as fichas; mas pelo fato de as fazer a bastante tempo, já ter bastante hábito e costume; e fluir bem mais fácil pra mim, enquanto acompanho as aulas, por exemplo (particularmente até gosto bastante delas). Esse modelo de fichas de estudo, eu achei bastante interessante, e vejo a possibilidade de otimizar meus resumos, mas teria que me acostumar com elas acredito.
      Você acha que vale a pena, eu tentar essa abordagem, e substituir as anotações, com as quais já sou bem familiarizado? Ou tentar ir conciliando as duas, e ver com qual me adapto melhor?

  • Oi, Klisman Bryan! Não sei se é verdade (nem sobre o edital nem sobre as cotas). Nada oficial saiu, e não ouvi nada extraoficial sobre o assunto. De qualquer maneira (sobre as cotas), achei o comentário dessa pessoa de extremo mal gosto e muito pejorativo.

  • Muito obrigada, Rafael! O VML é incrível… eu mesma já aprendi TANTO com eles… nossa… foi bom demais participar deste projeto ;)
    Abraços!

  • Sim, as fichas são mais interessantes! São melhores para revisar e você não precisa perder tanto tempo ;)
    Mas realmente você tem que se acostumar com as fichas! Isso acontece em uma ou duas semanas!
    Quanto aos resumos, ao invés de perder tempo com eles, é melhor marcar nos seus livros as partes mais importantes, ou pegar aulas em PDF, quem já são, por si só, resumidas.
    Abraços :)

  • Edvaldo

    Oi Carol, gosto muito das suas postagens, estou estudando para o concurso da DPE-RO, Analista contábil, um dia desses eu fiz esse mapa mental sobre as regas de acentuação gráfica. Att,

    • Edvaldo, muito obrigada por passar aqui e deixar sua contribuição! :)
      O mapa tá legal, bem colorido, mas eu ainda o dividiria em várias fichas, cada uma com uma regra diferente de acentuação. Daí, para cada ficha, você demoraria bem menos na hora de revisar :D
      Abraços!

  • O Santana

    Carolzinha…. O primeiro mapa mental a gente nunca esquece.

    Fiz o meu primeiro mapa mental após ler sua matéria. Gostaria que você desse uma olhada nele. Me diz o que achou: se estou no caminho certo, se tá “agitado” de mais, o que preciso para melhorá-lo…

    P.S.: peguei um assunto super fácil para iniciar… rs.

    Bjs!

    • Oi, Santana!
      Que lindo! Olha, você usou os ícones para explicar o que é um browser, então nem precisava fazer aquelas anotações ali, não! No mais, está ótimo!

      • O Santana

        Obrigado, Carol!

  • Angelica Cavalcante

    Olá Carol! Quero te fazer muitas perguntas, mas vou começar com uma bem simples. Desculpe se vc ja a respondeu.
    Vc usa caderno em seus estudos ou as fichas o substitui?

    • Pode fazer, Angelica!
      Fichas + livros + aulas em PDF substituíam os cadernos.

      • Angelica Cavalcante

        Obrigada Carol!

        Agora vou rever o vídeo da tática dos feras, tentar vencer a resistência em colocar em prática e, certamente, voltarei aqui pra sanar outras dúvidas, ainda mais que vc responde tão prontamente! :)

  • heheheh isso aí! ;)

    • Angelica Cavalcante

      Lá vai mais uma pergunta… vc imprime as (tantas!!!) leis ou lê pelo computador?
      (as minhas perguntas são bem simples… hihihih)

  • Thiago

    Olá, Carol. Primeiramente, queria te parabenizar pela “aula” sobre o TCU no último feriado (a partir daquele momento, viciei no seu site e estou indicando para os meus amigos concurseiros). “Segundamente”, sobre os mapas mentais, nunca fiz um “mapa mental” propriamente dito. O que eu fiz (que você disse que não é bom), foram resumos dos assuntos estudados (só como exemplo, o meu “resumo” de constitucional tem quase 30 folhas de ofício escritas frente e verso). Nunca fui adepto aos mapas mentais porque sou péssimo desenhista. Só que os meus “resumos”, como você pode perceber, ficam muito extensos, fico com “medo” de esquecer alguma coisa importante e acabo escrevendo tudo que acho necessário (as folhas ficam sempre coloridas, uso muito marca texto para destacar o mais relevante). Atualmente sou servidor público e estou querendo voltar aos estudos para valer, principalmente depois da sua aula sobre o TCU. Gostaria de saber se você me recomendaria a transformar os meus “resumos” em fichas, iguais às apresentadas por você aqui. Enfim, desculpa pelo tamanho do comentário, acabei me empolgando. Obrigado desde já e parabéns pelo site.

