FGV
Nível Superior
CM Salvador
2018

Orgânico por um bom motivo

Chico Junior, O Globo, 25/11/2017 (fragmento)

O mundo caminha para um consumo cada vez maior de alimento orgânico. A Dinamarca, por exemplo, começou há 25 anos uma política agrícola-ambiental que vai torná-la, até 2020, o primeiro país do mundo a ter sua produção de alimentos 100% orgânica. Está conseguindo isso graças a um forte trabalho de conscientização e por intermédio de subsídios aos pequenos agricultores.

   Resumidamente, o alimento orgânico também pode ser chamado de agroecológico – a agroecologia pode ser definida como o estudo da agricultura a partir de uma perspectiva ecológica. É aquele produzido de forma sustentável, respeitando-se e não agredindo o meio ambiente e não utilizando fertilizantes químicos e, muito menos, os defensivos agrícolas químicos, os chamados agrotóxicos. Diga-se de passagem que o Brasil é o país que mais usa agrotóxico no mundo, inclusive vários que são proibidos em diversas partes do planeta, banidos da Europa e dos Estados Unidos.

   A produção e consumo de orgânicos se dão por duas razões básicas: aumento do que chamamos de consciência ecológica e o desejo de se consumirem alimentos mais saudáveis.

   No Brasil caminha-se ainda lentamente, mas caminha-se, o que faz com que os produtos ainda sejam caros e fora do alcance da maioria. Mas o fato é que a produção vem aumentando ano a ano e os preços, de maneira geral, diminuindo.

Ao dizer que “O mundo caminha para um consumo cada vez maior de alimento orgânico”, o autor do texto apela para um tipo de figura de linguagem caracterizada pela:

Comentário rápido

A) Personificação de seres inanimados;

  • Incorreto. A frase não atribui características humanas ao mundo, como emoções ou ações conscientes.

B) Utilização de um todo significando uma parte;

  • Correto. “O mundo” representa as pessoas nele, usando o todo (o mundo) para se referir a uma parte (as pessoas que aumentam o consumo de orgânicos).

C) Comparação entre um termo real e um figurado;

  • Incorreto. Não há uma comparação explícita entre dois elementos usando termos como “como” ou “assim”.

D) Repetição enfática de termos;

  • Incorreto. A frase não apresenta repetição de palavras ou frases para ênfase.

E) Presença de termos de significação oposta.

  • Incorreto. Não existem termos com significados opostos em contraste na frase.

Comentário longo

Eu gostaria de me demorar um pouco mais nas alternativas A e B.

Utilização de um todo significando uma parte refere-se à figura de linguagem metonímia, que, de fato, pode ser interpretada na frase “O mundo caminha para um consumo cada vez maior de alimento orgânico”.

Neste contexto, a expressão “o mundo” é usada para representar as pessoas ao redor do globo, ou seja, a humanidade como um todo.

Portanto, a metonímia aqui é utilizada para substituir “as pessoas em todo o mundo” ou “a sociedade global” pela expressão “o mundo”, implicando que é a população mundial que está aumentando seu consumo de alimentos orgânicos, e não o planeta Terra literalmente “caminhando” para tal consumo. É por isso, inclusive, que não se trata de uma personificação.

Qual é a diferença entre metáfora e metonímia?

Definição de Metonímia

  • Metonímia é uma figura de linguagem na qual um termo substitui outro devido a uma relação de proximidade ou associação entre eles.

Diferença entre Metonímia e Metáfora

  • Metonímia: Substituição baseada em uma relação de proximidade ou associação.
    • Exemplo: "Jason tinha um coração de ouro.” – "Coração de ouro" é uma expressão que usa um elemento concreto ("coração") para descrever uma qualidade abstrata (bondade ou generosidade).
  • Metáfora: Comparação direta entre dois elementos sem usar "como" ou "assim".
    • Exemplo: "Eleanor é um furacão." (Comparando sua personalidade caótica com um furacão.)

Metáfora metonímia-01

Compartilhar esta questão:

Faça sua pré-matrícula:

plugins premium WordPress
>