[Infográfico] O que os heróis podem te ensinar sobre como estudar para concursos públicos DO ZERO ABSOLUTO

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Há muito tempo inúmeros visitantes vêm me pedindo um post sobre como começar do zero! Este aqui mostra não só como começar, mas também como continuar até a aprovação.

Eu quero começar este artigo fazendo algumas perguntas que você não vê muito no mundo dos concursos, mas que, como vou mostrar ao longo deste post, têm tudo a ver com concursos e com a Jornada de um Concurseiro, desde antes de decidir estudar, até o momento da posse.

E, apesar do tom de ironia, eu quero que você reflita e responda, mentalmente, seriamente, às perguntas do início deste texto… elas podem te ajudar a entender melhor o processo de passar em concursos e evitar erros durante sua preparação:

Por que você acredita que livros como Senhor dos Anéis, Harry Potter, Alice no País das Maravilhas e Cinquenta Tons de Cinza fazem tanto sucesso?

Por que histórias de heróis contadas em filmes e quadrinhos são tão populares?

Por que as montanhas-russas são o brinquedo mais desejado dos parques de diversões? E por que tanta gente (eu, inclusive) insiste nessa “insanidade” de andar em montanhas-russas?

A resposta a essas três perguntas é muito simples e, enquanto você reflete sobre ela, quero apenas te explicar a razão de esse post ser PRIORIDADE de quem está começando agora – do zero absoluto – no mundo dos concursos.

Observação: esse post foi baseado no livro “A Jornada do Escritor”, de Christopher Vogler – também conhecido como “o livro dos roteiristas de Hollywood”. É possível que você encontre spoilers de alguns livros e filmes.

O infográfico que procura a felicidade e te diz como estudar para concursos públicos

Filme: À Procura da Felicidade

Neste artigo, eu trago um infográfico. É a primeira vez, aqui no Esquemaria, que eu posto algo assim. Considerando a importância do infográfico deste post e o tempo que eu levei para o montar (só algumas horas em 11 dias corridos), eu penso seriamente em repetir isso aqui mais vezes.

E esse infográfico, além de informar, mostrar o que acontece durante a Jornada de um Concurseiro, ele também ensina como caminhar por essa jornada (com o exemplo do filme À Procura da Felicidade). É como um mapa que te mostra o caminho certo dentro de um labirinto. Às vezes, você não sabe para onde ir, e acaba indo pelo lado errado, ao usar pura e simplesmente sua intuição.

 

Tarefa de casa – Em que parte da jornada você está?

A imagem a seguir vai te dar uma ideia de tudo o que eu vou tratar no post… ela é a primeira parte do infográfico!

Jornada do herói: a mesma coisa da jornada do concurseiro

No decorrer do artigo, eu mostro o passo-a-passo de cada parte da Jornada de um Concurseiro, com pequenas tarefas, em cada passo. É claro que cada um que visita o Esquemaria está em uma parte diferente da Jornada… por isso, identifique em que momento desta jornada você está, agora, e poste um comentário (para ajudar as outras pessoas e ser ajudado) com os resultados das tarefas que eu proponho em cada parte.

 

Resposta: os heróis imitam a vida

Jornada

A verdade é que a Jornada tem uma lógica, e é essa lógica que eu quero te mostrar.

Mas e aí… refletiu sobre aquelas perguntas que fiz no início do post?

Você pode até se surpreender, mas a resposta é bem simples, e é uma só para as três perguntas: aqueles livros, filmes, aquelas histórias em quadrinhos, aquelas montanhas-russas fazem tanto sucesso simplesmente porque elas imitam a vida em seus momentos mais importantes.

Pense bem: o que menos importa na vida?

Uma ida ao banheiro, talvez… um trabalho rotineiro, sem ação… uma ida ao médico… que filmes mostram idas ao médico?

E o que mais importa na vida?

Pequenos momentos, tomadas de decisões, prêmios, realização de metas, conhecimento de novas pessoas, amar… tudo isso os grandes sucessos blockbusters e bestsellers mostram muito bem. E tudo isso faz parte do projeto de aprovação em um concurso.

Se o homem-aranha morasse em Brasília, não em Nova Iorque, e fosse pobre, muito provavelmente ele estudaria para concursos, para sair do subúrbio, ajudar a Tia May e ser “um bom partido” para a Gwen Stacy.

A mesma coisa ocorre com Harry Potter, Super-Homem… sem seus super-poderes, a jornada de qualquer um deles poderia ser a jornada de um concurseiro: vivem em um mundo comum e têm um chamado à aventura, e podem aceitar ou não esta jornada, se quiserem sair do status quo (no caso do Harry, o motivo de sair do status quo é se livrar da vida horrível com os tios, no caso do Clark Kent, desvendar seu passado e descobrir mais sobre seu mundo de origem).

E, da mesma forma, se nós tivéssemos os poderes que estes heróis têm, poderíamos muito bem viver o mesmo que eles viveram. Porque, no final das contas, vidas prósperas baseiam-se em aceitar desafios, lutar e cumprir, aceitar desafios, lutar e cumprir, e é sempre a jornada, ou seja, o que está entre o momento de nascimento e a morte, que realmente importa.

“A vida é uma jornada, não um destino” – Aerosmith

Um bom exemplo prático da Jornada – As montanhas-russas

Montanha-Russa Busch Gardens – Dezembro de 2014
Montanha-Russa no Busch Gardens – Dezembro de 2014

“E a montanha-russa, Carol? O que ela tem a ver com a vida e de que maneira ela imita os nossos momentos mais importantes?

Você já andou de montanha-russa? Em uma bem grandona, que só de pensar nela seu coração dispara?

Eu já. Já tive a oportunidade de conhecer dezenas delas. Em algumas, andei duas ou três vezes. Se você nunca tentou, nunca quis, eu vou te explicar a sensação…

Ato I

Em busca da felicidade

Mundo comum

Todo mundo, antes de começar uma jornada, vive em um mundo comum. E, se você não sai do mundo comum, você nunca parte para a jornada, isso é lógico.

Antes de pensar em ir a um parque de diversões, eu posso estar em casa, vendo um filme, almoçando… Antes de uma grande história começar, estamos em um dia como outro qualquer.

Por exemplo: quando comecei a pensar que concursos públicos poderiam mudar o curso da minha vida, eu estava dobrando uns folders na gráfica dos meus pais.

Os heróis têm muito disso… em Eragon, um jovem garoto procura meios de sobreviver e ajudar sua pobre família… em Spider-Man, Peter é só um adolescente nerd com problemas com garotos populares que querem bater nele…

Mundo comum do Herói Concurseiro: todo aprovado em um grande concurso já foi alguém comum, com problemas comuns – falta de grana, emprego ruim, vida rotineira, falta de tempo, mercado de trabalho sem boas opções. Por mais que você possa pensar que tem que ser inteligente para passar em concursos, ou que tem que ser algum tipo de gênio, acredite, concursos, como qualquer tipo de vitória, demandam 1% de genialidade e 99% de suor. E não fui eu quem criou esta frase: foi Thomas Edison.

Como estudar para concursos públicos (Aplicação ao Mundo Comum)

Frases que você mais vai ouvir enquanto estiver no Mundo Comum
  • Estude para concursos! Você é tão inteligente…
  • Não estuda não, cara! Só tem pilantragem envolvida com concurso público…
  • Cara, sei não… será que você consegue?
  • Vai para uma coisa mais certa, véi. Procura um emprego que é melhor…
  • Conheço um menino que conhece uma menina que passou sem estudar nada!
Tarefas para quem está no Mundo Comum

Antes de começar uma jornada, verifique se ele vale a pena!

É importante você conhecer logo como vai ser sua jornada até a posse em um cargo público para saber se ela vale a pena.

Como assim? É muito simples: foque em um concurso em especial. Verifique cada passo que você dará até chegar à aprovação neste concurso. E identifique: “o resultado final, o elixir com o qual pretendo retornar… ele vale a pena? Vale a pena lutar por isso? O resultado final vai me trazer satisfação e alegria?”. Se a resposta a todas essas perguntas for sim, então mãos à obra – e uma ótima jornada para você!

Então, as tarefas desta primeira parte são:

  • Veja se você se identifica com os concursos públicos (digite seus resultados em um documento do Word).
  • Faça uma lista com vantagens e desvantagens de se estudar para concursos.
  • Pergunte para os servidores públicos que você conhece, ou com os quais você se espelha, o que eles acham de ser servidores públicos.
  • Procure vantagens que vão além do dinheiro, simplesmente. Tenha, por escrito, o motivo principal de você estudar.
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

O chamado à aventura

Então, você está lá, em um sábado como outro qualquer, seu amigo toca a campainha de sua casa, vocês saem para almoçar e passam em frente a um parque de diversões… decidem caminhar neste parque, compram uma pipoca, e então vem a ideia que pode mudar o seu dia, e essa ideia, claro, é do seu amigo:

“Vamos andar em uma montanha-russa?”.

Nos concursos, a ideia de estudar também começa de algo informal: “ah, seu emprego tá ruim? Por que não estuda para concursos?”, ou “hum, cara, você é muito inteligente, não devia ficar nessa de aceitar coisa pouca para a vida, não… estude para um concurso!”.

O mesmo ocorre com os grandes sucessos de Hollywood: a mãe de Hazel Grace diz “filha, vá para as reuniões em grupo de crianças com câncer, você precisa disso”, ou a amiga da Anastásia Steele diz “vá lá, saia com o cara”.

O chamado do Herói Concurseiro à aventura: todo aprovado em um grande concurso teve um apoiador inicial, alguém que deu a ideia inicial de realizar essa grande jornada.

Como estudar para concursos públicos (Aplicação ao Chamado à Aventura)

Frases que você mais vai ouvir enquanto estiver no Chamado à Aventura
  • Pô, seria ótimo estudar para concursos! Ganhar bem, ter estabilidade financeira…
  • Estuda para concurso, cara! Aí você só vai ficar na mamata.
  • Veja o exemplo da sua tia! Tá aí, quase aposentada, ganhando um dinheirão.
  • Nesse país, a única opção é ser servidor, meu filho!
  • Quanto você tá ganhando? O filho da Fulaninha tem a sua idade e ganha 10 vezes mais!
Tarefas para quem está no Chamado à Aventura

O Chamado à Aventura pode te fazer desistir de concursos, porque as pessoas geralmente se baseiam em dinheiro ou estabilidade para se referir aos cargos públicos, o que é bom, mas não é um fator motivacional.

Para você pensar sobre o seu “chamado”, ou seja, sobre aquele momento especial em que alguém te mostra que concursos públicos podem ser uma opção para mudar de vida (é claro que há outras), eu indico as seguintes tarefas:

  • Pense muito sobre se é isso o que você quer. Muita gente vê os concursos públicos só por um lado negativo, e talvez essa percepção seja passada para você de uma maneira muito preconceituosa.
  • Sabe aquelas cartas de amor em que as pessoas escrevem 100 vezes “eu te amo”? Faça uma igual, só que escrevendo 100 vezes “eu não vou me aposentar no momento em que eu tomar posse”. Cresça em seus estudos da mesma maneira como você cresce na vida. Ficar parado não dá! É claro que essa tarefa é só “retórica”: você não precisa escrever 100 vezes aquela frase, mas faça um manifesto, para entender que estudar para concursos será apenas uma fase de uma longa vida em que você deve dar muito de si mesmo para o mundo.
  • Identifique quem te colocou nessa onda de estudar para concursos públicos. A pessoa que te fez pisar neste mundo pela primeira vez também é importante no momento da decisão.
  • Invente uma profissão para seus inimigos: “o que você anda fazendo? Sou caixa em um supermercado!” Os seus inimigos vão ficar calados e você satisfeito. Não dê importância para eles quando tocarem no assunto de concursos públicos, porque eles não vão entender mesmo, ou pior, vão querer te puxar para trás… Um inimigo ignorado é um inimigo derrotado.
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

Recusa ao chamado

Voltamos à historinha da montanha-russa… Primeiramente, você vê o tamanho da coisa. Escuta o barulho dos carrinhos passando nos trilhos. Ouve aquela gritaria de quem já está lá em cima. Vê a potência do carrinho, vê água sendo jorrada e vê trilhos em ângulos de 90º.

E pensa: “eu não vou andar nesse troço de jeito nenhum”!

