Direito à Vida – 6 Fichas de Estudos + Teoria + 18 Questões Comentadas

4 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 4 Email -- 4 Flares ×

Opa, tudo bem?

Falando um pouco sobre Direito Constitucional, e com o intuito de te mostrar como você pode fazer seus mapas mentais nesta matéria, hoje quero dar ênfase ao assunto Direito à Vida.

Esse assunto está em Direito Constitucional – Direitos e Garantias Fundamentais – Direito à Vida. Antes de ler o artigo, tenha certeza de que ele está em seu edital ;)

Direito à Vida é um assunto que ninguém teme e, por não temer, acaba se esquecendo…

Vamos, então, pegar as partes mais importantes desse tema e arrasar no dia da prova! O artigo, claro, vem com muitas questões comentadas e mapas mentais :)

SIMBA!

O Direito à Vida é EXPLÍCITO

O Direito à Vida está explícito na Constituição Federal de 1988, em seu art. 5º, segundo o qual todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.

Veja esta questão:

FUNCAB – ANS – 2015

1. Pela Constituição da República Federativa do Brasil, garante-se o fundamental e implícito direito:

a) à liberdade de crença e de religião.

b) ao sigilo bancário.

c) à liberdade de locomoção.

d) de propriedade.

e) à vida.

Comentário da Carol: dos direitos acima destacados, o único implícito é o do Sigilo Bancário. Todos os demais estão explícitos na Constituição Federal de 1988. O Direito à Vida, por exemplo, está no caput do art. 5º.

Gabarito: letra B.

 

O Direito à Vida é ammmmmplo

Direito à Vida

O Direito à Vida é amplo.

Ele não é visto somente como o “direito de estar ou se manter vivo”, ou como o “direito de não ser morto”. A vida, além de ser vivida, deve ser vivida com saúde, dignidade, respeito.

Existe uma frase do filme “12 Anos de Escravidão” que explica bem isso:

Eu não quero sobreviver... eu quero VIVER!

Viver não significa apenas estar vivo. Isso está conectado à dignidade da pessoa humana, à proibição da tortura, à proibição de penas de caráter perpétuo, trabalhos forçados e cruéis.

Veja só como os concursos cobram:

Cespe – DPE-ES – 2013

2. No que se refere aos direitos e garantias fundamentais, julgue o item a seguir.

Conforme a doutrina, a inviolabilidade do direito à vida limita-se ao direito de continuar vivo, não se relacionando com o direito a uma vida digna.

Comentário da Carol: opaaa! Lembra-se da frase do filme? Não é só sobreviver. É viver, é ter uma vida digna!

Gabarito: errado.

Cespe – INSS – 2010

3. A respeito do direito constitucional, julgue o item seguinte.

O direito à vida compreende somente o direito de uma pessoa de continuar viva.

Comentário da Carol: o Direito à Vida é tido pela Constituição Brasileira de forma ampla. Não é só estar vivo: é viver com dignidade, saúde, respeito etc.

Gabarito: errado.

Cespe – DPU – 2016

4. À luz do disposto na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item que se segue, acerca dos direitos e garantias fundamentais, da nacionalidade e dos direitos políticos.

O direito fundamental à vida também se manifesta por meio da garantia de condições para uma existência digna.

Comentário da Carol: questão quentíssima, de um concurso bem atual. Como você pode notar, o Direito à Vida é amplo, e abrange também a dignidade.

Gabarito: certo.

PC-MG – PC-MG – 2011

5. Com base no “caput” do art. 5º da Constituição Federal, pode-se indicar como desdobramentos do direito a vida, RESPECTIVAMENTE:

a) a liberdade de associação, de reunião, de crença religiosa, de expressão, de pensamento.

b) o direito de herança, de propriedade, de sucessão de bens de estrangeiros situados no País.

c) o direito do contraditório, da ampla defesa, de petição, do juiz natural.

d) o direito à integridade física e moral, a proibição da pena de morte e das penas cruéis, a proibição da venda de órgãos.

Comentário da Carol: coloquei essa questão para você notar o quanto o Direito à Vida é abrangente. Ele pode estar conectado à integridade física e moral, à proibição da pena de morte, à proibição das penas cruéis e à proibição da venda de órgãos, conforme afirma a alternativa D.

Gabarito: letra D.

 

O Direito à Vida não é absoluto

Direito à Vida

As bancas costumam bater sempre na tecla de dizer que o Direito à Vida é absoluto, o que não é verdade.

E por que as bancas insistem em cobrar isso? Porque, pela lógica, o Direito à Vida é poderoso demais…

Quer dizer, estamos falando sobre a VIDA, cara! Não dá para imaginar que algo tão poderoso não seja considerado um direito absoluto.

Bem, o fato é que nenhum direito fundamental é absoluto. Todo direito fundamental é relativo/limitado.

No caso do Direito à Vida, a exceção está justamente no fato de a própria Constituição Federal de 1988 trazer possibilidade de pena de morte. Veja:

XLVII – não haverá penas:

a) de morte, salvo em caso de guerra declarada, nos termos do art. 84, XIX;

Isso cai que nem água em provas. Vejamos algumas questões:

Cespe – SUFRAMA – 2014

6. No que concerne aos direitos e garantias fundamentais, julgue o item que se segue.

O direito à vida, assim como todos os demais direitos fundamentais, é protegido pela CF de forma não absoluta.