  • Victoria Oliveira

    Carol, descobri seu site por acaso no ano passado quando estava desesperada procurando um “jeito certo” pra estudar. Não sou concurseira, sou graduanda, mas mesmo assim seu site me ajuda muito. Esse post dos mapas mentais vai servir pro resto da vida, sempre perco muito tempo nos resumos e isso me prejudica muito.
    Muito obrigada por ajudar tantas pessoas e passar essas informações valiosas. Parabéns pelo seu trabalho!!!

  • Thiago Araújo

    Olá, Carol. Primeiramente, parabéns pelo seu site. Conheci na semana passada, na sua aula sobre o concurso do TCU e fiquei “viciado”, leio tudo, todos os comentários etc. “Segundamente”, gostaria de tirar uma dúvida com você: eu sempre fui acostumado a estudar com “resumos” (o de constitucional tem 30 folhas de ofício, frente e verso, todas coloridas, uso muito marca texto. O número extenso de folhas se deve ao fato de eu ter receio de esquecer alguma coisa que considero importante) e acho que eles me ajudaram aprender os assuntos. Mas, depois de ler esse seu artigo sobre as fichas, queria saber se você me recomenda tranformar esses meus “resumos” em fichas, como as que você apresentou. Atualmente sou servidor público (recém aprovado) e estou estudando para o concurso do TCU, sobre o qual você falou na sexta feira na aula. Enfim, gostaria de te agradecer por tudo, seus materiais e suas dicas são de ótima valia para todos que entram nesse mundo dos concursos.

    PS: Fiz um comentário mais cedo com o mesmo assunto, mas não o vejo aqui. Se for repetido, favor desconsiderar esse.

  • Alyne Vaz

    Boa noite, Carol

    Li seu artigo e achei muito muito bom!
    Só tenho uma duvida, sei que a regra é não seguir a regra a risca, mas com relação a não fazer resumo, sou tipo viciada em resumo, não consigo assistir uma aula sem fazer o resumo, gostaria de saber se seria prejudicial se eu fizesse as ficha com base nestas anotações, pq todo fim de semana estudo somente com base nestas anotações, uma especies de revisão. Desde já obrigada.

  • Samara

    Carol,

    Muito massa suas dicas! Estava eu nas tentativas de maximizar meu aprendizado com os mapas. Fiz de todas as formas, manual, nos softwares e por fim estava fazendo uma mistura com mapas, resumos ous imagens já prontos, que achava no google, imprimia e colocava minhas anotações ou mesmo editava no computador, mas percebi que estava perdendo muito tempo e a absorção não era boa, pois muito da informação contida nãoo melhor tinha partido da minha compreensão e interpretação.
    Só tenho uma dúvida, as fichas são mais específica que os mapas,certo? Então, para um melhor aproveitamento é melhor abordar pequenos tópicos das assuntos estudados, aqueles que merecem mais destaques?

  • Alex

    Bom dia Carol!
    Tudo certo?

    Eu sou novo em tudo, nunca fiz mapa mental e nem fichas. Assim, gostaria de saber qual a diferença primordial entre as fichas e os mapas. Pelo que percebi a estrutura não muda, comparando entre ficha e mapa. Outra coisa, como faço para fazer um mapa ou ficha? Tipo, leio e releio um assunto e depois monto a estrutura, com suas características e suas exceções.

  • Tatiana Medeiros

    Oi, Carol. Maravilhosas suas dicas. Gostaria de pedir mais sugestões para a realização dos mapas mentais para pessoas, que assim como eu, tem dificuldades de resumir as informações. Ainda, gostaria de perguntar se teremos mais mapas mentais disponibilizados por você?

  • Camila

    Encontrei seu site por acaso e estou encantada com as dicas! Estou estudando para TRT e suas dicas muito me auxiliaram – principalmente na construção de minha planilha de estudos, onde percebi que deixava passar muito tempo livre que poderia ser utilizado (e fiquei maravilhada com a quantidade de tempo livre que tenho, mesmo trabalhando)! Parabéns pelo ótimo blog!

  • Quetilin Oliveira

    Show! Vou utilizar com certeza!