Essa é uma típica recusa do chamado, que todo herói tem: “Harry, você é um bruxo, venha comigo… – NÃO”, “Bruce, já que você treinou tanto e é fortão e rico, que tal fazer algo de bom por sua cidade? – NÃO!”, “Você trabalha em um lugar onde não gosta de trabalhar, por que não estuda para concursos públicos? – NÃO!”.

É muito comum essa primeira fase de negação. Você olha para o universo dos concursos e vê pessoas e mais pessoas cansadas de estudar, exaustas demais para irem a uma simples festa, e ainda percebe que muitas delas demoram a passar, e nega: “não, deixa para lá… eu não consigo, não é minha praia, nunca fui bom na escola, nunca consegui estudar direito…”.

A recusa do Herói Concurseiro à aventura: um grande aprovado sempre pesou os prós e os contras de estudar para concursos públicos, e já pensou em nem mesmo começar.

Frases que você mais vai ouvir enquanto estiver na Recusa do Chamado
  • Todo funcionário público (para você ver: às vezes, as pessoas nem mesmo sabem o termo certo, que é servidor público) é aspone! Não prestam para nada…
  • Passar em concurso é coisa de doido!
  • Você tá ligado que vai ter que estudar uns 10 anos para passar, né, cara?
  • Bicho, uma amiga minha estuda há 3 anos 12h por dia, não sai, não vai para a balada, e nunca passou, você acredita?
  • Ah, você vai estudar para concursos, é? Huuuum… [aí você olha para a pessoa e consegue ler, na cara dela: “rá! Duvido que passe”]
Tarefas para quem está na Recusa do Chamado

Recusar o chamado é muito comum, e não se sinta mal se concursos públicos não forem para você. Mudar e escolher são ações extremamente difíceis, talvez mais difíceis do que a execução, em si. Tenha certeza de três coisas: de que quer, de que você acredita no projeto e de que você tem potencial.

Nesta fase, as tarefas que eu indico são as seguintes:

  • Faça uma lista de 10 possibilidades para os próximos 5 anos de sua vida. Se os concursos públicos forem a melhor opção, e, mais importante, se você souber que será feliz sendo concursado, talvez seja o momento de seguir em frente em sua jornada.
  • Faça uma comparação de sua vida agora e de como seria a sua vida sendo servidor público.
  • Tire essa ideia de que serviço público é coisa de preguiçosos e corruptos! Do contrário, você mesmo encontrará preguiça e corrupção, no serviço público.
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

Encontro com o mentor

Você já tinha dito “não” para a volta na montanha-russa, e você tinha seus motivos. Daí, vai aparecer um mentor, quero dizer, alguém que vai derrubar todos os seus preconceitos, medos e crenças sobre a montanha-russa: uma menina de 9 anos de idade.

A moleca vai passar por você, às vezes nem mesmo vai FALAR com você, e comentará sobre a volta DELA na montanha-russa. Ela vai dizer algo como: “foi mui-to bom! Quero ir de novo…”, ou como “mó paia, véi”, ou como “a melhor parte foi aquela decida em que parece que um carrinho vai bater no outro”.

Quer dizer: você vai ter alguém em quem se espelhar, e esse alguém te guiará durante toda a sua jornada.

O encontro do Herói Concurseiro com seu mentor: todo grande aprovado se lembra da pessoa que o inspirou e que o guiou. Concursos públicos não são guerras de uma pessoa só, por mais que possa parecer assim.

Frases que você mais vai ouvir enquanto estiver no Encontro com o Mentor

Agora é a hora de você perceber como os discursos das pessoas vão mudando ao longo do caminho…

  • É simples passar em concursos, mas não é fácil.
  • Quando eu estudava, acontecia de eu ficar de saco cheio daquilo tudo…
  • Estudar Raciocínio Lógico é chato, mas nem sempre a gente vai fazer só coisas boas, enquanto estivermos no caminho da aprovação…
  • Eu conheço bons professores e bons materiais de estudos.
Tarefas para quem está no Encontro com o Mentor

Aproveite. Seu mentor estará ao seu lado nos seus momentos mais importantes. Não diminua nunca sua importância!

As pessoas que diminuem a importância do mentor – e de seus ensinamentos – geralmente são aquelas que querem inventar desculpas para não agir como um aprovado. É claro que elas são a minoria, mas o que acontece de vez em quando comigo é que eu dou o meu melhor, ensino o meu melhor, e ainda assim vejo gente deixando de lado alguns caminhos iluminados por mim, algumas vezes porque elas não se sentem capazes de crescer. Lembre-se:

Todo especialista em alguma coisa foi, um dia, um iniciante nesta mesma coisa.

Então, as tarefas que eu deixo para você, nesta etapa, são:

  • Identifique seu mentor. Ele pode ser um conhecido, um amigo que passou em um bom concurso público, um coach especialista, um colega internauta… O que importa é que ele seja alguém sério que acredita em você.
  • Não cobre do seu mentor o que é seu dever fazer. Não é ele quem vai fazer a prova para você, no dia do concurso.
  • Abra sua mente para o que o mentor disser. Se ele conseguiu chegar lá, é porque ele sabe alguma coisa!
  • Seja humilde com seu mentor, mais do que com qualquer outra pessoa. Você só tem a ganhar sendo humilde.
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

 

Ato II

À procura da felicidade

Travessia do primeiro limiar

Você ainda se lembra da montanha-russa? Aqui é o seu simples “SIM, eu vou!”.

Essa é uma das fases mais gostosas de sua jornada. É o momento em que você decide estudar para concursos públicos e você começa o processo de estudos.

O Herói Concurseiro atravessando o primeiro limiar: agora começou a ação! É hora de decidir que materiais utilizar, que estratégias seguir, é hora de decidir sobre cursinhos, planejamento, horários…

Como estudar para concursos públicos (Aplicação à Travessia do Primeiro Limiar)

Dúvidas que você mais terá enquanto estiver na Travessia do Primeiro Limiar
  • Como estudar para concursos públicos?
  • Quais matérias caem em concursos públicos?
  • Qual é o melhor material para a prova do meu concurso?
  • Qual é o foco que eu devo seguir?
  • Estudar pela internet é suficiente?
  • Eu devo fazer um cursinho presencial?
  • Como estudar a matéria “X” ou “Y”?
  • Quem é o melhor professor dessa matéria?
  • Como essa matéria cai na banca “Z”?
  • Será que ter uma apostila é suficiente?
Tarefas para quem está na Travessia do Primeiro Limiar

As tarefas a seguir são extremamente sobre execução de estudos, e eu NECESSITO que você faça uma por uma!

  • Veja depoimentos de pessoas aprovadas em concursos públicos.
  • Identifique a carreira que você quer seguir. Só que não identifique algo que você já vinha pensando: pesquise sobre essa carreira, pesquise sobre o concurso dessa carreira, faça uma imersão em relação ao concurso para o qual você pretende estudar.
  • Estabeleça um foco.
  • Estabeleça horários. Organize seu tempo. Se for preciso, leia este post quantas vezes forem necessárias: http://esquemaria.com.br/14/05/2014/planilha-de-estudos-ciclo/
  • Pesquise sobre bibliografia.
  • Pesquise sobre técnicas de estudos.
  • Não seja tradicionalista nem convencional, na hora de estudar.
  • Procure uma forma de prazer nos estudos.
  • Entre em fóruns sobre concursos públicos, mas não protele demais, por lá. Leia o que for necessário e poste o que for extremamente necessário. Eu indico este fórum: www.forumconcurseiros.com
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

Testes, aliados, inimigos

Você agora caminha em direção à montanha-russa. Sua mão está suada e fria. Seu coração está aos pulos. Sua respiração mostra seu atual estado de tensão. Estes são os primeiros testes, que te incluirão ou excluirão daqueles que “enfrentaram a fera”.

Você acaba de entrar na fila de 2h para ter a experiência de sua vida. De repente, ouve alguém sussurrar: “eu que não vou pegar essa fila para ir nesse brinquedo besta”. E sai. Depois, você ouve alguém se lamentando “poxa, parecia tão fácil, mas tô vendo que é difícil… deixa para a próxima”. E ouve mais alguém: “meu primo veio a essa montanha-russa, e disse que vale a pena esperar!”.

O que você identifica nessas situações?

Testes, aliados e inimigos! Eles estão espalhados por todos os cantos, e saber lidar com eles também faz parte de saber como estudar para concursos públicos.

O Herói Concurseiro identificando seus aliados e inimigos: chegou a hora de saber quem está ao seu lado e quem só quer ver você se dando mal.

Eu me lembro muito bem de uma pessoa “inimiga com cara de aliada” que tive, durante minha preparação. Essa pessoa, uma parente distante na família, virou para a minha mãe, em um momento de extrema dificuldade financeira dos meus pais, e disse as seguintes palavras: “A Carol não sabe fazer sites? Fala para ela deixar um pouco esse negócio de concursos de lado e ajudar vocês com a despesa”. Minha mãe só respondeu que ela me apoiava, e que tinha certeza de que logo eu passaria. Uma semana depois, meu nome saiu no Diário Oficial da União.

Como estudar para concursos públicos (Aplicação aos Testes, Aliados e Inimigos)

Frases que você mais vai ouvir de inimigos
  • Como você espera passar falando errado desse jeito?
  • Pobre não passa em concurso não!
  • Concurso de uma vaga? Essa vaga já tá definida para um filhinho de papai!
  • Isso não vai te levar a nada.
  • Você tem que viver!
  • Achei um absurdo você não ir ao casamento da Fulaninha!
  • Você podia já estar aí ganhando mais no seu emprego, mas tá aí, ó, perdendo tempo com esse troço de concurso público…
Frases que você mais vai ouvir de aliados
  • Eu sei que você vai passar, porque eu conheço o seu caráter.
  • Eu entendo porque você não vai poder comparecer à minha festa!
  • Que bom que você está seguindo seus objetivos!
  • Cara, toma aqui um livro meu que eu costumava usar para estudar essa matéria.
  • Você merece! Você já é um vencedor!
Tarefas para quem deve identificar seus aliados e seus inimigos
  • Tire forças de quem quer o seu mal. Lembre-se que uma hora você vai poder virar para essa pessoa, com um sorriso na cara, e dizer que passou em um ótimo concurso público, e que está muito feliz por isso. Olha que coisa linda! Imagine a expressão dessa pessoa hehe…
  • Ignore o que te deixa para baixo, e aumente os contatos com quem te deixa para cima.
  • SENTE PARA CONVERSAR com seus aliados: explique o porquê de estudar para concursos, diga que haverá momentos em que seus nervos estarão à flor da pele, mostre que você precisa de um espaço para estudos, justifique por que você não pode ajudar em tarefas simples, neste momento, e demonstre empenho em passar. Com isso, seus aliados vão te entender e vão estar ao seu lado para o que der e vier.
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

Aproximação da caverna oculta

E aquela montanha-russa, hein? Só há, agora, duas pessoas na sua frente, e elas partem para a jornada delas.

O próximo carrinho já se aproxima e você percebe que sentará na primeira parte do carrinho (os americanos carinhosamente apelidam essa parte de front row). E aí você percebe que não desistiu, quando já está sentado na fila direita, ao lado do seu amigo, enquanto um assistente aperta seu cinto e checa se você está bem preso à cadeira. E o veículo começa a funcionar. Você nunca esteve mais ansioso.

Chegará um dia em que você vai notar que já está bem preparado para passar em um bom concurso público. E então começa a fase da ansiedade, e você já começa a sentir o peso de querer passar rápido. Os sentimentos se intensificam e cada acontecimento te fará ficar mais agoniado do que antes.

Mundo comum do Herói Concurseiro: todo aprovado em um grande concurso já bateu na trave em outras provas. O que acontece é que a ansiedade pode levar sua mente aos lugares mais obscuros possíveis e, se você não levar uma lanterna, pode ser dominado pela escuridão. Agora que você vai viver seus altos e baixos, mantenha-se calmo, e se lembre que outras pessoas também passaram por isso, mas as que venceram foram as que não desistiram.

Como estudar para concursos públicos (Aplicação à Aproximação da Caverna Oculta)

Cobranças que você mesmo se fará quando estiver próximo à Caverna Oculta
  • Eu não tenho certeza de que sou capaz
  • Eu tenho medo de fazer a prova
  • Eu não aguento mais olhar para a cara desse professor
  • Ninguém me entende
  • Fulaninho passou porque ele é bem mais inteligente do que eu
  • Fulaninho passou porque ele tem mais recursos do que eu
Tarefas para quem está próximo à Caverna Oculta

Esta é a fase em que as desculpas aparecem com mais frequência.

