3 Sacadas de Leitura Dinâmica para Acelerar Sua Aprovação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Anos atrás, se alguém me falasse sobre leitura dinâmica eu diria “não, obrigada, fica para a próxima”.

Pergunta: Como você faz para ler mais rápido?

Resposta: Eu sento e leio, oras!

Oh, boy! Eu era muito mente fechada para essa ideia.

E então, um dia, li um livro de um cara chamado Tim Ferriss (uma das pessoas que mais sabem sobre liberdade de tempo no mundo) que falava sobre como ele tinha criado um curso alternativo de leitura dinâmica na Universidade de Princeton – e como os alunos dessa escola, que é uma das universidades mais pomposas dos Estados Unidos, tinham sido totalmente céticos quanto a uma técnica que realmente funcionava.

Considerando a proposta de Ferriss – aprender em 3 horas como ler 300 vezes mais rápido –, muitos seriam realmente céticos.

Só que a verdade é que eu não queria ser comparada a uma aluna quadrada de uma Ivy League – ainda mais! Não queria ser considerada quadradona por um cara como o Tim Ferriss, que sabe das coisas e é um dos meus mentores mais importantes.

Naquela mesma hora, comecei a pesquisar sobre leitura dinâmica, e comprei o primeiro livro sobre o assunto para Kindle (na época, deve ter custado coisa de R$ 5,00): Speed Reading For Beginners: Learn How To Read 300% Faster in Less Than 24 Hours (James T. Rose). Comprei principalmente porque a proposta era muito parecida com a do Tim Ferriss.

Pois bem.

A verdade é que como todo mundo que se dedica aos estudos, nós, concurseiros, estamos sempre buscando maneiras de tornar os estudos mais produtivos, ou seja, de reter mais informações em menos tempo.

Pensando nisso, no artigo de hoje vou dar dicas não só úteis, como também ESSENCIAIS sobre como utilizar a leitura dinâmica para fazer com que o seu estudo renda mais. O foco aqui não está na velocidade, algo que você ganhará gradativamente com a aplicação da técnica, mas sim na grande possibilidade de absorver conteúdo.

 

Como aplicar leitura dinâmica nos concursos públicos?

Poutz (putz em russo!). Essa é a pergunta que não quer calar!

Eu não me canso de falar que estudar para concursos públicos não é a mesma coisa que estudar para qualquer outra coisa. NO MUNDO. É sério.

Os mapas mentais são diferentes nos estudos para concursos públicos, as questões de provas são diferentes, as estratégias são outras do que as que a gente usa para passar em provas de uma maneira geral. Não é brincadeira de criança, não. Ou você é esperto, ou você vai demorar MUITO para passar.

O mesmo se aplica à leitura dinâmica.

Usar a leitura dinâmica para ler Harry Potter and the Cursed Child (o novo livro do HP hehe!) é uma coisa. Usá-la para ler matéria de concursos públicos é outra coisa TOOOTALMENTE diferente.

concurso-Publico-Diferentao

A leitura dinâmica não servirá para todas as matérias. Assim como TdosF não serve para todas as matérias, assim como fichas não servem para todas as matérias.

Cada. Assunto. Tem. Sua. Peculiaridade.

No caso da leitura dinâmica, ela funcionará melhor para matérias que têm textões. Sabe aquelas aulas em PDF com 100 páginas basicamente só de texto? Pá! Tá aí, aplique a leitura dinâmica.

Alguns exemplos de matérias em que você deve aplicar a leitura dinâmica (sim = deve; não = não deve):

SIM :)

NÃO :(

Atualidades Informática
Matérias de Direito (de um modo geral) Português
Administração Financeira e Orçamentária Matemática
Auditoria Contabilidade
Economia Raciocínio lógico

O funcionamento da leitura dinâmica

Nosso cérebro absorve as informações por meio de imagens, como que tirando fotos mentais das coisas. Quando lemos, o cérebro decodifica a imagem (frases, palavras, sílabas etc.) e, em seguida, compara com o que já temos arquivado na memória.

Se já é algo conhecido, logo entendemos e arquivamos na memória a informação. Caso não, teremos que decifrá-la. Por isso, quando estudamos assuntos que conhecemos e gostamos, temos mais facilidade em aprender.

comparacao-Leitura-Dinamica

A leitura dinâmica nada mais é do que você “fotografar” grupos cada vez maiores, deixando de ler por sílabas (como fomos ensinados na escola), para ler por palavra, depois por grupos de palavras e depois por frases.

 

Por que utilizar a leitura dinâmica?!?