  • É o do emailão, né? Acabei de responder ;)

  • Maravilha, Polyanne ;)
    Bom saber que tomou a decisão que mais te fará feliz ;)
    Abraços!

  • Exato! Eu fazia muitas fichas durante as aulas, não rascunhos. É facílimo, quando você pega o jeito!
    Obrigada, Alessandro! :)
    Abraços!

  • É verdade, Rafael! Eu mesma acho lindo! E, depois, ainda cortei meus mapas mentais e usei o verso do papel! hehe. Meio ambiente agradece :)

  • Denisar

    Bom dia, Carol! Atualmente já sou servidor público, mas nunca utilizei estes esquemas de mapas sempre fazia resumos convencionais, mas estava vendo este artigo e percebi que esse metodo pode ser muito bom na preparação. No momento dei uma parada nos estudos pra concursos porque preciso concluir minha graduação em engenharia. Gostaria de saber se esses métodos podem ser eficientes tbm pra estudos na graduação? E como eu poderia fazer. Obrigado.

    • Olá, Denisar!
      Sim, basta colocar em prática ;)
      Abraços!
      Carol

  • Olá, Izaeny!
    Eles não estão disponíveis no mercado… espero que o post tenha ajudado :)

  • Oi, Anne! Que bom! Com o TCU como foco, foi uma ótima decisão! ;)
    Abraços!

  • Fica intuitivo, Marcelo, principalmente se você mesmo fizer as fichas ;)

  • ahhaha obrigada!
    Existe um link que resume todas as suas perguntas: http://www.wacomstore.com.br/produto/caneta-wacom-bamboo-stylus-duo-preta-cs110k/20855

    • Isabella Guimarães de Paula

      Muito obrigada, Carol! E parabéns pelo seu dia!!

  • SHOW!

  • Oi, Italo!
    Acho legal para pegar aquilo que você tem mais dificuldade, mas não basta ficar nisso ;)
    Abraços!

  • Italo Kayan

    Consegui fazer minha primeira ficha de estudo. Obrigado, Carol

  • wow hahah! E ficou mto legal :)
    Parabéns :)

  • Poliana

    Boa Noite Carol,

    Você comentou que fazia mapas assistindo as aulas, gostaria de saber se você copiava as aulas ou só anotava através de mapas?

    • O que o professor ensinava (no quadro ou durante uma explicação) eu passava para os mapas! :)

  • Essa ideia é maravilhosa! Eu pretendo fazer isso, sim, mas talvez demore alguns meses… Muito atarefada, daqui :P

  • Dalton Silva

    Muito obrigado Carol! Suas dicas são muito boas. Eu já usava algumas, mas saturava os esquemas com informação e dava preguiça de estudar através deles, mas vou colocar seus toques em prática e depois passo aqui para dizer como me sai e postar algumas fichas. Abraço!

  • Valeu, Alana :)

  • Faz diferença sim, Kelly!
    Abraços!

  • Sem dúvidas, Marina!

  • Oi, Ádila! Eu usava um iPad comum (sem ser o Mini). iPad 2.
    Bjs!

  • Obrigada, Ádila!
    Que bom que ajudou e que bom que você gostou ;)
    Abraços!

  • Obrigada, Sky!

  • Excelente Artigo, utiliza todos os recursos para uma excelente memorização do conteúdo. Está de parabéns.

  • Oi, Verônica!
    Eu usava pastas transparentes A5 (que é a metade de uma folha A4). Comprei cada uma por uns R$ 5,00, na época…
    :)
    Abraços!

  • Obrigada, Sky!

  • Oi, Aline!
    Eu acho bacana comprar umas pastas e guardas as fichas em lugares separados ;)
    Abraços!

  • Oi, Natali! Sim, sem pausa, vá com tudo, que rapidinho você pega o jeito ;)
    Abraços!

  • Oi, Natali! Tinha vindo, sim, só que demorei um pouco para responder… como eu disse: deixe a aula rolar normalmente! Você vai pegar o jeito de fazer os mapas mentais rapidamente, então não fique pausando a todo instante… pense assim: na sala de aula, não daria para pausar :)
    Blz?
    Bjs!

  • Oi, Geverson! Recomendo fortemente papel e canetinha (porém, me adaptei rapidamente ao iPad). Abraços!

  • Thiago Carlos

    Carol, show .. show .. show! Excepcional esse artigo!