Em “O Diabo Veste Prada”, a protagonista – Andrea – não recebe o apoio que ela achava merecer de sua chefe (Miranda Priestly).

Ela vai desabafar para seu amigo Nigel, e diz o seguinte: “Nigel, eu estou tentando”. Nigel, como todo bom mentor, só retruca com o seguinte: “Andy, você não está tentando. Você está se lamentando.”

  • Não se faça de vítima. Isso é só pior para a sua mentalidade.
  • Revise. Se você já fez seu dever de casa, ainda tem muita coisa para lembrar. A matéria nem sempre fica na cabeça por muito tempo.
  • Mantenha um copo de água em cima de sua mesa de estudos.
  • Quando a ansiedade bater, procure se beneficiar com isso. Ao invés de dizer “eu não tenho certeza de que sou capaz”, diga “eu estou chegando perto do meu objetivo! Só tenho que continuar no caminho certo”.
  • Faça muitas questões. Quem está em uma competição treina muito antes da corrida final.
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

Provação

Toda montanha-russa tem isto: a subida lenta. Ela te faz ficar ainda mais nervoso, e é o seu momento de maior provação: você sabe o que terá de enfrentar, agora, e seus medos se intensificam. Os trilhos ficam ainda mais lentos e fazem um barulho que indica o seguinte: o veículo está parando. E para de vez.

Leia este trecho de “A Culpa é das Estrelas” (neste livro, a protagonista Hazel Grace tem câncer):

Quando você chega à Emergência de um hospital, uma das primeiras coisas que eles pedem é que você dê uma nota para a sua dor numa escala de um a dez. A partir daí eles decidem que medicamentos prescrever e a velocidade com que têm de ser administrados. Passei por essa situação centenas de vezes no decorrer dos anos, e me lembro de uma vez, logo no início, em que eu não estava conseguindo respirar e parecia que meu peito pegava fogo, as chamas lambendo meu tórax por dentro, tentando encontrar um jeito de sair e queimar o lado de fora, e meus pais me levaram para a Emergência. Uma enfermeira me perguntou sobre a dor e eu não conseguia nem falar, então mostrei nove dedos.

Depois, quando eles já tinham me dado alguma coisa, a enfermeira voltou e ficou meio que acariciando minha mão enquanto media a minha pressão arterial, então disse: “Sabe como eu sei que você é guerreira? Você chamou um dez de nove.”

Mas não foi exatamente o que aconteceu. Eu chamei aquilo de nove porque estava poupando o meu dez.

Pode acontecer de você nunca chegar ao seu dez. Mas haverá alguma parte de sua jornada em que parece que nada dá certo, e aí vem uma bomba no seu colo.

Na fase de maior provação, sua plateia prenderá o ar, enquanto você luta contra o monstro, enquanto você enfrenta seus maiores desafios. Sair ileso daqui dependerá de sua coragem em seguir.

O concurseiro que desiste nessa fase eu denomino nadador: é aquele que nada, nada e morre na praia.

Como estudar para concursos públicos (Aplicação sobre a Provação)

Frases que você mais vai ouvir enquanto estiver na fase de Provação
  • Você ainda não passou em um concurso público?
  • Quantas provas você já fez mesmo?
  • Que dia sai o resultado daquela prova que você fez?
  • Há pessoas estudando há mais tempo que você! Você acha que tem alguma chance?
Tarefas para quem está na fase de Provação

Agora é o momento de você realizar uma grande mudança. Quando você chega ao ponto de ebulição, o jeito é baixar o fogo e colocar mais água.

  • Leia mais entrevistas de concurseiros que já foram aprovados. Agora que você já é um concurseiro há algum tempo, sua percepção dos depoimentos vai ser diferente.
  • Faça uma lista de motivos concretos de por que você ainda não foi aprovado. Reconheça seus pontos fracos e os transforme em pontos fortes.
  • Se você chegar a essa fase com a impressão de que você podia ter feito melhor, utilize seu tempo em busca deste melhor.
  • Grite bem alto: eu tenho a mentalidade de um vencedor!

Recompensa

O seu momento de grande tensão já passou. Agora, vem a primeira descida na montanha-russa, e a primeira impressão de que talvez tenha valido a pena seu esforço. Só que o percurso ainda não terminou. A parte em que você faz um 360º ainda não chegou. Você ainda não pode dizer que sua jornada está completa.

Para o mundo dos concursos, prefiro chamar esta fase de “primeiros resultados”. O concurseiro começou a passar em algumas provas. Acontece que isso é apenas lógica: você tem se preparado bem para um grande cargo e, no meio do caminho, acaba passando para outros.

Não é o momento de desistir do seu foco, entretanto.

Como eu estou na vibe de colocar frases do sr. Thomas Edison, aí vai mais uma, que identifica muito bem quem está nesta fase:

“Muitas das falhas da vida acontecem quando as pessoas não percebem o quão perto estão quando desistem.” – Thomas Edison

Frases que você mais vai ouvir enquanto estiver na fase de Recompensa
  • Quanto você vai ganhar nesses concursos que você passou?
  • Você vai parar por aqui?
  • Tá bom demais! Ganhando bem assim na sua idade eu pararia na hora.
  • Quem deras eu ter passado em um concurso assim!
  • Agora já deu, né?
Tarefas para quem está na fase de Recompensa

Vencer a batalha não é vencer a guerra (spoiler do terceiro livro das Crônicas de Gelo e Fogo: Robb Stark que o diga). As tarefas que deixo para você nesta fase são:

  • Não deixe concursos menores para os quais você passou te atrapalharem em sua jornada. Ficar na média é ser personagem secundário de sua vida, e, se você veio aqui para derrotar o dragão, não se contente em matar uma formiga.

Ato III

À procura da felicidade

 

Ressureição

Frases que você mais vai ouvir enquanto estiver na fase de Ressureição
  • Que dia sai o resultado daquela prova que você fez?
  • Você está sumido… o que aconteceu?
  • Você já fez aquela provinha lá sobre a qual você vinha falando?

 

Créditos das imagens:

– Cenas do filme À Procura da Felicidade

– www.shutterstock.com

– www.chrisgardnermedia.com

Resumo – o que você aprendeu?

Primeiramente, você passou o post todo entendendo como é o processo de passar em concursos públicos. Eu estive com você todos os passos principais de sua jornada como concurseiro.

Durante o artigo, disponibilizei um infográfico para ficar mais simples se lembrar de cada um desses passos. Neste infográfico, utilizei o exemplo do filme À Procura da Felicidade.

Agora, é o momento de realizar todas as tarefas que te passei em cada fase de sua jornada, e, claro, comentar seus resultados logo abaixo.

Até o próximo post! Bons estudos, boa sorte, boa vida :)

Carol.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×
  • Daniel

    ótimo infográfico, estou na parte de aproximação da caverna oculta, na verdade estou nessa etapa há algum tempo, e eu queria perguntar se tem algum problema em ficar muito tempo “parado” nessa etapa, e se isso de alguma forma atrapalha…

    • Daniel, algumas fazes são mais demoradas que outras. Se você está na aproximação da caverna, é porque já estuda há algum tempo e ainda não obteve resultados. Tente ver quais assuntos ainda não estudou e se aprofunde no que já estudou e, principalmente, no que é muito importante!
      Abraços :)

      • Daniel

        Muito obrigado pela resposta Carol, e sim você acertou, estudo há algum tempo e os resultados não vem, ou vem de forma não tão satisfatória, quanto a sua dica, me fez perceber que falta aprofundamento sim!, não só em conteúdos, mas também na vida de concurseiro em si, Parabéns pelo projeto, conheci há uns dias atrás e me identifiquei muito com o jeito que você encara e transmite seus pensamentos. Obrigado!

        • ;)
          Obrigada, Daniel! :)

          • Carlos Quinteiro MG

            Carol, estava em um pocesso pós não aprovação e seu artigo veio em boa hora. obrigado pelo apoio. esse filme é uma grande inspiração para as pessoas.

          • Obrigada, Carlos! :)
            Que bom!
            O filme realmente é excelente.

  • Cidinha

    Postagem perfeita, valeu a pena esperar!
    Obrigada, Carol! =]

  • Lino Duarte

    Nossa, Carol. Parabéns pelo post. Caiu como uma luva para o que eu estou vivendo agora. Pode ter certeza q muito aí escrito vai fazer diferença na minha visão e atitude “concursísticas” . Abraços e boa vida!

  • Geverson Brito

    Oi, Carol!
    Que artigo excelente! Achei genial!
    Também sou muito fã de Harry Potter, Senhor dos Anéis, Game of Thrones, Spider-Man, Superman, Batman… hahaha e você juntando tudo isso com concursos me faz encarar essa fase de um modo diferente e divertida! :)
    Me identifiquei muito com o texto. Na quarta-feira passada (18/03) foi minha colação de grau na UnB, me formei em Ciências Contábeis, e lá teve muitas pessoas que me perguntaram o que eu estava fazendo e respondi para um amigo que eu estava estudando pra concurso e ele disse para eu procurar um emprego na área, porque o que não falta é emprego pra contábeis e não ficar preso só em concurso… (OMG, talvez ele seja o meu inimigo com cara de aliado hahaha) e quando eu estudava para o vestibular ouvia coisas parecidas com o que você listou no texto também.
    Comecei os meus estudos pra concursos em janeiro desse ano, já fiz todas as tarefas de execução de estudos. Acho que estou entre a “Travessia do primeiro liminar” e “Testes, aliados e inimigos” rs! O concurso dos meus sonhos é o TCU-Auditor. Decidi o que eu queria quando eu era estagiário lá em 2012-2014, então, já conheço a dinâmica de trabalho, as vantagens e tudo mais. E deixei pra estudar depois da faculdade, porque não conseguia conciliar os estudos da faculdade e concurso, queria porque queria me formar primeiro (se eu tivesse conhecido o ciclo de estudos naquela época, quem sabe não teria começado a estudar logo rs!)

    E os meus estudos ficaram produtivos depois que eu conheci o seu site, o ciclo de estudos e a tática dos feras ajudaram muito! Diante de tantos blogs com vários textos de dicas de estudos o seu foi o único que me ajudou de verdade a começar. Você conseguiu juntar o útil, o agradável, o essencial… hahaha
    Parabéns pelo site, pelo texto, gostei muito! Fiquei muito feliz quando você anunciou que estava voltando com o Esquemaria. Vai me ajudar muito nesta vida de concurseiro e outras pessoas também.
    E você é a minha mentora rs! Se hoje eu consigo estudar 6h por dia (sério, estou viciado hahaha) é graças a suas dicas.Continue assim! :)
    E é isso, Carol. Obrigado e desculpe-me pelo texto grande e que eu me empolguei rs!
    Até breve!

    • Obrigada, Geverson! Conheci um menino no curso de formação que foi técnico, agora é auditor, e fazia contábeis, também! Auditor tem tudo a ver com a sua área.
      Algumas pessoas não são realmente inimigas e querem o seu bem, mas conselhos você sabe como é… se fossem bons, todo mundo dava! Quem decide sobre a sua vida deve ser você! ;)
      E a jornada tem que ser divertida, mesmo! É possível aproveitar e viver a vida estudando para concursos às vezes melhor do que a concepção geral que as pessoas têm sobre “aproveitar a vida”.
      E você é ótimo por gostar de coisas legais! Foi um post para descontrair, mesmo, e, ainda assim, foi um post útil ;)

      • Geverson Brito

        Seria o Danilo?! Peguei umas dicas com ele quando terminei o estagio :)

  • Obrigada, Lino :)
    Que bom!

  • Obrigada, Cidinha! E desculpe por fazer esperar :)

  • Paulo Andrade

    Excelente texto, Carol. :)
    Seus artigos já estavam fazendo muita falta! (rsrsrs)
    E muito obrigado pela sua ajuda por meio deste site. É, realmente, uma ferramenta de grande utilidade para os que enfrentam a trabalhosa tarefa de estudar para concursos públicos.

  • gerson

    Muito bacana o infográfico, Carol!
    Legal para ler e reler na hora de fazer aquele balanço geral, ou até para retomar o foco e manter a “estabilidade” rs
    Obrigado =]

  • Márcia

    Simplesmente perfeito!
    Obrigada CArol.
    Ganhei novo gás.

  • Mikaelle Carvalho

    Olá, Carol!