Quando falamos de leitura dinâmica, automaticamente pensamos na velocidade da leitura. Mas de nada adianta lermos um livro de 300 páginas em uma hora se não conseguimos absorver o conteúdo, não é mesmo?

Na verdade, a grande sacada da leitura dinâmica é que, com a sua aplicação, é possível ter um nível de retenção médio de 80%, enquanto na leitura convencional esse número gira em torno de 60%.

Então, como podemos aplicar este método de modo prático em nossos estudos para concurso?

 

Como ser um leitor dinâmico

#1. Amplie o seu vocabulário

Como o nosso cérebro trabalha decodificando as palavras, quanto mais palavras tivermos arquivadas em nossa memória, mais rápido conseguiremos ler, visto que o cérebro não precisará decifrar novas palavras. A melhor dica para ampliar o vocabulário é por meio da leitura! Como eu bem lembrei no artigo sobre Como Interpretar Textos aqui no Esquemaria, Victor Hugo já disse: “ler é beber e comer. O espírito que não lê emagrece como o corpo que não come”.

Algumas importantes palavras para concursos públicos (que os iniciantes, de um modo geral, não conhecem) estão neste infográfico:

Como adquirir mais vocabulário em concursos públicos

 

#2. Concentre-se

Para atingirmos o nível de retenção desejado, precisamos estar concentrados no que lemos. Desconecte-se DE TU-DO durante o período de leitura e foque apenas na atividade. Garanta que o seu local de estudo está limpo e organizado (evitando distrações), bem iluminado e sente-se de forma ereta, isso facilitará a sua leitura.

Lembre-se do que escrevi neste artigo sobre os 4 mitos nos estudos: nós NÃO somos multitarefa.

Para ler mais rápido, você deve estar presente. Por isso, desligue celular, whatsapp, Face, Twitter, telefone (alguém ainda usa isso?) e, se puder, desligue-se até das outras pessoas e tenha foco no que você estiver fazendo.

 

#3. Elimine a subvocalização

o-Que-E-Subvocalizacao

Você costuma realizar uma leitura mental enquanto os seus olhos acompanham as palavras? Esse é um dos principais fatores que reduzem a velocidade da leitura, e que faz com que a sua mente vagueie.

Então aqui vai a principal dica desse artigo. Aliás, essa não é só uma dica. É, também, uma das principais técnicas poderosas sobre leitura dinâmica que eu ensino no RitmodeEstudos.com.br!

Para reduzir a subvocalização, você pode fazer exercícios como cantar enquanto lê ou contar de trás para frente num intervalo de 7.

Mas atenção!

ATENÇÃO!

ATENÇÃO!!!

Isto é apenas um EXERCÍCIO de concentração e você não deve fazer durante os estudos, ok?

Pratique durante cinco minutos, apenas, por dia.

 

Leitura dinâmica aplicada ao estudo

pratique-Estudos

Com a aplicação dessas técnicas, você já terá um aumento considerável na capacidade de retenção e também algum ganho de velocidade. Para otimizar os estudos, é importante ter em mente que você não deve aplicar a leitura dinâmica a todo conteúdo, especialmente no início.

Comece com os assuntos que você domina, isso fará com que o seu cérebro comece a se adaptar à nova velocidade e, gradativamente, você deve ir migrando para outros assuntos, ainda de acordo com o grau de conhecimento sobre o assunto.

Antes de utilizar a leitura dinâmica nos estudos, tenha uma breve visão do que você vai estudar, observe o título do capítulo, dos subtítulos e elabore perguntas que precisam ser respondidas com a leitura do texto. Essa dica é essencial, pois fará com que o seu cérebro tenha foco ao realizar a leitura e você conseguirá ter um nível ainda maior de retenção.

Outra dica útil é utilizar aplicativos para smartphones e extensões nos navegadores. Aplicativos como o Speed Reading podem ser uma boa opção para te ajudar!

Agora é colocar a mão na massa! Afinal, o conhecimento só agrega valor quando colocamos em prática.

Pratique o que foi sugerido, e, claro, conte nos comentários como foram os seus resultados!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×
  • makurame

    Ótimo artigo!

  • Eduardo

    Excelente artigo!
    O infográfico das palvaras cobradas pelas bancas, acabram com minhas dúvidas.
    Congratulations!

  • Lucas Lira

    Excelentes dicas, como sempre!

  • Delbiano Gomes

    Show de Artigo Carol, vou treinar leitura dinâmica, nunca tentei usar essa técnica antes, mas com sua dicas vou tentar.
    muito obrigado por mais essa dica valiosa :)

  • É um dos problemas mais comuns. Ler em voz alta, subvocalização, olhar o dicionário a todo momento… oh boy. Tudo isso deixa a leitura bem lenta.