  • Oi, Thassya!
    É simples: troque o tipo de papel para “quadriculado”, no Noteshelf. No momento da revisão, você pode alterar para papel branco.
    ;)
    Abraços!

    • thassya

      Obrigada pela resposta. Acabei fazendo isso institivamente. Meu problema é que o “menu” embaixo do ipad fica aparecendo toda hora. Ja desabilitei o multitask como o app me mandou, mas continua. Acho que o problema sou eu! ehehehe Obrigada. Quando tiver boa de sintese posto aqui tbm :)

  • Rebeca Ranyeli

    Ola Carol,adorei a ideia dos mapas mentais e to tentando fazer o msm o problema é que não sou muita boa em desenho,mas enfim! Gostaria de aproveitar e te pedir que fizesse um post pra novos “concurseiros!” Nos dando uma luz de por onde começar,como se organizar e sugestões de sites confiáveis onde podemos baixar matérias PDF para estudos! Beeeeijo,aguardo ansiosa!

  • Obrigada pela mensagem, Neuselice! :)

  • Oi, Aline, tudo beleza?
    Muito obrigada hahaha!
    Quer saber o momento de fazer as fichas? A hora é AGORA! A todo instante. O momento é muito simples: sentiu a necessidade de fazer uma ficha? Percebeu que o assunto só vai ficar bem organizado se você colocar no papel? Faça a ficha! hehe!
    Blz?
    Um abração!

  • Hugo

    mas, estas fichas dão certo com resumo de livros também ou só de aulas ??

  • Por nada, Layse! Bons estudos! Abraços :)

  • É uma técnica muito boa mesmo! Bons estudos :)

  • Eu sou designer, então os mapas no computador são feitos em um programa específico de designers – o Illustrator. Bons estudos! :)

  • Vanessa Viana Fernandes

    Carol, onde você encontrou da caneta para Tablet? Ela tem uma ponta mais grossa e outra mais fina, estilo caneta normal mesmo? Porque eu comprei uma da Targus que tem uma ponta mais grossa e os mapas ficam terríveis! hahaha Obrigada!

    • Oi, Vanessa! Ela tem uma ponta grossa, mesmo, mas isso é questão de costume…
      A minha é da Bamboo! ;)

  • Olá, Tania! Fico feliz em ajudar :) Abraços!

  • Oi, Tania! Obrigada pela mensagem! Abraços :]

  • Olá, Erik! Que bom que você gostou, bons estudos! :)

  • Jhanine Taira

    Olá Carol, adorei a sua página para concurseiros. Este mapa funciona para alguma dessas matérias como: Português, Matemática, Física ou Química?
    Desde já, Obrigada!!

  • Oi, Felipe! Muito obrigada, fico realmente feliz por saber que posso ajudar :)
    Bem, há duas opções: separar as fichas de 100 em 100 (misturadas) e marcar toda vez que vocês virem o conteúdo; ou separar as fichas por matérias, para ficar mais organizado, e marcar toda vez que você fizer a revisão.
    Bons estudos para você e sua namorada ;)

  • Olá, Cassia! Muito obrigada pela mensagem! Bons estudos, continue acompanhando o Esquemaria. :)

  • Claudio Nogueira

    Obrigado pelos Mapas mentais auto-explicáveis de Direito Administrativo disponibilizados por e-mail irão ser muitos uteis na minha caminhada

  • Herivelton, achei seu comentário o máximo!
    Sim, a Ana ensina o método Buzan (eu acho legal a ideia, mas realmente fica com informações demais e trabalha um pouco menos os espaços em branco, mas já é bem melhor do que textos lineares).
    Por isso, esse lance de cada ficha ser um extremo de um mapa no estilo “Buzan” faz todo o sentido. Elas são partes de um todo maior.
    O que eu prego é: mais é melhor. Não precisa economizar com fichas. A galera fica com medo de perder detalhes importantes, mas, cara, se você achou um detalhe importante… vá lá e faça a ficha! :)
    Sacou?
    Abraços, obrigada pelo comentário! Vou até postar na minha página do Google+ e do Facebook.