    Primeiramente, gostaria de agradecê-la por dedicar horas, dias, semanas do seu tempo para nos ajudar por meio dessa ferramenta. Ao ler esse post não deu para segurar, lágrimas rolaram no rosto, creio que estou na fase da Caverna Oculta iniciando a fase da Provação. Esse post veio como uma injeção de ânimo, já vai completar 4 anos que estudo para concurso e têm horas que o desespero bate, mas se Deus quiser está mais perto que longe a minha aprovação. Muito obrigada!

  • Tai

    Oi, Carol ! Muito feliz com a volta do Esquemaria =) Estudo para concursos há 6 meses e ainda não estou “concursanda profissional” como se diz no meio dos concursandos mais calejados. Acho que estou na fase da Caverna Oculta, pois os índices de acertos pararam em 60/70% dependendo da matéria e ainda não consegui sair disso… Para uma prova do Cespe, estou bem longe de ser aprovada com esse índice ainda mais para o cargo que almejo que é TEFC-TCU. Confesso que é bem chato e desestimulante, mas vou fazer o que você recomendou: revisão e mais exercícios. Comprei os livros ”Foco” do Daniel Goleman e o ”Como usar o cérebro para passar em provas e concursos” do W. Doulgas e Carmem Zara na esperança de me ajudarem a entender melhor esta fase que está me deixando ansiosa e me fazendo perder a concentração em alguns dias (prejudicando minhas metas), mas nunca pensei em desistir… Jamé rs ! .
    De toda sorte, aplico tudo que aprendi aqui no Esquemaria e já percebo um estudo menos amador e perdido. Já encontrei os métodos que funcionam pra mim e isso me traz um alívio enorme, pois fiz alguns concursos para testar as matérias básicas e já percebo a retenção da informação e o acerto das questões.
    Esse domingo fiz a prova do MPU (foi uma provação sem fim… aconteceu cada coisa comigo =P … daí a importância de se inscrever para ter experiência do dia de prova) e lembrei dos mapas mentais de licitação aqui do site, pois a banca tentou confundir os casos de dispensa e inexigibilidade… Acertei a questão (turn down for whaaaaat…. kkkk)
    Obrigada pelo seu trabalho tão cheio de propósito e significado. É uma inspiração não só para concursos, mas também para a vida. =**

  • Débora Teles

    Oi, Carol!
    Excelente o artigo! Adorei!
    Estou em uma fase de reengajamento dos meus estudos, confesso que praticamente desisti. matei uma “formiga”, mas não é o que quero. E tomei a decisão de seguir em frente.Já estou de volta há algum tempo. E o esquemaria tem me ajudado muito nisso, além do #VML.
    Queria parabenizá-la e agradecer por esse trabalho maravilhoso que ajuda tantas pessoas.
    E gostaria de dizer que você é uma pessoa inspiradora pra mim!
    Obrigada!

  • Karoline de Sousa

    Bom dia Carol :)
    Se eu pudesse te parabenizaria pessoalmente com um forte abraço, e com um discurso de agradecimento. Pois além das pessoas que me ajudam e me incentivam, depois que eu conheci o seu site, você passou a ser a minha mentora com certeza, e de vários amigos dos quais fiz questão de apresentar sobre o seu trabalho tão maravilhoso. Você está sendo uma inspiração, um exemplo!
    Depois que conheci o seu site, fiquei super impressionada com os seus artigos, com o primor com que você os elabora e a inteligência e a sensibilidade com que você constrói os textos..
    Você fala como eu, e muitos pensam, o melhor, fala exatamente o que queremos ouvir (ler né rs).
    Está sendo um privilégio, uma incrível oportunidade estar acompanhando e conhecendo mais sobre as suas experiências e seus ensinamentos.. Independente de ser iniciante ou já ter preparo para essa longa jornada, o que você está fazendo, muitos cursinhos ou professores não falariam, mesmo tu pagando uma grana para ter acesso a eles, e isso faz muita diferença, você é o seu site com certeza estão sendo o diferencial na rotina e e no aprendizado dos leitores que te acompanham..
    Carol você é uma mentora nota mil, enquanto eu lia esse artigo eu confesso que até me emocionei, pois me encontro naquela fase de provação, onde minha vontade fala muito maior do que qualquer preguiça, ou obstáculo, mas como todo mortal passo por dificuldades, e tenho alguns inimigos em meu caminho, e passo por provações quase que diariamente Rs. E sendo muito sincera, depois que eu conheci o seu site esquemaria ( que foi um anjo que me apresentou rs) minha rotina de estudos mudou quase que 100% , foi injeção de ânimo os seus artigos, que servirão para muitas, se não todas as próximas etapas da jornada da vida de todos os que tiveram o prazer de conhecer o trabalho que você está desenvolvendo.
    Espero um dia , se assim Deus quiser, eu entro para o TCU, que é o que eu almejo, e poder te agradecer imensamente por tudo que tem feito para nos ajudar nessa caminhada, e sem qualquer coisa em troca, e isso vale ouro..
    Eita que ficou grande rs.. Como o colega Geverson abriu a ala, eu fui junto e me empolguei rs.
    Um forte abraço e um beijo sua querida!
    E que Deus ilumine o seu caminho todos os dias..
    E obrigada por tudo!
    Ah ; PS: amei esse último artigo! Genial é muito divertido, não podia ter dado exemplo melhor! ;) faça mais e mais!

  • Obrigada por sua mensagem, Mikaelle! Dê um gás nos estudos! Uma coisa é velocidade, outra coisa é aceleração (isso a própria física diz)! Talvez seja o momento de você acelerar os seus estudos, agora, não os manter em uma velocidade constante! ;)

  • Obrigada, Karoline :)
    Tenho orgulho de poder ajudar! Obrigada mesmo!

  • Obrigada, Débora! Vá atrás do seu dragão! :)

  • Obrigada, Paulo! Outros estão a caminho :D

  • Cleusa

    Oi, Carol.
    Minha situação é muito parecida com a do Chris, com uma diferença, graças a Deus eu tenho um teto…….mas hoje estou próxima da caverna oculta. Conheço exatamente quem são meus aliados e inimigos. O importante é que eu nunca desisti, e conhecer o esquemaria reforçou mais ainda a minha capacidade de acreditar que é possível sim conquistar o meu sonho. Os meus aliados/amigos que conhecem minha jornada costumam me chamar de guerreira.
    Este artigo é genial.

  • Ludmar

    Achei sensacional!

  • Fábio Lima

    Perfeito, sem palavras….
    É incrivel saber como ainda existem pessoas que estão dispostas a ajudar o próximo sem necessáriamente ter um $ envolvido.
    Meus sinceros agradecimentos pela dedicação, pelo trabalho de qualidade que com certeza lhe tomou longas horas.

  • Lu

    Carol,
    Obrigada pelo seu artigo, sempre direto e
    objetivo. Ensinando-nos que devemos remar sempre contra a corrente (travessia), pois só
    assim é que conseguiremos chegar ao nosso objetivo. Creio que em tudo na vida vão existir os
    inimigos e os nossos aliados.

  • karla

    Boa tarde Carol :)
    Eu curto bastante seus textos e adoro as figuras. A sensação que eu tenho é que tudo é muito real e que vc além de entender um concurseiro vc se dispõe a ajudar. Parabéns por tudo. O blog voltou e estou aliviada com a retomada dos artigos. são ótimos de ler e servem para desopilar um pouco. acho que vc deveria ser psicóloga de concurseiro, hehehe Estou ansiosa por AFO. Quero muito!!!
    Beijos

  • Kil

    Olá, Carol
    Que interessante o seu infográfico! gostei muito!
    Acho que vc descreveu com precisão a jornada do concurseiro, sobretudo quanto aos comentários dos aliados e dos inimigos. Ouço muito isso desde que comecei a estudar para concursos. Sou servidora desde 2011 e hoje me encontro num Órgão no qual sou muito satisfeita! Meu objetivo agora é ocupar um cargo de nível superior nesse mesmo Órgão. Tô naquela etapa do retorno aos estudos, de revisar as formas de estudo e de maior planejamento, afinal, quando passei no 1º concurso, morava com meus pais. Hoje, sou casada, trabalho, cuido junto com meu esposo dos afazeres domésticos (que são muuuuitos), tenho um lindo cachorro (que exige, porém, carinho e cuidados – demanda TEMPO) e ainda estou lidando com uma perda familiar e todas as consequências emocionais e burocráticas. Mas estou reorganizando minha rotina, aos poucos, bem como os estudos – sem ansiedade, afinal, nem sempre as coisas acontecem como esperamos, mas penso que devemos continuar. Gosto de ser servidora! Podemos encontrar um “mundo” no serviço público!

  • Karoline de Sousa

    Carol novamente rs;
    Aproveitar que você voltou com tudo pro esquemaria! Eu estava louca para que você aparecesse,e vou aproveitar o gancho, pois eu tenho um vontade enorme de perguntar, mesmo com um pouco de vergonha, eu gostaria muito de saber como você fez com a questão dos resumos no período da sua “saga” com os livros rs? Acho que é uma dúvida crucificante para muitos, pois a tática dos feras já é “a ferramenta “! Mas como devo fazer em relação ao resumos? Devo prioriza-los tanto quanto? Eles são menos relevantes que outras tecnicas? Dá para ficar sem ?Gasto muito tempo para fazê-los, e as vezes faço e acho desnecessário.. Já que no post me indicam ao “encontro com o mentor”, perguntar a quem o inspira rs estamos aí né rs..
    Me conta por favor! E me tira essa duvida cruel, de qual técnica será mais útil e como me beneficiará mais ao longo do tempo no aprendizado, como você fez?
    Obrigadaão de novo rs ! :)

  • Lucélia

    Mulher do céu!! Que texto mais perfeito!! Mal terminei de ler e já estava passando para vááários amigos meus, “concurseiros” ou não, haha. Muito bom mesmo!! Obrigada por compartilhar conosco seus textos geniais! Parabéns!

  • Bruna Reis

    Acho que estou entre a fase da Caverna e a da Provação. Tem sido difícil lidar com a ansiedade e a auto-cobrança. Essas frases que os inimigos falam? Pois é, eu falo para mim mesma o tempo todo. Otimismo e perseverança não fazem parte dos meus atributos (sim, tenho trabalhado nisso). Alguma dica de como me manter motivada? Eu só funciono com reforços positivos, mas só os reforços negativos têm me acompanhado :(

  • Gabriela Alves

    Carol,

    Primeiramente, quando você
    apareceu em um grupo de estudos no facebook, dizendo que quaisquer dúvidas
    poderiam falar com você, sinceramente, acreditei que você seria umas das
    pessoas que eu citaria no meu depoimento de aprovada. Segundo, você é
    demaaaaais!!!

    Eu já tinha conversando com você, contando um pouquinho da minha jornada… e você como um ANGEL me motivouuuuuuuuu muitoooooooo. “Até ali estava motivada, até semana passada já
    me sentia uma TEFC do TCU, mas nesta semana estou passando pelas ““provações’’”. Tenho passado por muitas, desde que o meu pai morreu, já pensei em desistir, pensei em jogar tudo para o alto, vender meus livros, canetas,
    acaba com essa vida – de concurseiro – e contenta com a minha vida.

    Depois que parei para ler esse post, fiquei maravilhada com suas palavras, agora eu tenha a MENTALIDADE DE
    UMA VENCEDORA. Eu não estava acreditando em mim, estava totalmente perdida. Carol, você ascendeu a minha esperança e me fez ter forças… AGORA VOU QUERER SER UMA VENCEDORA.

    Eu agradeço pelo seu esforço, pela sua dedicação… Peço que nunca deixe o esquemaria, pois ainda muitos virão, assim como eu, pensando em desistir e lerá esse SUPER POST e lembrará que tudo que está sacrificando – agora – terá uma recompensa no final.

    Obrigada CAROOOOOOL!!!!!!

  • Andre Souza

    Olá Carol!!
    Mais uma vez, parabéns pelo seu trabalho!! Esse texto ficou excelente, a associação que fez com o filme A Procura da Felicidade foi perfeita, ele é uma ferramenta de motivação para todos os concurseiros.
    Desde a primeira vez que tive a grata felicidade de encontrar um vídeo seu no YouTube, foi, e desculpe o plágio, “O Chamado à Aventura”.

    Agora com o seu texto, descobri que você é, não só minha, mas a mentora de muitos concurseiros que ficaram aliviados com a sua decisão de retomar os trabalhos do Esquemaria.

    Então minha querida mentora, mais uma vez muito obrigado por está sempre ao nosso lado. No final dessa jornada, saiba que fará parte do sucesso de muitos guerreiros que tiveram o prazer de colocar em prática seus ensinamentos.

