Introdução às técnicas orçamentárias

Carol Alvarenga é servidora pública do TCU e professora do Esquemaria. Ela dá aulas desde 2014, com uma abordagem focada em aceleração de estudos para não precisar estudar mais do que o necessário.

Marque esta aula como concluída:

Tire sua dúvida sobre esta aula:

Navegue entre as aulas:

​Olá, tudo certinho? Maaaaaassa te ver aqui no módulo de Técnicas Orçamentárias de nosso Treinamento de AFO!

Muito bom saber que você seguiu em frente e está com disposição para arrebentar em sua prova.

Nossa aula será sobre Técnicas Orçamentárias e vai ser muito DIVERTIDO aprender esse conteúdo super eletrizante contigo, nesse dia especial.

É mais do que comum você fazer um módulo com a animação lá em cima, daí você vai para o segundo módulo e vê aquela parada de quase 140 páginas para ser lida, e então sua animação cai.

Isso acontece com todo mundo, acredite.

A diferença entre quem passa e quem não passa não está na dificuldade ou não de aprender um assunto novo.

A diferença está na consistência. Terminar uma aula, sofrer um pouquinho para começar a outra, e então começar e terminar mais uma. É assim que funciona.

 

Sobre o conteúdo

Assim como em princípios orçamentários, as técnicas orçamentárias servem como base para vários assuntos espalhados dentro da matéria de AFO, principalmente no que diz respeito às leis orçamentárias e ciclo orçamentário.

Sendo assim, quando se fizer necessário, conectarei os assuntos e voltarei a falar sobre eles em aulas futuras, como sempre faço. Combinado?

Bem, essa aula merece que você dê uma olhadinha justamente no que o edital cobra, para que você não estude nem mais nem menos.

O edital fala simplesmente em “técnicas orçamentárias”. Para alguns casos, ele pede “métodos, técnicas e instrumentos do orçamento público e normas legais aplicáveis”.

Esta aula é válida para os dois casos pois, conforme for necessário, eu vou falar como cada exemplo se encaixa nas regras orçamentárias brasileiras.

Quando eu comecei a fazer este curso, tive o seguinte pensamento: “eu vou separar esse conteúdo em várias aulas, e não vou me aprofundar em teoria inútil: vou teorizar tudo o que for de realmente relevante e mostrar como a banca EFETIVAMENTE cobra”.

Sendo assim, mesmo que outros cursos e professores não deem tanta ênfase às Técnicas Orçamentárias (geralmente elas não têm uma aula só delas), eu vou dar. Isso porque eu sei que é um assunto que, quando é cobrado no edital, ele vai cair.

E geralmente a técnica que cai é a do Orçamento-Programa (PRINCIPALMENTE no Cespe), então, para o Orçamento-Programa, darei ainda mais destaque.

Faz sentido?

Então simbora com esse conteúdo!

Baixe seu PDF e comece a aula :)

Tire sua dúvida deixando uma mensagem a seguir:

Ninguém mandou dúvidas a respeito deste conteúdo, por enquanto.
Eita, que o povo está inteligente... 😏

Faça sua pré-matrícula:

plugins premium WordPress
>