  • Herivelton, achei seu comentário o máximo!
    Sim, a Ana ensina o método Buzan (eu acho legal a ideia, mas realmente fica com informações demais e trabalha um pouco menos os espaços em branco, mas já é bem melhor do que textos lineares).
    Esse lance de cada ficha ser um extremo de um mapa no estilo “Buzan” faz todo o sentido. Elas são partes de um todo maior.
    O que eu prego é: mais é melhor. Não precisa economizar com fichas. A galera fica com medo de perder detalhes importantes, mas, cara, se você achou um detalhe importante… vá lá e faça a ficha! Daí, você não vai perder o tal detalhe importante. Simples assim.
    Abraços, obrigada pelo comentário! Vou até postar na minha página do Google+ e do Facebook.

  • Oi, Angélica!
    Na verdade, o volume de estudos para concursos, de um modo geral, já é grande! Concorda? Se for para revisar esse volumão todo por fichas, melhor.
    :)
    Faz sentido?
    Abraços!

  • Oi, Wesley! :)
    É uma questão de colocar no automático. Quando você começa a aprender a dirigir, parece que aquilo ali nunca vai entrar na sua cabeça, e você não entende como as pessoas conseguem trocar de marcha com tanta facilidade, ou estacionar sem nem mesmo ter de pensar… Com o tempo, depois de colocar em prática, você fica com aquilo no automático :)
    A mesma coisa acontece com as fichas de estudos :)

  • Oi, Naty!
    Sem resumo! Só fichas ;)

  • Karine Reis

    Carol!! Minha dúvida é quanto aos artigos que apresentam muuiitas enumerações. Por exemplo, as competências do Congresso, do Presidente da República… Como fazer para não poluir? É exagero colocar uma atribuição (no caso dos exemplos) por ficha? Citarem forma de lista corrida? Fiz algumas e ficaram muito cheias de textos :(

    • Oi, Karine!
      Um artigo por vez e, se der muita coisa na ficha, pode até dividir um mesmo artigo em várias fichas! Só não faça ficha desnecessária. Sua revisão da lei também deve incluir a leitura da lei seca daquela parte que mais cai… que nem ensino na Tática dos Feras: esquemaria.com.br/tatica-feras-estudar-teoria-questoes/
      :)
      Abraços!

  • Júlia Albernaz

    Olá, Carol! Sensacional a sua página! Não deve ser seu aniversário, mas você está de parabéns! kkkk Tenho a seguinte dúvida: pode-se utilizar o método das fichas em todas as matérias? Eu poderia, por exemplo, fazer fichas de Português com regras gramaticais e de Matemática com fórmulas? Obrigada! Beijo

  • Thaysa

    Gostei da ideia das fichas Carol! Vou tentar fazer.

  • Juliana Felix

    Bem, testei todos os aplicativos mais baratos / “free”e acabei por ceder às dicas da Carol. Realmente, Noteshelf vale o investimento de U$7,99 e a caneta da Wacom “Bamboo Stylus” é excelente, adquiri a mesma por R$53 no Mercado Livre. Mais uma vez, obrigada galera e gratidão, Carol!

  • Lets Lucy (Letslucy)

    Oi Carol, adorei seu post!
    Não sei muito sobre mapas mentais, (estou começando a aprender sobre isso) mas uso meu iPad mini como caderno há 4 anos (uso uma stylus adonit touch pixelpoint), e tenho um galaxy 8″com s-pen também (MUITO melhor para desenhar), então sobre softwares para anotações posso dar uns pitacos, quem sabe seja de ajuda para alguém..

    Achei o novo s-note melhor que o novo papyrus…
    mas eu particularmente curto o Ink-redible para android – porém nunca tentei fazer esquemas nele – não sei se serve tanto para desenhos… (no iOS é Notes Plus – tem inKredible mas é a versão little do notes plus)
    ouvi dizer que o novo One Note 2016 também é muito bom para anotações e rabiscos, vou testá-lo logo no iPad também.

  • Oi, Isabel :)

    O ideal é que você faça suas próprias fichinhas, porque a revisão fica mais fácil, depois. Imagine você revisar por material de terceiros e não entender nada! E pior: ler o que não cai, se estressar porque não viu determinado assunto…

    Se você tiver dificuldades de desenhar, use aqueles bonequinhos de palitinhos! Desde que facilite seus estudos.

    Agora, dica: não faça fichas de TUDO. Só do que você realmente sentir necessidade :)

    Tcherto?!

    Abraços!

  • Oi, Milena!
    Nunca passe a limpo. Isso é perda de tempo. Faça tudo que puder dentro das aulas e dos estudos em casa! :)
    Combinado?