    Que venha mais textos fantásticos como esse.
    Um grande abraço.

  • Jackson Macedo

    Oi Carol, mais uma vez obrigado por compartilhar, motivar e nos mostrar que o caminho é complexo, mas é possível chegar no final com bons resultados. Depois que conheci seu site, aliás conheci através de um vídeo no youtube ano passado, pois procurava sobre as carreiras do TCU (fiz a prova de 2013 e o resultado foi muito ruim, como disse em outras postagens, não sabia estudar). Com sua ajuda consegui montar meu ciclo de estudos, recomecei do zero, decidir estudar pelo ciclo e não pela minha tabela de horários. Melhorou bastante meu desempenho (O problema está nos pesos, amo contabilidade (sou contador), normal querer saber mais dela do que as outras). Meu foco é o Tribunal de Contas da União (Na porta do meu quarto tem a tabela remuneratória). Estou no “Teste, Aliados e Inimigos”. Minha família, todos acreditam muito no meu potencial, acreditam que vou conseguir tudo o que quero (é bom até certo ponto), não passar no TCU de 2013, deixou-me muito triste, era a esperança de sair do meu emprego, pela frustração acabei entrando na pós-graduação e hoje estou amarrado na monografia (já consegui conciliar com os estudos graças ao ciclo, não que a pós seja algo ruim, pelo contrário eu indico “Auditoria e Controladoria” é excelente, problema é o tempo que vai ficando mais limitado). Meus inimigos, são meus próprios amigos que não param de falar “vamos montar nosso escritório” (já não aguento ouvir). E meus aliados, minha mãe, pai e irmãos o meu mentor. Professor e amigo Francys Campos de contabilidade pública, avançada, orçamento público. Não passei no TJAP, ele foi lá dizer “Relaxa que teu nome vai sair em muitas listas ainda, mantenha o foco”, bom de ouvir né?

    P. S Gostei das citações de HP, Game of Thrones (e o que diga Robb Stark) hahaha. Você não deixa de ser minha segunda mentora.
    Abraço.

  • Michele Monteiro

    Olá, Carol! Boa Noite. Excelente artigo!!Olha, tenho certeza de não haverá aquele(a) que leu e não se identificou com nada…impossível!! Bom, em que momento eu estou?Na verdade, já estou nele há muito…na etapa…8??Ou, “entre a vida e a morte”…financeira…claro…kkkkk…já sou a primeira da fila da porta dos desesperados(meu Deus, isso nem é do seu tempo)…kkkk..só assim…Andava mais perdida que cego em tiroteio, até ter a “brilhante” ideia (Jesus, não consigo escrever isso sem acento..)…bom.. pra mim, pelo menos foi uma sacada, por mais idiota que pareça: fazer meus próprios mapas mentais..em powerpoint! Já que o Word estava dando “xabu” por não consigir solucionar a falha de ativação do Office. faço esquemas em PowerPoint e olha, estou adorando!!Adoro todas as suas dicas e salvo todo e qualquer material que você posta, logo pensei: “porque não compartilhar minha “descoberta” “??Ah, gosto de praticamente todos os filmes que vc usou como exemplo: “A Procura da Felicidade” é do tipo de filme que se assiste trocentas vezes

    e sempre oferece algo novo, não enjoa!!TB a-d-o-r-o o homem aranha!E da saga do menino bruxo, então…sem comentários…Bjos, e sucesso!!

  • Gilvanete Azevedo

    Carol, felizmente você voltou ao Esquemaria – e chegou chegando!!!
    Adoro sua leitura desse desafio que é estudar/ser aprovado em concurso público.. Penso estar “hibernando” na Caverna, mas com sua ajuda e disciplina conseguirei avançar e galgar preciosos degraus até a nomeação no “meu cargo dos sonhos”.
    Assim como os colegas, agradeço e parabenizo seu trabalho e dedicação em nos presentear com seus posts e “intervenções” em nossa batalha..

    Parabéns e Força amigos!!! Rumo ao TCU ;-)

  • Paula Marcelino

    Excelente artigo!
    Estudo pra concurso faz um tempo e ler isso foi como descrever minha jornada. O primeiro que fiz, praticamente sem nem estudar, só pra sentir mesmo como era a coisa foi o do TRF5.Ano passado quase passei no MAPA e quase desisti. Naquele momento tinha certeza que concurso era pura sorte, não era pra mim. Juntei os caquinhos, olhei pros lados e voltei. Afinal,ñ larguei Engenharia numa federal pra desistir assim! Fiz o da ANTAQ ano passado e tive minha discursiva corrigida pela primeira vez. Não deu pra conter a felicidade, mas as pessoas ao meu redor não entendiam muito bem, afinal eu não tinha passado. Eu não sei o motivo certo ainda, mas o de Técnico do TCU é o meu concurso dos sonhos. Arranjei um emprego pra bancar os livros e como moro em cidade pequena não tem cursinho, estudo sozinha. Minha mãe às vezes me desanima cobrando o fato de eu não ter sido aprovada, mas eu sei que não é por mal. É uma das pessoas que mais me deu força na vida. Vai valer a pena. Eu só isso que eu preciso saber. Valeu, Carol!

  • Francie Chagas

    Carol!

    Que artigo MARAVILHOSO! Parabéns e obrigada. Ajudou a esclarecer muitas coisas que eu estava pensando, muitas dúvidas.
    Vlw mesmo. Sucesso pra você =)

    Francie Chagas

  • Hehehe, realmente as imagens ajudam muito! Você começou a estudar AFO agora?

  • Maria Eduarda

    Oi Carol, bom dia tudo bem? Encontrei seu site essa semana e estou viciada nele. Muito obrigada por transmitir todo sua experiência e nos ajudar a conquistar nossos sonhos (porque no meu caso meu sonho é dar uma casa para minha mãe e passar em um concurso bom será o caminho para isso). A forma como vc escreve e o que escreve me deixou muito motivada, as vezes achamos que as coisas só acontecem com a gente e acaba desanimado por isso, mas este artigo me motivou mais ainda a estudar!!! Antes de encontrar seu blog eu com certeza estudaria da forma errada. Apenas para entender se irei fazer o correto: Primeiro irei fazer meu ciclo de estudo (seguindo os passos do artigo) – depois a forma para estudar a matéria será a tática dos feras? juntamente com as fichas mentais?

  • Maria Eduarda

    ops faltou o Bjos e muito obrigada por compartilhar todo seu conhecimento

  • Alice David

    Carol conheci seu site há pouco tempo através do Fernando Mesquita e estou apaixonada!!! Esse post foi incrível. Parabéns!! Sucesso mil!

  • Maria Eduarda

    Carol, me ajuda em uma dúvida por favor, estou fazendo meu ciclo para escrevente do TJ SP, e na parte de conhecimentos em direito tem 6 tópicos (penal, processual penal, processual civil, constitucional, administrativo e normas corregedoria), no ciclo de estudos eu coloco um tempo para a matéria em conhecimento em direito ou coloco um tempo para cada tópica desse? Tipo 2 horas para conhecimentos em direito, aí vejo tudo penal e quando acabar vou para processual penal? ou 30 minutos penal, 30 minutos processual penal ….. ??? Obrigada pelo ajuda. Bjs.

  • Norberto

    Oi Carol,

    Parabéns pelo artigo.

    Estou na fase de já ter matado um leão e na luta por um dragão !!! :)

    Me identifiquei com o trecho do artigo onde você menciona as pequenas vítorias seguidas das derrotas.

    Parece que elas nos acompanham a cada etapa percorrida nesta maratona.

    Abrs…

  • Camila

    Oi, Carol! Tudo bem?

    Não me entenda mal mas eu não achei que a melhor forma de lidar com alguns estresses e situações e desafios seja exatamente colocá-los em categorias como “aliados” e “inimigos”. Não estou dizendo que não existam aliados ou inimigos. Mas que essa é uma forma muito simplista de lidar com as pessoas. Acredito até que é a forma errada de lidar com elas.

    O problema de enquadrar pessoas que nos fazem comentários negativos como “inimigas” é que é provável que elas não sejam nossas inimigas, não nos queiram mal ou apenas não percebam que estão agindo de forma a nos magoar ou desanimar. Talvez, esse tipo de julgamento coloque no mesmo balaio pessoas que querem nosso bem, pessoas que querem nosso mal e pessoas que apenas não nos compreendem. Isso é ruim porque você pode estar afastando de você pessoas que possam te ajudar ou que precisem de ajuda.

    Estudar para concurso é muito estressante. É muito cansativo. Se nós ainda ficamos procurando por inimigos – reais ou imaginários – por aí, será ainda mais desgastante. Fora que nosso poder de julgamento pode estar um tanto quanto alterado devido ao estado em que ficamos estudando para concurso, isto é, em frangalhos. Vamos lá a alguns comentários negativos que se ouve em todo canto:

    1. — Esses concursos são tudo marmelada, já tá tudo combinado quem vai passar e quem vai ser chamado!

    2. — Mas é bem difícil passar em concurso, né? Ouvi dizer que a chance é de uma em cem… É tipo uma loteria, sabe?

    3. — Conheço gente que passou sem estudar nada!

    4. — Vai trabalhar na área privada! Lá tem muitas oportunidades! Tu vai ficar estudando anos para depois ficar num emprego medíocre…

    5. — Você tá estudando demais. Vai acabar louco desse jeito.

    6. — Você nunca vai passar desse jeito! A filha da vizinha da fulana estudar 12 horas por dia! E você não consegue estudar nem quatro horas.

    Que concurseiro nunca ouviu uma dessas, né? Mas eu vou tachar todo mundo que vier com esses comentários de inimigos? O mais provável é que elas estão apenas repetindo algo que ouviram por aí, que apenas não saibam como esse negócio de estudar para concurso funciona. Acredito que é difícil para quem não estuda para concurso entender como são as coisas, a dificuldade, a insegurança, a frustração e o esforço. Agora, é provável que elas estejam querendo o teu mal? Querendo te derrubar? Talvez. Como também há uma certa probabilidade delas estarem certas. Vai saber, né?

    O problema é que é muito comum ouvir frases assim. Eu mesma já ouvi coisas assim de gente que se importa comigo e se esforça para me ajudar. Vou julgá-las mal por isso? Afastá-las do convívio? De forma alguma. Faz parte. Nós também temos que compreender as pessoas ao nosso redor.

    Esse jogo de identificar quem é aliado e quem é inimigo pode fazer com que a gente se afaste de amigos e parentes. Se nos afastarmos de nossos familiares e amigos por causa dos estudos, pode ser ruim para eles, mas para nós será pior. Quando estamos passando por uma fase ruim ou que demanda muito de nós, precisamos do suporte, atenção e carinho das pessoas próximas de nós. Isso nos ajudará a ir mais longe.

    Gostaria aqui de reforçar mais uma vez a importância de ter vida social, de poder se divertir com seus amigos, namorado, filhos e parentes. Pode parecer ridiculamente óbvio para alguns, mas é muito importante, sim. Estude, claro. Muito, sim. Por anos se for preciso. De forma regular, com disciplina, mas não se isole. Não deixe as pessoas próximas a você de lado por causa disso.

    Estudo para concurso há anos já. Ainda estou aguardando para passar em um concurso top. Mas notei um certo padrão nos meus colegas que estudaram para concursos junto comigo. O número de colegas, conhecidos e amigos meu que desenvolveram algum tipo de transtorno de ansiedade ou depressão e, até, síndrome do pânico. São muitos. Tantos que não entendo porque não se fala mais nisso em cursinhos, fóruns e sites voltados a concurso.

    Não sou da área de saúde. Também não quero insinuar que todo mundo que estudar para concurso vai desenvolver alguma doença devido ao estresse. Mas acho importante alertar sobre isso. E acho importante reforçar o papel dos familiares, amigos e companheiros tanto para evitar o desenvolvimento da doença ou, pelo menos, evitar que ela piore. Enfatizar como é importante não se isolar e não qualificar logo alguém como inimigo só porque ela não nos compreende ou porque ela acha que não é uma boa ideia a gente estudar para concurso público.

    Texto longo, né? Bom, tentando sintetizar tudo: podemos estar tão obcecados em estudar para concurso que podemos afastar muitos do nosso convívio, qualificando-os como inimigos, quando na verdade eles podem estar tentando nos ajudar.