  • :D que bom!

  • Grazie, Aline :)

  • Oi, Edu! Sem problemas. Não tenha medo de errar (é errando que se aprende a consertar). Eu sou grata por errar todos os dias :)

    • Eduardo

      Tentei fazer download do livro que você sugeriu, porém, não consegui.

      2016-08-02 13:09 GMT-03:00 Disqus :

  • Natália Braz

    Eu amo seu blog!! <3

  • Jailson Moraes

    Muito bom. Obrigado!

  • Daniela Ferreira

    Nussss, essa tal de subvocalização me quebrou na emenda…
    Não consegui assimilar o que li cantando ao mesmo tempo :(
    Mas, as dicas são top e eu vou praticar :D

    • Dani, só de você conseguir ler enquanto canta já ajuda! Não precisa assimilar enquanto lê. Isso é só um exercício. Você deve assimilar no momento próprio para estudar. Blz?! Abraços!

      • Ale

        também tentei entender praticando o exercício hahah não deu :(

  • Wandelson Soares

    Tive que aplicar a leitura dinâmica a esse artigo, já que as dicas só iniciaram efetivamente lá pelo trigésimo parágrafo (se eu não me perdi na contagem)… rs

  • Vamos lá, Ju:
    1) O ciclo é para estudos individuais (não conta a videoaula nem a aula presencial, porque quem define os pesos desse tipo de aula são os professores, não você, individualmente, com o ciclo). Uma hora, as videoaulas acabam. Já os estudos individuais te acompanham até o dia da prova!
    2) Quanto menos matérias, melhor; por isso, quanto mais foco, melhor. Estude para um concurso por vez! De preferência para concursos que têm matérias similares (se as diferenças forem gritantes, não vale a pena mudar radicalmente o foco).

  • Obrigada, Adijaci ;)

  • Nice!
    Obrigada, Antônio, por compartilhar seu conhecimento :-)

  • Maravilha, Caco! Ação é tudo.

  • Daniele

    Muito bom seu artigo, obrigada por me ajudar.

  • Obrigada, Gustavo :)

  • Obrigada, Vitor! :)

  • Calebe Carvalho Lima

    Valeu Carol. Muito top. Super dicas. Parabéns por nos ajudar com seus conhecimento. Grato.

  • É tudo questão de prática e ritmo. Com o tempo, você vai se acostumando com essas técnicas.
    Obrigada pelo comentário e dica anotada. ;)

  • Opa, tudo bem?
    Eu, particularmente, sou fã do QC, mas também acompanho o TEC, o Rota e o Aprova. O Aprova é relativamente novo, mas eles estão no embalo do QC, e isso é bacana.

    • Inditrutibily

      Obrigado pela resposta.
      Vejo que ainda está estudando.
      Com certeza vai ser uma concorrente a ser temida em qualquer concurso!

      Boa sorte!

      • Obrigada :)
        Na verdade, eu não estudo para concurso, mas continuo estudando para me manter atualizada :)

  • Oi, Amanda!
    Por que você acha que não rende tanto e fica com tanto sono?

  • Mariana Inouye

    Oi Carol, td bem??
    Suas dicas são ótimas e é um belo incentivo para quem está neste mundo de concursos. Aproveitando… gostaria de saber se você pode indicar algum site ou livros em pdf para as matérias de direito constitucional, administrativo, código penal, código processo civil e código processo penal, tem tanta coisa pela internet e confesso que tenho um certo receio de acabar pegando algum material incompleto ou duvidoso, bjusss.

    • Oi, Mariana! Os mais clássicos são: Ponto dos Concursos, Estratégia e Aprova. Todos muito bons! Pesquise os melhores professores em cada e mande ver :)

  • Josiane Ramos

    Gosto muito das suas dicas de estudo! Bj

  • Oi, Fábio!
    O exercício para evitar a subvocalização é este. Faça durante 5 minutos do seu dia. Ele é um exercício para eliminar a subvocalização, mas você não deve ESTUDAR dessa forma! Blz? Só 5 minutos de exercício, depois estude normalmente.

  • Francisco Valdez

    Lindo revisar esses passos, Carol. Pra ver se continuo na direção certa, claro! rsrs

  • Isso!

  • Olá, Mateus! Eu aprendi leitura dinâmica em inglês principalmente com o livro Speed Reading For Beginners: Learn How To Read 300% Faster in Less Than 24 Hours (Leitura Dinâmica para Iniciantes: Aprenda Como Ler 300% Mais Rápido em Menos de 24 Horas, de James T. Rose). Abraços!