  • Oi, Karen :)
    Praticamente todos têm conteúdo gratuito + conteúdo pago.
    Os que mais indico: canais dos cursinhos em geral (Alfacon, Ponto dos Concursos, Estratégia e, claro, Esquemaria rs).

  • Honorina

    Nossa Carol, eu já disse que te amo?
    Tive a honra de ler esse artigo e conhecer seu blog.
    Muito obrigada pelas dicas. Já me sinto bem norteada para começar.
    Sempre pensei que a internet pudesse ser usada para o bem e isso foi confirmado ao chegar aqui nesse site.

  • Obrigada, Concurseiro!
    Minha dica é: pare de se aprofundar no assunto e passe a aplicar. Você pega o jeito de fazer fichas fazendo fichas! Sem mágica. É isso! :)

  • Em formas de fichas, Vanessa! Sim!
    De um modo geral é isso ;)

  • Isso é ótimo, Vanessa! Que bom que eu posso ajudar :)
    Com o tempo você pega o jetio :)

  • Juliano Possamai

    O método é excelente. Vi pela primeira vez aqui, apliquei e tive ótimos resultados. Adaptei em uma forma melhor ainda: quando associamos com figuras/desenhos engraçados ou ridículos, a memorização fica muito mais fácil, além de (depois de algumas leituras das fichas) EMBARALHÁ-LAS, assim o cérebro acostuma com as associações entre ficha-conteúdo, o que ajuda muito na resolução da prova, pois o simples enunciado da questão já serve como gatilho mental para trazer o conteúdo à mente; essa nova forma eu aprendi no livro do Alex Viégas (Manual de um Concurseiro- Editora Método), excelente livro, recomendo!

    • Muito bom, Juliano :)
      O Alex Meirelles tinha adaptado a técnica justamente do Alex Viégas ;)

  • Oi, Adriana!
    Sim, é assim que funciona o foco! Pegar uma área que você curta, com boas carreiras, e com provas com poucas diferenças entre as matérias cobradas.

  • Nice, Thania! Entrar em ação é a regra número 1 aqui no Esq!

  • Haha! Que legal, Jordem! Bacana, espero que você faça um trabalho legal com seus alunos! :)
    Um abraço! :)

  • Só daí para frente, Bruna :)
    Abraços! :)

  • Só daí para frente ;)

  • Por nada, Lesliê :)

  • Obrigada, Cezar! Gratidão por ter compartilhado :D

  • Obrigada, David!!!

  • kkkkkkkkkkkkkkkkk eu também yuuuu

  • Não!
    Faça os mapas à medida que você sente a necessidade :)

  • :)
    Bjs!!!

  • Por nada :)

  • :D
    por nada, Christian ;)

  • :D
    Que bom que você curtiu, Andressa! Não deixe de aplicar!

  • Não recomendo, Amaury! Eu uso uma mesa digitalizadora porque sou designer (não tem nada a ver com estudar para concursos). Eu indico o iPad!

  • Anderson Nunes

    Hey, Gleyce! O eBook vai ser enviado para o seu e-mail, certo?

  • Obrigada, Goretti!
    As folhas A4 eu divido no meio para fazer uma ficha em cada parte separada ;)

  • Ana Luisa Altieri

    Oi Carol, que post sensacional. Eu uso o outro lado da ficha. Você vê nisso algum problema?

    • Não! Só se as cores de um lado atrapalharem o outro lado! :)

  • Não há problema se a cor de um lado da ficha não atrapalhar o outro lado, Ana!

  • Anderson Nunes

    É exatamente essa a lógica, Rommel! Ficha de estudo é uma técnica tão poderosa que pode ser aplicada à diversas áreas do estudos. Basta você aplicar e colocar em prática. Abraços e bons estudos! ;)

  • Elabore as fichas durante a aula :)

  • Oi, Ana :)
    Evite ao máximo pausar. Eu indico que você faça durante a aula ;)

  • Obrigada, Rafael!

  • Nooooo! :)
    Só um assunto ou outro que você decidir ser REALMENTE importante ;)

  • Por nada, Felipy ;)

  • Emanuele Dal’Maso

    Gostei muito do post! vou acompanhar a partir de agora

  • Obrigada, Felipe :)

  • Olá, Mari!
    Vamos a suas dúvidas!
    “Primeiramente, devo reservar algum dia da semana para revisar todo o conteudo ciclado na semana?”
    Você não precisa separar um dia inteiro para revisar o conteúdo estudado no ciclo, basta adicionar uma disciplina ao final de cada ciclo chamada “Revisão”. Nela, você fará a revisão.
    “2- o tempo gasto para fazer estas fichas devem ser contabilizados na planilha de tempo no ciclo de estudos?”
    O ideal é você fazer as suas fichas durante o seu estudo, ao invés de separar um tempo somente para fazê-las. Assim, você fará as suas fichas dentro do tempo do ciclo de estudos separado para aquela disciplina, certo?
    Abraços!