    Ás vezes, podem ter percebido que há algo de errado conosco e tentando fazer algo, nem que seja fazer com que a gente pare de estudar um pouco. E, às vezes, pode ser o melhor para nós. Parar um pouco. Ir mais devagar.

    E talvez aquela pessoa que achamos que é nosso aliado apenas porque está nos incentivando a estudar e persistir em nossos objetivos pode ser apenas alguém que tenha interesse em lucrar com nossos estudos ou, de fato, alguém com boas intenções mas que não percebe que pode estar, por exemplo, nos pressionando demais e que isso pode não ser bom para nós.

    É isso.

  • Janielle Oliveira

    Oi Carol, muito bom seu post, eu até estava empolgada e comecei a me organizar pra estudar pra um determinado concurso, mas o pessoal aqui tem um ditado q é impressionante: “alegria de pobre dura pouco” e foi bem isso que aconteceu. Eu sou casada e tenho um bebê de 1 ano e 9 meses, e agora como ele está mais grandinho decidi que já dava pra colocar ele na creche para que eu pudesse trabalhar e estudar. E mesmo contra todas as críticas q recebi e até minhas próprias dúvidas se estava fazendo a coisa certa, tava dando continuidade, ai começaram os problemas de verdade, aqueles q eu não poderia ignorar como as críticas. Meu bebê ficando doente todo fim de semana, em consequencia de estar sendo cuidado pelos outros, contato com outros bebês doentes, etc… Tive que tirar, e em casa não existe possibilidade de estudar com uma criança correndo, brincando e exigindo sua atenção. Eu havia passado em um concurso aqui na minha cidade e estou aguardando ser chamada, mas como o salário é mínimo, vou trocar 6 por meia duzia, não vai compensar sair de casa pra pagar uma pessoa pra cuidar da casa e do bebê. Então, me encontro totalmente amarrada, Agora a possibilidade de um concurso bom foi colocada na gaveta, e temo q o tempo destrua esse sonho. Daqui a 5 anos eu poderei não ter o mesmo rendimento, mas não posso fazer nada. Vou evitar visitar seu site pra não me frustrar cada vez mais. E parabéns! suas dicas serão muito úteis pra quem puder colocá-las em prática.

  • Francisca Mendes

    Olá Carol! Estudo já algum tempo e me vi em algumas fases do artigo… essa semana mesmo ouvi do meu padrinho “Você precisa dar um tempo! Só estuda!”. Antes eu trabalhava e estudava, mas chegava em casa tarde e meus estudos não estavam consistentes, não conseguia estabelecer uma rotina. Na verdade eu estudava e parava, estudava e parava… (era uma concurseira gangorra). No mês passado fui demitida (há males que vem para o bem) e, invés de procurar outro emprego como muita gente me sugeriu, eu decidi passar um tempo só estudando. Está sendo difícil, mais do que pensava. Nem divulguei que estou desempregada, afinal meu novo trabalho é estudar. E assim evito a curiosidade dos inimigos.
    Seu site tem me ajudado muito. Estou usando o ciclo de estudos e espero conseguir alcançar o objetivo. Apesar de ser muito ansiosa, estou tentando ir sem pressão.
    Obrigada pelo artigo!!! Também curto super-heróis, principalmente o Homem aranha rsrs =)

    Ah!!! Nós temos a mesma formação, também sou publicitária.

  • Maria Carolina P. Souza

    Esse post foi genial, Carol. Aliás, parabéns pelo Esquemaria, conteúdo de qualidade mesmo. Forte abraço!

  • Diego Nogueira Costa

    Seu artigo é digno dos mais sublimes elogios, Carol!
    Enquanto não acho palavra melhor, ESTUPENDO, EGRÉGIO, EXCELSO, INAUDITO pode servir.
    O cargo que busco é exatamente no TCU (Técnico ou Auditor).
    Porém, não sei se conseguirei conciliar os estudos para o concurso e meu
    curso( Ciências Contábeis), que está bastante puxado!
    Gostaria de te perguntar: Você acha melhor estudar por livros ou PDF?
    Pode parecer um dúvida corriqueira, mas ainda não paguei um curso até hoje
    pra fazer concurso..
    Estudei sempre com materiais gratuitos na internet (Motivo: Sem grana, mesmo)!
    No momento, consegui levantar um “tutu”, rs, e essa dúvida paira sobre minha mente.
    Se puder me ajudar. Grato!

  • Roberto Frossard

    Olá Carol!

    Bom, primeiramente gostaria de parabenizá-la pelo site, pelo projeto e principalmente pela dedicação em ajudar outras pessoas. Sou professor e, em algumas das minhas aulas para os alunos de Engenharia, proponho a seguinte reflexão: “Como eu posso, por meio da minha profissão ou talento, ajudar os outros a serem pessoas melhores?”. Normalmente em cursos de exatas esse tipo de reflexão passa longe e o profissional fica extremamente focado em máquinas e sistemas, muitas vezes se esquecendo deste lado humano. Eu busco, ainda que de maneira incipiente e local, transformar a vida e a realidade dos meus alunos por meio da educação. Nesse aspecto, reitero meus parabéns pela nobre iniciativa de ajudar, gratuitamente, tantas pessoas. Seus posts são úteis, agradáveis, bonitos, interessantes e tenho certeza ajudam a transformar a vida de muita gente.

  • Roberto Frossard

    Outrossim, gostaria de coletar suas valiosas considerações sobre o meu caso em relação ao concurso que pretendo ser aprovado. Sou militar da Força Aérea e existe um processo seletivo interno para ascensão na carreira. A concorrência até nem é muito grande (30 a 50 candidatos por vaga), mas aqueles que prestam o concurso possuem um nível absurdo de preparação e pontuação de ingresso. A prova engloba conhecimentos técnico especializados de eletrônica, português, matemática, inglês e redação. O detalhe fica por conta da pontuação histórica da prova. Como são apenas 4 vagas, os ingressantes fecham todas as provas, admitindo-se o erro de no máximo uma questão por prova. A média de ingresso gira entre 9,0 e 9,9. Isso particularmente me assusta porque o candidato tem que saber tudo de tudo!

    Minha dificuldade consiste no seguinte: sou graduado em Física e, durante a minha graduação, sempre busquei o raciocínio lógico para resolver as questões, quase nunca decorando ou memorizando absolutamente nada. As fórmulas vinham nas provas, o difícil mesmo era aplicá-las. Assim, sempre me foi permitido errar. Nunca fui obrigado a saber tudo, mas sim ter um bom grau de profundidade no assunto. Pois bem, neste perfil de prova que que me proponho a fazer, o apelo à memorização (decoreba) é muito grande. O problema é que são 4 livros enormes da especialidade e mais as outras disciplinas… Tenho aplicado a técnica das Fichas / Mapas Mentais do seu site, o que tem ajudado bastante, mas ainda enxergo como algo distante saber tudo de tudo na ponta da língua.

    Nesse ínterim, pergunto se porventura poderia me ajudar a traçar uma estratégia, algumas dicas e possibilidades para que eu possa lograr êxito no meu intento.

    Desde já agradeço a colaboração.

    Obrigado!

  • Rayane Ribeiro

    Oii Carol, tudo bem ?
    Seu artigo está maravilhoso! Amei, me ajudou muito.
    Só queria te falar que tem um errinho de ortografia na parte ” Como estudar para concursos públicos (Aplicação à Travessia do primeiro Limiar)
    Nos tópicos abaixo, tem um que diz:
    “Como essa matéria cai na baca Z?” Vc quis dizer banca né?

    Só pra ajudar mesmo, e aaaaah nossa, eu estou nessa fase ai mesmo, travessia do primeiro limiar e testes, aliados, inimigos. Rs

    Um forte abraço, que Deus te abençoe muito!
    Muito obrigada!

  • Obrigada, Tai! Adorei seu comentário gigante hehehe! No início, os estudos realmente são mais amadores… E a gente sempre aprende com outras provas, né? É bom fazer para testar, sim ;)
    Abraços!

  • Parabéns por se manter firme, Cleusa! Eu sei que não é tão simples quanto parece…

  • Obrigada, Fábio!
    Abraços!

  • Obrigada, Lu :)

  • Oi, Kil! Ótimo comentário… também tenho uma cachorrinha e sei bem o trabalho que dá (mas o amor compensa qualquer esforço hahaha!!!). Sinto muito por sua perda… a gente não sabe o que dizer nessas horas…

  • Oi, Karoline!
    Revisar é importantíssimo, principalmente com questões (você já conhece a Tática dos Feras) e mapas mentais (indico este post http://esquemaria.com.br/15/10/2014/mapas-mentais). Abraços!

    • Karoline de Sousa

      Linda obrigada! Grata surpresa e enviada na hora certa o seu site! Onde eu já queria mudar as minhas táticas de estudos, engraçado logo após eu ter escrito o comentário, olhei o post dos mapas mentais (que eu nunca dei a importância,achava que nao dava certo) Nossa! Preciso nem dizer né?! ACHAVA! Fiquei muito empolgada e muito feliz em saber que alguém que venceu usando esses métodos, e agora repassando tudo pras pessoas, li quase todos os comentários do post dos mapas rs, e você respondia a várias pessoas exatamente o que eu havia perguntado sobre os resumos! Foi lindo enquanto eu lia! HaHa’ Já via a ansiedade batendo no peito pra começar logo a nova rotina! E aqui estamos, cheias de novas canetinhas coloridas. Muita vontade! Livros e a ajuda de Deus!
      Agradeço a ele todos os dias por ter encontrado o seu site! Pode parecer tolo mais não é, só quem reconhece a ajuda que você está dando entende o que eu estou dizendo, principalmente quem não conhecia a importancia de todas essas praticas..
      Obrigada por tudo! Eu e já vários amigos que nem estudam pra concurso já agradecem..
      Beijao! ;D
      Até o próximo post rs..

      • Hahahahha! Que lindo! Eu também não acreditava muito, mas mudei minha mentalidade, com o tempo. Isso acontece demais ;)
        Abraços!

  • Obrigada, Lucélia heheheh! MUITO obrigada por compartilhar, isso é importantíssimo para mim.
    Abraços!

  • Oi, Bruna! Uma sigla para você: PNL. Compre este livro: Como Usar o Cérebro Para Passar Em Provas e Concursos!

  • Obrigada, Gabriela!
    :)
    Esse post eu estava devendo há um tempão, e é bom ter essa reciprocidade positiva toda, tipo esse seu comentário!
    Abraços…

  • Obrigada, André! E não é plágio algum o seu comentário! O texto foi baseado na Jornada do Escritor, um dos livros mais fantásticos que já li. Obs.: você é o mesmo André que veio me visitar no TCU? Abraços!

    • Andre Souza

      Olá Carol!!! Eu não sou o André que foi visitá-la… Mas… Prometo que farei isso futuramente, principalmente para agradecê-la pela imensa ajuda que vem nos dando nessa jornada.
      Um abraço.

  • Obrigada, Gilvanete! A aproximação a esta caverna é muito comum! Você já viu Senhor dos Anéis? Frodo levou três filmes (ou três livros) para chegar a Mordor, onde ele destruiria O Anel. Só que uma coisa não aconteceu: ele nunca parou a jornada! ;)
    Abraços!

  • Obrigada, Paula! Quando a gente faz alguma coisa grande (tipo largar o emprego ou largar uma faculdade) significa simplesmente que a gente acredita muito nos nossos projetos – muito mais do que qualquer outra pessoa. Isso se chama “queimar pontes”, para não conseguirmos achar um caminho de volta ao “status quo”.
    Abraços!

  • Ótimo de ouvir, Jackson! E é a mais pura verdade: nunca conheci um desistente que conseguiu passar em concurso. Obrigada pelo comentário ;)

  • Hahah! Obrigada, Michele! E me mande alguns exemplos deste PowerPoint aí: carol@esquemaria.com.br

  • Obrigada, Francie! Que ótimo!

  • Obrigada, Maria Eduarda!
    Isso mesmo, primeiro planeje seus horários com o Ciclo, depois faça o restante! ;)
    Abraços!

  • HAHAHHA! Ok! Beijão para você também!

  • Obrigada, Alice! O Fernando é uma doçura, e é FERA demais! Aquele post 10/10/10 dele é show de bola. Obrigada por aparecer por aqui, também ;)
    Abraços!