  • Paulo Matheus

    Carol, você começou a prática leitura dinâmica antes, durante ou após sua aprovação?

    • Após, o que é uma pena :)
      Seria uma ferramenta fantástica para matar algumas das matérias mais rapidamente!

  • Obrigada, Julien :)

  • Oi, Daniel! :)
    Você vai receber mais, hein! :)
    Mas geralmente é um e-mail por semana! Abraços ;)

  • Oi, Weverton :)
    Experimente utilizar para disciplinas de texto corrido, como Direito Administrativo e Auditoria Governamental. Acima de tudo, a leitura dinâmica pode ser usada para seleção (você consegue ler mais rápido as partes que menos importam, nos livros, e consegue achar o conteúdo que mais importa logo). Além disso, no caso de matérias extensas, com muito conteúdo em aulas em PDF, a leitura vai servir muito bem para possíveis releituras. Claro, a técnica não funciona para matemática ou contabilidade, mas para essas matérias existem as técnicas delas. Impossível nunca ;)

  • Hahah! Obrigada, Neto! Você tem razão, vou postar mais! Estou reformulando o site, novidades surgirão por aí! :)

  • Oi, Rodrigo!
    Muito obrigada ;)
    Aquele é o único conteúdo de administração, até agora! :)

  • Exato! Fique ligada nos próximos dias, porque vou trazer um webinar para o Esquemaria em que falo um pouco mais sobre a leitura dinâmica especificamente para concursos públicos :)

  • Oi, Sabrina!
    Várias matérias é a resposta ideal para mim!
    E eu explico melhor sobre isso com o Ciclo de Estudos: http://esquemaria.com.br/planilha-de-estudos-ciclo/

  • Oi, Sabrina! Podem ser 2h ou 12h! Passar depende de estratégia, foco, resiliência… tempo diário é uma questão menor.

  • Marina de Sousa

    Carol, eu sei que cada um tem o seu tempo, é apenas curiosidade mesmo: qual foi o primeiro concurso para o qual vc passou, e em quanto tempo de estudo? E, para a aprovação no TCU, quanto tempo mais?
    Obrigada!

    Adquiri o RIDE e estou esperançosa de que ajude bastante em meus estudos!

    • Oi, Marina! YAY! Seja bem-vinda!
      O primeiro que eu passei foi o metrô, em 4 meses (mas não quis tomar posse). Com 7 meses de estudos, passei no Ministério da Educação. Fiquei lá por 1 ano e 8 meses, e então decidi voltar a estudar firme.
      Cheguei a estudar para o Senado durante 3 meses, não passei, CGU mais dois meses, não passei, e TCU pouco menos 2 meses, no pós-edital (passei! YAY!). Na época do Senado e da CGU, eu já estava na fase de sair batendo na trave. O TCU foi o meu golaço! Também fui chamada, nessa época do TCU, para o TSE e para o Ministério da Fazenda (ATA). A prova de técnico do TCU foi a última prova de concurso que eu fiz :) para mim está ótima essa dobradinha TCU + Esquemaria!
      Você vai notar isso: quando você começa a passar, ninguém te segura :}

  • Obrigada, Samuel :D

  • Oi, Bruno!
    Muito legal seu relato! As fases da vida são incríveis, mesmo!
    Para sair do lugar, pergunte-se: o que você tem feito efetivamente para tentar sair do lugar? O que você precisa fazer e ainda não fez? Compare as listas e faça os devidos ajustes ;)

  • Que legal, Simone! Fico super feliz por saber que você começou a pegar as mãnhas ;)
    Bons estudos!

  • Oie!
    Putz, o seu nome está em, sei lá, japonês, então não vou conseguir te chamar pelo nome hahahah…
    Por enquanto, vou te chamar de “Japa”, beleza?
    Então, Japa: você deve focar no que mais cai. Conteúdo de concurso é infinito se você quiser pegar os mínimos detalhes de tudo. Na aprendizagem, saiba o seguinte: ninguém é uma máquina ;)
    Quanto às revisões: seja organizado.
    Quanto aos exercícios: é aí que você está pecando. Faça questões TO-DOS OS DI-AS!
    Bjs :)

  • Mirela

    Olá, Carol.
    Vc indica o curso FastRead do Renato Alves?

    Desde já agradeço!

    • Oi, Mirela :)
      Eu nunca fiz os cursos dele! Muita gente fala bem (muita gente MEEEESMO). E eu acredito :)