  • Olá, Thiago!
    O ideal é fazer fichas objetivas, com poucas informações. Isso vai ajudar bastante na memorização.
    Use os mapas mentais que disponibilizo aqui no Esq como exemplo. =D
    Abraços,

  • Olá, Thatyane!

    Eu não aconselho a fazer resumos. Não é só o tempo que leva para os fazer, mas também a eficácia do próprio resumo… ele é tão eficaz quanto ler direto no livro, ou na aula em PDF.
    Tente fazer uma lista de assuntos que você fará fichas. Por exemplo: datas, prazos, questões que você errou, questões difíceis, conceitos… assim você evitará fazer fichas de tudo.
    Abraços!

  • Anderson Nunes

    Hey, Tiago!
    Não. =/ Ele é somente para IOS mesmo. Contudo, você pode usar um desses dois aqui: Explain Everything ou Bamboo Paper (iOS, Android e Windows Phone), beleza? Eles são ótimos!
    Abraços!

  • Anderson Nunes

    Thiago, no início é meio complicado mesmo, mas a prática ajuda bastante. O que você pode fazer, se você tem receio de esquecer o que significa a ficha, é escrever uma espécie de legenda, atrás da ficha (fichas em papel) ou no próprio arquivo da ficha (nas fichas em tablet ou computador), explicando a ficha. Quando não conseguir pensar em desenho, vá por palavras-chave! E tente não perder muito tempo ao fazer as fichas. Divida o assunto no máximo de fichas que puder!

  • Olá, Thiago!
    Exatamente! Não é para fazer ficha de tudo. As fichas são importantes para quando você precisa internalizar melhor o conteúdo – quando você não entende direito, por exemplo –, ou para quando a banca mostra um interesse grande no conteúdo e você não para de errar… Não faça fichas para coisas óbvias, ou conteúdos que você pegou com facilidade.
    Não sou mesmo a favor de resumos. hehehe Eu indico que você apenas grife o que você conisderar importante para ler depois quando fizer revisão. Você irá reparar que vai ser o mesmo conteúdo do resumo, só que grifado. ;)
    Abraços!

  • Anderson Nunes

    Abraços!!!

  • Olá, Thiago!

    Boas fichas não necessitam de desenhos. É óbvio que desenhos ajudam bastante na memorização, mas é possível fazer boas fichas sem eles. O segredo das fichas de estudo é pouca informação. Para a sua ficha ficar com uma ótima qualidade, você não pode enchê-las de informação. Fichas com muita informação ficam parecidas com resumo, e não é isso que queremos, não é mesmo?
    As únicas coisas que eu alteraria nas suas fichas é quantidade de informação e a quantidade de cores (colore mais isso aí =D).

    Abraços!

  • Olá, Gustavo!

    O melhor momento vai ser aquele em que você ficar mais à vontade para fazer: durante ou depois. Eu fazia durante o estudo, porque eu fazia as fichas rápido e não perdia a linha de raciocínio, mas as fichas podem ser feitas ao finalizar o estudo. Então, vai da sua escolha. ;)

    Eu apenas separo as fichas por matéria, deixando os assuntos embaralhados.

    Abraços!

  • Hey, Fernanda!

    Muito obrigada pelo jabá! =D É ótimo ver que você consegue tirar valor dos artigos do Esq. ;)

    Abraços!

  • Olá, Isabela!

    Os aplicativos que eu mais gosto (e por isso que os indico) são:
    1. Educreations
    2. Explain Everything
    3. Bamboo Paper
    4. Noteshelf

    Bom, desses 4 apps acima, o melhor (na minha opinião) é o Noteshelf, mas você pode optar por qualquer um deles, ok? Todos são ótimas ferramentas para fazer mapas mentais ou fichas de estudo.

    Abraços!

  • Olá, Rômulo!

    Obrigada pelo elogio! =D

    Para Android, eu gosto desses dois apps aqui: Explain Everything e o Bamboo Paper. Sugiro que você teste os dois e opte por aquele que mais te agradar, ok?