  • Oi, Francisca! Bem-vinda hehe… pois é, algumas coisas que falarem para a gente não devem ser tão levadas a sério, porque mesmo pessoas que nós amamos podem não entender o que queremos do fundo do coração. Quanto a divulgar sobre o seu emprego, você faz bem! Tenho um amigo que empreende e, quando perguntam para ele qual é a profissão, ele fala “bombeiro”, porque aí as pessoas não ficam de mimimi perguntando muito mais coisas hehe… é uma figura… enfim, siga seu instinto e sua vontade! E aproveite muito mais o que seus aliados podem te trazer. Abraços!

  • Os pesos são para as matérias! Mas você deve considerar a quantidade, a dificuldade e o peso de cada assunto, para definir o peso da matéria.
    ;)
    Abraços!

  • Sem dúvidas hahaha… ótimo matar um Leão! Já é alguma coisa e deixa sua auto-estima lá no alto! :)

  • Super comentário, Camila!
    Você escreve muito bem.
    Concordo com você: taxar pura e simplesmente uma pessoa como amiga ou inimiga não é algo justo. Na realidade, a comparação do artigo é com a jornada do herói, então por isso são usados os termos “aliados” e “inimigos”. E aí entra o conceito de maniqueísmo (ninguém é 100% bom ou 100% mal). As frases são muito mais inimigas do que as pessoas em si, e a minha ideia é de que isso seja posto de lado e os comentários positivos sejam enfatizados.
    O que nos leva ao seu comentário, que foi, sem dúvidas, uma ótima colocação! Obrigada ;)

  • Obrigada, Maria ;)
    Abraços!

  • Obrigada, Roberto ;)
    Abraços!

  • Obrigada, Diego ;)
    Eu gosto de livros E PDFs! Dependendo da matéria e da banca, cada um tem uma função diferente.
    Abraços!

  • YAAAY! Obrigada pela ajuda, Rayane! Já arrumei ;)
    :)
    Abraços. Carol :D

  • Muito obrigada, Janielle! Talvez sua vibe não seja mesmo concursos públicos. As possibilidades que a vida oferecem são inúmeras, e tenho fé de que você vai encontrar uma grande solução! Basta aproveitar as melhores oportunidades. Pena que já esteja no finalzinho, mas te indico conhecer este projeto, nem que seja no espaço de “membro ouro”: Vá Mais Longe. O site deles é este: http://bit.ly/va-mais-longe … e o endereço do grupo no Facebook deles é este: http://bit.ly/VML-Grupo-Facebook.
    ;)
    Abraços!

  • Oi, Roberto! Obrigada pelo comentário ;)
    Cara, isso é bem verdade, e não é nem pela quantidade de vagas, mas pelas bancas destes concursos. O segredo é que não tem segredo, cara: é estudar para chegar aos 90-100%! Se este é realmente seu foco, estude, faça muitos simulados (você mesmo pode fazer os simulados) e calcule, sempre, sua pontuação líquida.
    Bjos!

  • Antonio José

    Carol, muito obrigado por compartilhar conosco mais um conteúdo com o “selo de qualidade do esquemaria”. Excelente artigo ;) Fique com DEUS ;)

    • Obrigada, Antonio!
      Eu realmente dou um toque especial de qualidade.
      Abraços,
      Carol!

  • Paulo

    Olá @carolalvarenga:disqus , tudo bem??
    Estou super feliz de encontrar este site e com o material dele.
    Te mandei um e-mail para o carol@esquemaria.com.br
    Assim que puder, me responda, preciso de sua ajuda!!
    meu email é sevenpaulo@hotmail.com

  • Lais Aminelly

    Oi Carol!!
    Primeiro quero te agradecer e parabenizar pela ajuda que estais nos proporcionando, sua didática é ÓTIMAAA, você consegue juntar o útil ao agradável rsrsrsrs, li todos os seus artigos e adorei, me motivaram muito a continuar na luta para aprovação e principalmente a focar no TCU.
    Abraço

    • Obrigada, Lais ;)
      Inscreva-se na lista de e-mails! Haverá mais novidades, em abril! ;)
      Abraços!

  • Klisman Bryan

    Obrigado pela resposta sobre o concurso Carol no outro post valeu !!!

    Agora que as atenções se voltam para um novo concurso do TCU com a autorização de hoje o que vc acha de criar um post exclusivo sobre esse concurso aqui no Esquemaria assim ficaria mais fácil pra gente perguntar e vc responder algo sobre o concurso lógico dentro das suas possibilidades claro.

  • Danielly

    Carol, adoreiii seu Infográfico está de Parabénsss!!
    Achei que a fase que eu estaria era uma das primeiras, mas já estou na ” Fase 7 – Aproximação da Caverna Oculta”, descreveste muito bem Carol, a fase é exatamente essa. Consegui minha aprovação no exame da Ordem, e fui habilitado para um concurso, porém fora do número de vagas. Mas já é um começo, né!? Antes meu nome não sai nem na lista dos classificados, e hoje foi publicado no Diário, fora das vagas, mas está lá. (rsrs)
    Muito bom encontrar seu site Carol, vai me ajudar muito, continuo estudando, vou continuar a jornada de concursos, quero fazer aquele esquema ” concurso degrau”, espero que Deus me ajude, a batalha é grande, mas um dia vai dar certo.
    Carol acompanharei suas postagens, sei que vão ajudar muiiitooo!!
    Queria sua ajuda, sobre organização, estou na dúvida quanto a focar em um concurso ou fazer os que aparecerem.

  • Glauce

    Sensacional! Foi uma injeção de ânimo.

  • Olá, Carol.
    Você, é um ser que realmente faz a diferença neste mundo. Que bom, que você, voltou e voltou com tudo! :D
    Você é um exemplo para mim e me faz enxergar de maneira séria, simples e verdadeira as faces de quem sonha e deseja de coração, um futuro feliz e realizado.Não imaginas como és mentora de inúmeros estudantes, suas dicas são pérolas. Obrigada pelo seu exemplo, por sua perseverança, por dividir essas pérolas conosco e principalmente, por não ter desistido de ser herói, de vencer e fechar os ouvidos até mesmo para o inimigo familiar distante, que tentou plantar o joio em você, no momento em que sua família também, passava por apuros. Parabéns e receba a minha gratidão. Um abraço…sua admiradora Jaqueline Andreza

  • Ricardo Santiago

    Show de bola o post Carol!
    Havia te enviado um e-mail antes mesmo de ler o post. Algumas dúvidas já foram sanadas após a leitura, mas ainda espero por sua resposta rs!

    Estou começando do ZERO! Mas já decidi: VOU PASSAR!

    PARABÉNS.
    Abs,

  • Fernanda Lacerda

    Carol, só tenho uma coisa a dizer: Você devia escrever um livro!!!
    Seria sucesso na certa! Sua linguagem é tão esclarecedora, sincera e simples que duvido que haja um concurseiro que não se identifique! Suas dicas e analogias fizeram todo sentido pra mim! Fiquei muito feliz e aliviada em descobrir o Esquemaria! Já estudo pra concursos a pouco mais de um ano e nunca é tarde para descobrir e aperfeiçoar técnicas! Parabéns pela iniciativa brilhante!
    Gostaria que me indicasse bons materiais didáticos que fizeram a diferença na sua preparação.
    Um abraço!

    • Obrigada, Fernanda :)
      hehe…
      Pois é, busco colocar tudo em uma linguagem gostosa de ser lida. E didática.
      :)
      Abraços!

  • Diego R.

    Olá Carol, parabéns pelo site, tá muito maneiro.
    Queria t perguntar, já adquiri o material de estudo das materias básicas do meu concurso, só q ouço tanto sobre fazer mtas questoes q acho q as q contem nos livros são poucas, devo comprar algum livro de questões p intensificar meus estudos ??
    Vlw Carol

  • Juarez Júnior

    Parabéns, Carol!!
    Bem interessante o texto. Shooow, você é 10. Sua vida deve está muito boa e vai se tornar sempre, ajudando a nós meros concusandos de empreitadas hehe!!

    “Eu tenho mente de vencedor”, convicto disso sempre!! ;)
    Avaaante. obs.: não rola mais logar no site? Antes conseguia postar logado.

  • Juarez Júnior

    Linguagem simplória, e bem na “vibe” jovial, nada rebuscado, burocrates. Excelente didática, parabens por mais este post. =D
    Muito esclarecedor e verdadeiro o seu texto, principalmente as frase rssss. Já vivenciou e muito eeem, hehe. Você será sempre recompensada por tais ensinamentos motivacionais e técnicas. Show, congrats!!

  • Diego R

    Carol, a respeito da resolução de mtas questões, vc indica q seja questões do nível de concurso q vou prestar, ou tanto faz se as questões são de nível superior ou médio ?!

    Vlww, abraço!

  • Diego R

    Carol, um leitura rápida é tão importante assim p concursos ? e como posso treinar p melhorar minha velocidade de leitura ?

    abraço ! ;]

  • Eduardo SIlva

    Boa noite Carol,

    Venho acompanhando o site a um mês, estou me preparando pro concurso do DEPEN E DPU, utilizo a planilha de estudos que você forneceu, com as dicas da tatica dos feras, estou sentindo uma evolução nos meus estudos, adorei o infográfico e curto muito esse filme, a dúvida que tenho é a seguinte: as matérias do DEPEN E DPU são praticamente todas diferentes no edital, posso me dedicar a fazer as duas provas com excelência nos estudos ou tenho que optar por uma ? Obrigado por tudo.

  • André

    Oi Carol, tudo bem?
    Pois bem, estou em um dilema, não estou trabalhando no momento e a tempos tenho vontade de fazer um concurso e não tenho coragem. Antes era o Bacen, talvez por eu ter trabalhado anos em banco. Mas felizmente e infelizmente li algo sobre o TCU no início do mês, felizmente pq gostei muito do que li sobre o trabalho, ambiente e $$ claro rsrsrs, mas, infelizmente, no meu caso claro, pq o concurso está aí batendo à porta. Aí vem aquele pensamento de quem nunca estudou para concurso…. putz, se tivesse atentado pra isso ano passado… daria tempo( nem tanto pois estava trabalhando e viaja constantemente) aí vem aquela dúvida encaro agora começando do zero ou procuro voltar ao mercado, vou estudando e me preparo com mais tempo para o próximo? Sei que é uma decisão minha, mas a sua experiência pode me dar clareza, uma coisa que me chamou a atenção nesse concurso que chega, este está com mais vagas do que normalmente são disponibilizadas ou foi somente impressão? No meu caso seria para Auditor, tenho graduação em Análise de Sistemas.
    Do mais Carol adorei seu site e vc ganhou mais um fã.

    Abraços e sucesso.

  • Maria Eduarda

    Carol, bom dia tudo bem? Qual sua dica para estudar Atualidades? eu considero como matéria no plano de estudo? obg pela ajuda!!

  • Samara

    Carol, simplesmente maravilhoso! Enquanto lia revivi o filme e lembrei o quanto ele foi determinado, chegou ao fundo do poço e não desistiu. Nós, muitas vezes, desistimos ao deparamos com pequenos obstáculos, inventamos desculpas todos os dias pra não começar e contamos com os nossos inimigos para justificá-las! Li o artigo ontem e à noite qual não foi minha surpresa…uma das minhas melhores amigas me liga, mais uma vez, falando que minha vaga continua em aberto desde que deixei a empresa e que o nosso ou meu ex-diretor gostaria muito que eu reassumisse…aí comecei a remoer sobre o assunto, pois as pendengas financeiras de quem larga o trabalho pra estudar não são poucas rsrs Comecei a cogitar a possibilidade de voltar com a carga horária de seis horas. Fui dormir refletindo, lembrei do artigo, da sua parente e de sua mãe…olhei pro meu marido que dormia, meu maior apoiador, quem me encorajou a sair do emprego e segura as pontas e contas rsrs E decidi…se ele acredita pq eu não vou acreditar? Não vou deixar meu foco, mesmo precisando de dinheiro rsrs pq meu sonho não se resume ao dinheiro, se fosse permaneceria na iniciativa privada, aonde já possuia uma boa carreira! Vou enfrente haja o que houver! Obrigada Carol por sua entrega…levo esquemaria comigo sempre! Bjs

    • Obrigada, Samara! Seu depoimento foi sensacional :)
      Parabéns pelo esforço.

  • Fico muito feliz por ter ajudado, Daniela ;)
    Um grande abraço e bons estudos!

  • Sim, eu mesma sou potteriana de carteirinha, dá para notar ;)
    Obrigada pela mensagem, seus três comentários em três posts diferentes me deixaram muito feliz! Um abraço para você e sua família :D
    Quanto às suas dúvidas, pelo jeito, já foram respondidas no novo post, né? heheh…
    Que bom que você tem um foco. É por aí que se começa, principalmente com pouco tempo para estudar.
    Abraços!

  • Arina Garcez

    Nossa mexeu comigo, logo eu q estou tão perdida, acabei de fazer a prova da oab, mas ainda não saiu resultado, quero fazer concurso, mas estou em duvida em qual, Magistratura ou Delegada, os dois fazem parte do meu sonho. Mas, com esse texto maravilhoso, me fez refletir e a partir de hoje vou buscar uma resolução para a minha vida. Adorei.

  • Obrigada, Luanda! Fico muito emocionada com seu comentário.
    Abraços e uma ótima vida!

  • Que bom, Isa! Sinto muito por seu namorado…
    Fale mais sobre o seu resultado: qual foi o concurso?

    Bem, eu fiquei muito contente com seu texto! Espero te ver mais vezes por aqui, principalmente quando você conseguir ser aprovada ;)

    Abraços!

  • Mel

    Essa menina é abençoada e Deus vai honrar sua postura admirável.
    beijos flor

  • Hahahha! Este (não conte para ninguém) é o meu artigo preferido! :)
    Que bom que gostou.
    Abraços :)

  • 4. Encontro com o mentor(a): Carol Alvarenga… Boa pessoa para nos ajudar!
    Valeu Carol.

  • Ao ler o trecho de “A Culpa é das Estrelas” meus olhos encheram-se de lágrimas. A força da menina numa situação bem complicada é extraordinária. Momentos depois tive vergonha por, as vezes, ficar desanimado nos estudos.

    Carol, ainda bem que você tem compartilhado suas experiências conosco. A verdade é que a história da menina que teve câncer é motivadora, no sentido de sermos forte.

    Valeu Carol.

    • Realmente é um texto que nos faz refletir sobre nós mesmos e nossa situação! :)

  • “… mas também como continuar até a aprovação.”
    Se me permite, essa postagem é para todos que estão estudando para concurso, de iniciantes a veteranos.
    Mais uma vez, valeu Carol.

  • Cíntia

    OOoOoOOoOOh! Que texto! Aperto que eu estava procurando para disparar meu gatilho. Carol você adquiriu muita sabedoria e experiência de vida em sua jornada até aqui, e, percebi que seus conselhos não se limitam a vida de concurseiro (tive vários insights no decorrer da leitura.. rs..), mas também se tratam de um propósito diário.

    Estive rodando igual a “pinto no lixo” esse mês (decidi estudar no fim de junho), mas a única coisa que consegui foi procrastinar o estudo efetivo.

    Bom, agora é iniciar os estudos, continuar buscando as dicas da minha mentora :) com 99% de transpiração e HBC!!!

    Deus te abençoe flor.

  • Mérulin Dias

    Carol, obrigada! Sinceramente, chorei ao ler… Tem minha admiração por tamanha dedicação. Imagino o trabalhão que vc teve para construir tudo isso. Obrigada, eu estava tão sem forças… Foi muito importante para mim. Quando eu alcançar meu objetivo, quero me dedicar em ajudar pessoas, assim como vc tem feito. Parabéns!!!

    • Obrigada, Mérulin :)
      Recebo muitos comentários, mas os do tipo o seu é que me animam a continuar com o #Esq! :)
      Bjs!

  • Obrigada, Felipe!
    O primeiro limiar é ótimo, porque você tomou sua decisão! Decidir é uma tarefa difícil e exige um custo de oportunidade: um custo de deixar de fazer outras coisas.
    Um abraço e boa jornada!

  • Alan Botelho

    Esse site foi um achado… quase um tesouro de bressa rs Parabéns Carol!

    Caso você não saiba, (aposto que sabe rs…) o livro dos roteiristas foi inspirado nos trabalhos de Joseph Campbell, um estudioso de mitologia comparada que descobriu esse padrão nas histórias ao redor do mundo… George Lucas, diretor de star wars é fã dele :)

    Da um olhadinha no youtube https://www.youtube.com/watch?v=CVz3BKL_t8Y

    Grande abraço!

    • Obrigada, Alan! Sim, já no início do livro o Vogler cita “O Herói de Mil Faces”, do Campbell, mas eu não cheguei a ler ;)
      Mas sei bem que ele se baseou no Campbell!
      Valeu pelo vídeo!

  • Obrigada, Izabele! :)

  • Oi, Ingreth! Super sorry por demorar duas semanas para responder… Eu estava bem ocupada…

    Quanto a seu filho: parabéns hahahah! Adoro crianças, ainda mais quando são príncipes mais lindos do mundo heheh…

    Gosto de sua motivação: as pessoas, não as coisas!

    Obrigada pela mensagem e um grande abraço!

    Bons estudos ;)

  • Olá, Kesia!
    A melhor maneira de se estudar quando há pouco tempo diário de estudos é dar tempo ao tempo. Você deve matar os estudos todo dia, e não tudo em um dia. Leia este artigo: http://esquemaria.com.br/mitos-sobre-estudos/

  • Tiago, fico muito feliz por ler sua mensagem! Obrigada!
    Carol.

  • Pingback: ()

  • De nada, Nathália! Bons estudos :)

  • Olá, Rebeca! Fico feliz em ler sua mensagem! Muito obrigada! Bons estudos para você! ;)

  • Que bom que você gostou, Paulo! Bons estudos! :}

  • Olá, Vanessa! Que bom que você gostou! Bons estudos :)

  • Para o nível superior, sim, mas nada que alguns meses de estudos e foco não consigam resolver! ;)

  • Lara

    Bom dia, adorei o artigo inteiro e obriguei toda a família a ler, concurseiros ou não! Maravilhoso!

  • Olá, Maitê! Fico realmente muito feliz em ler sua mensagem! Bons estudos, abraços! :)

  • Olá, Débora! Fico feliz em saber que estou ajudando, siga no ritmo de estudos! Abraços e ótima vida :)

  • hehehehe Muito bom!

  • Olá, Rodrigo! Fico feliz em ler sua mensagem! Bons estudos para você, abraços! :)

  • Oi, Eduardo! Fico feliz em ler sua mensagem! Bons estudos :)

  • Obrigada pela mensagem, Léo! Bons estudos! :)

  • Natalia Maximo

    Oi Carol.
    Genial este artigo, a comparação com o filme “em busca da felicidade” é fascinante, pois expressa muito bem a realidade em nossas vidas, e da inspiração para vencer. Abraços

    • Olá, Natália! Fico muito feliz em ler sua mensagem! Muito obrigada! Bons estudos! :)

  • Olá, Denise! Fico muito feliz em ler sua mensagem! Bons estudos :) Abraços!

  • Vera Ramos

    Meu Deus

    Muito inspirador e nos dá a motivação necessária para seguir em frente.Achei esse site sem querer mas já começou a transformar a minha vida.!!!!Entro pela conta da minha mãe ,porém me chamo Flávia

  • Allison Pereira

    Oi Carol, muito bom o post! Me localizo na fase de planejar os estudos. Já até preenchi a planilha excel, agora estou pesquisando conteúdos tais como vídeos, apostilas e questões da primeira matéria do ciclo. Essa é minha primeira semana e estou utilizando para coletar o material de cada matéria.

    Obrigado!

  • Karen Schwaiger Schmid Santos

    Meu Deus que tudooooo… Muito obrigada por isso… Por tudo isso. Eu decidi que SIM, vou estudar e SIM passarei e não pararei… Ainda quero conversar muito com vc, e agradecer por ter me ajudado a SER alguem, ou me SENTIR alguem…

    • Muito obrigada, Karen :)
      Fico muito feliz por ajudar :D
      Abraços!

  • Samuel Santos

    Então seus pais tem uma gráfica…
    Agora entendi o porque de seus infográficos serem tão perfeitos. Parabéns pelo site. Considero você como uma grande mentora no quesito aprender a aprender. Meu foco no momento é aprender matérias as quais detesto: Calculo I e Álgebra Vetorial para poder chegar ao final (daqui há quatro anos) do curso de Sistemas de Informação. Você conhece alguma técnica para auxiliar no esforço de aprendizado em matemática?

    • Oi, Samuel! :)
      Muito obrigada heheheh!
      Existem váááárias formas de melhorar em matemática, mas é claro que a melhor maneira é treinar muito, com muitos exercícios de fixação, principalmente.

  • Ícaro Cardoso

    Carol, muito alto nível este material, sem base!
    Análise bastante profunda, digna de Augusto Cury!
    Lindo texto e sensacionais infográficos (Deve ter dado muito trabalho produzir isso tudo).
    Que Deus te abençoe nessa tarefa de ajudar as pessoas!

    • Muito obrigada, Ícaro!
      Esse artigo foi o que mais me tomou tempo, sim, mas valeu a pena ;)

  • Oi, Elaine! Muito obrigada pela mensagem! Bons estudos :)

  • Angela Guerra

    Muito bom seu texto!Mostra muita dedicação! Estou reiniciando o processo e agora estou buscando mentores e consultoria adequados para otimizar de verdade meu tempo e minha jornada!Ja estou aprendendo muito com seu material!Bjos

    • Que bom, Ângela! :)
      Espero que dessa vez você encontre seu caminho ;)

  • WallACE RAMOS

    Nossa Carol!!
    que maravilha o seu site, está me ajudando muito mesmo, muito obrigado pela tua iniciativa. É de pessoas assim que n´s precisamos perto de nós para nos apoiarmos nessa árdua caminhada.
    Parabéns pelo incentivo!

  • Sara Leal

    Olá Carol…
    Simplesmente ameiiiii esse post, me ajudou bastante e daqui pra frente só quero avançar cada vez mais e conseguir minha tão sonhada vaga.
    Bjs flor e obrigada pela ajuda!

  • Olá, Louise!
    Que bom que este artigo te ajudou! :)
    Quando o escrevi, minha intenção era justamente ajudar cada pessoa em cada fase da vida de concurseira :)
    Bons estudos, siga em frente. Não veja reprovação como derrota, mas sim como uma nova chance de ser melhor!
    Abraços,
    Carol ;)

  • Oi, Janice! Também fiz! PRK! Ainda não estou vendo 100%, mas estou quase lá haha!
    Uai! Esquemaria está aí para isso mesmo! :)
    Abraços!

  • Maxwell

    Carol,

    Esse post é FANTÁSTICO… Eu tenho 5 filmes que amo muito, sendo que Harry Potter, Um sonho de Liberdade e A PROCURA DA FELICIDADE são filmes que eu vejo ou ouço pelo menos sete vezes na semana, ou seja, um dos três, ou as vezes os três costumam estar passando na minha televisão enquanto eu durmo ou acordo.

    Não conhecia seu site.

    Sou Advogado mas sempre tive um sonho de ser militar do Exército e esse ano decidi entrar na montanha russa e retornar para o quartel, sendo que coloquei uma meta de ingressar na EsFCEx – Escola de Formação Complementar do Exército.

    Porém como um iniciante, eu sei o que eu quero e sei que irei entrar, mas por onde começar??? até que achei seu site. Muitas das minhas dúvidas é que não tenho condições de pagar um cursinho específico para esta área no presente momento e estava entrando “parcialmente derrotado” mas seu post e seu site me fizeram mudar meu pensamento…

    Eu sei que vou conseguir e agora já sei por onde começar. Sei que é um caminho árduo e cansativo… longo já dependerá do meu esforço e dedicação… mas como você disse: EU SOU UM VENCEDOR.

    Obrigado mesmo…

  • Fico muito feliz, Thales, que você tenha gostado tanto assim! Esse é um dos meus conteúdos prediletos :)
    Abraços!

  • Que legal, Samantha!
    Seja bem-vinda (ao Esq e ao RIDE!)
    Esse artigo é um dos que mais gosto do Esquemaria! Fiz com um carinho enorme hehe!
    Muito obrigada pelos parabéns! Tenha uma ótima jornada até a auditoria :)

  • Obrigada, Mariana :)
    Que legal, espero que você tenha uma excelente jornada!
    Parabéns pela decisão! :)
    Abraços!

  • :} parece que as coisas mudaram ;)

  • Obrigada, Ana Paula!
    Que em 2017 esse seu primeiro passo se transforme em aprovação ;)
    Abraços!

  • Por nada, Leandro! Vc estava no Webinar ontem, né?
    Seja bem-vindo e mande brasa :)

  • Maíra, fico muito feliz por ler sua mensagem! Obrigada ;)

    Abraços!