    Esses apps são compatíveis com essas canetas especiais usadas em tablets.

    Abraços!

  • Por nada, Isabela!
    =D

  • Olá, Vivian!

    Essa é uma das funções das fichas de estudo: não ser cansativo. hehehe E um dos motivos é a quantidade de informação. ;)

    Eu sou designer e por isso sou suspeita para falar, mas eu gosto de fichas tanto no papel quanto das fichas feitas no computador. Contudo, para estudar, é melhor fazer fichas no papel mesmo.

    Quando eu fazia as minhas fichas, eu as guardava em pastas de plástico, separando apenas por disciplina (deixava os assuntos misturados mesmo).

    Abraços!

  • Olá, Tamirys!

    Como eu não sou a favor de fazer resumos, foi essa a melhor opção que eu encontrei para substitui-los. ;) Ao invés de resumos, faça fichas de estudos/mapas mentais. O seu rendimento vai melhorar consideravelmente, pode confiar.

    Abraços!

  • Olá, Renato.

    No início, é complicado mesmo, principalmente, porque concurseiros pensam que tudo é importante e pode cair, o que não é verdade. Então, não faça mapa de tudo e não faça mapas grandes.
    Você deve se condicionar a fazer mapas menores. Quanto mais mapas você fizer, mais você aperfeiçoará a sua técnica. Use os exemplos que eu dou aqui no Esq. para você ter uma ideia de como os seus mapas devem ficar, ok? Você pode até começar imitando os mapas, mas vá aperfeiçoando a sua técnica e criando o seu jeito. ;)

    Abraços!

  • Opa, Natália, tudo bem?

    Quantas dúvidas, hein. hehehehe Vamos por partes! =D

    “Tenho uma dúvida em relação aos resumos se puder me responder. Como você organizava seus resumos? dentro do planejamento? E em qual intervalo de tempo você fazia seus resumos? E dentro deles você incrementava mais questões para resolver?”
    Logo no início dos meus estudos, eu parei de fazer resumos. =/ Eu não sou muito fã de resumos, e nem é só o tempo que leva para os fazer, mas também a eficácia do próprio resumo… ele é tão eficaz quanto ler direto no livro, ou na aula em PDF. Por isso, eu indico que simplesmente sublinhem e/ou marquem as partes mais importantes nos respectivos materiais (que seriam resumidas, de todo modo). Você vai simplesmente estar escrevendo pela segunda vez, repetindo algo que pode ser evitado (evitar o desperdício de tempo). Ao invés de resumo, faça fichas de estudo/mapas mentais. ;) É o que eu sempre recomendo quando peguntam a minha opinião sobre resumos.

    “Ah,mais perguntas rs. No seu site vi também que você falou que é essencial fazer várias questões no dia(eu também acho),mas como as organizava? Separava um tempo determinado pra fazer questões dentro do planejamento diário? ou a medida que estudava cada conteúdo no dia,utilizava o tempo reservado para aquela matéria e nesse tempo fazia questões sobre o assunto?”
    Eu fazia de todas essas formas: fazia questões dentro do meu planejamento diário; quando finalizava um assunto do edital, fazia mais questões (usava o tempo separado para a disciplina). Esse é o modo que o Ponto e o Estratégia usam, não é mesmo? Eles colocam questões durante a aula (entre os assuntos que está se estudando) e no final da aula.
    A verdade é que quanto mais questões você fizer, melhor. Então, sempre que você tiver um tempo sobrando, faça questões. Você pode até alocar um tempo do seu dia somente para isso. ;)
    Para que você se organize legal, use sites que gerencie bancos de questões. Sites como Qconcursos (o meu preferido), Tec Cocnursos e Aprova Concursos.

    Abraços!

  • Olá, Andreza!

    Mapas mentais e fichas de estudo são técnicas diferentes. Mapa mental é um diagrama com conceitos que se relacionam com uma palavra-chave ou uma ideia central. Fichas de estudos são pequenas notas (informações) sobre um determinado assunto. O que eu indico nesse artigo é que se faça mapas mentais em fichas de estudo.

    Sobre a sua memória, as fichas de estudo vão te ajudar bastante já no início mesmo, você nem vai precisar se familiarizar com essa técnica. Mas lá no Ritmo de Estudos (percebi que você é minha aluna =D) há algumas técnicas de memorização, ok?

    Abraços!