Comentário da Carol: a própria Constituição Federal prevê possibilidade de pena de morte, em caso de guerra (art. 5º, XLVII, a). Sendo assim, o Direito à Vida não é absoluto – e nenhum outro direito fundamental é absoluto!

Gabarito: certo.

 

Vale a pena deixar claro que não só o Direito à Vida é relativo: todos os direitos fundamentais o são.

Todo direito fundamental se limita a pelo menos um outro direito dentro da Constituição Federal.

 

FGV – Angra – 2010

7. Julgue o item a seguir:

o direito à vida e à liberdade só pode ser condicionado e limitado por interesse da coletividade, jamais por outros interesses individuais, ainda que dignos de tutela jurídica.

Comentário da Carol: no caso de conflitos entre direitos fundamentais (incluindo-se os individuais), o intérprete deve analisar o caso concreto e então tomar a melhor decisão. Não existem critérios objetivos para isso.

Gabarito: errado.

 

O Direito à Vida não é hierarquicamente superior a outros direitos fundamentais

mapa-Mental-Direito-à-Vida-Não-Hierarquia

Não existe hierarquia entre direitos fundamentais, logo, não se pode falar que o Direito à Vida é hierarquicamente superior ou inferior a qualquer outro direito fundamental.

No caso de conflitos entre direitos fundamentais, o intérprete deve analisar o caso concreto e então tomar a melhor decisão. Não existem critérios objetivos para isso… é no um a um mesmo! :)

Vejamos como caiu:

Cespe – SEJUS-ES – 2009

8. Acerca dos direitos fundamentais, julgue os itens a seguir.

O direito fundamental à vida é hierarquicamente superior a todos os demais direitos humanos, estejam eles previstos na CF ou na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Comentário da Carol: não existe hierarquia entre direitos fundamentais.

Gabarito: errado.

 

Concepção de vida

Há algumas importantes decisões do Supremo, e também importantes previsões legais que temos de levar em consideração, quando o assunto é Direito à Vida.

O que é vida?

O Direito à Vida abrange a vida amplamente – extrauterina e intrauterina (ou seja, dentro ou fora do útero).

mapa-Mental-Direito-à-Vida-Útero

Cespe – PRF – 2004

9. Acerca dos direitos e deveres individuais e coletivos, julgue os itens seguintes.

A Constituição da República protege todas as formas de vida, inclusive a uterina.

Comentário da Carol: o Direito à Vida abrange a vida amplamente – extrauterina e intrauterina.

Gabarito: certo.

A vida começa a partir da nidação do zigoto à parede do útero, pois é nesse momento que surge o cérebro. A vida termina com a morte encefálica, de acordo com o art. 3º da Lei de Transplantes.

mapa-Mental-Direito-à-Vida-Morte

Veja esta questãozinha capciosa:

VUNESP – EMPLASA – 2014

10. Dentre os direitos e garantias fundamentais previstos expressamente no texto da Constituição Federal, encontra-se:

a inviolabilidade do direito à vida, desde o momento da concepção, até a morte cerebral.

Comentário da Carol: a vida começa a partir da nidação do zigoto à parede do útero (não desde o momento da concepção) e existe até a morte encefálica (não cerebral, mas, apesar de existir diferença entre o cérebro e o encéfalo, não acredito que a banca realmente quisesse cobrar isso).

Gabarito: errado.

Aborto e eutanásia

A proteção à vida uterina proibe, no Brasil, a prática do aborto, entretanto, há exceções (art. 128 do Código Penal):

  1. aborto necessário ou terapêutico, se não há outro meio de salvar a vida da gestante;
  2. aborto sentimental ou humanitário, quando a gravidez tiver sido resultado de estupro (se a gravidez resulta de estupro e o aborto é precedido de consentimento da gestante ou, quando incapaz, de seu representante legal).

mapa-Mental-Direito-à-Vida-Aborto

UFG – DPE-GO – 2014

11. A Constituição Federal de 1988 é conhecida como a “Constituição Cidadã” em função de seu vasto rol de direitos e garantias fundamentais. Nesse sentido,

o direito à vida é considerado inviolável, razão pela qual não comporta exceções, sendo inconstitucionais as regras fixadas no art. 128, incisos I e II, do Código Penal, que preveem aborto necessário e sentimental.

Comentário da Carol: você já saberia que a questão está errada de cara, já que ela diz que o Direito à Vida é considerado inviolável (não é!). A segunda parte também está errada. Os abortos necessário e sentimental previstos pelo Código Penal não são inconstitucionais.

Gabarito: errado.

A eutanásia passiva – ato de proporcionar morte sem sofrimento a um doente atingido por afecção incurável que produz dores intoleráveis (Google), como no caso de suicídios assistidos, e também o ato de desligar aparelhos de doentes terminais – ainda é proibida, mas muito se discute sobre sua possibilidade, dado que a vida não significa apenas viver, mas também ser vivida com dignidade.

Sobre suicídio assistido, sugiro a leitura do romance Como Eu Era Antes de Você, que ganhará uma versão cinematográfica em junho:

O tema principal desse livro de ficção é justamente o suicídio assistido, e é uma forma de você se descontrair um pouco dos estudos, se quiser. Eu já li e gostei :)

De todo modo, a eutanásia (ativa ou passiva) é proibida no Brasil.

Cespe – PC-BA – 2013

12. Em relação aos direitos e deveres fundamentais expressos na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item subsecutivo.

A proteção do direito à vida tem como consequência a proibição da pena de morte em qualquer situação, da prática de tortura e da eutanásia.

Comentário da Carol: não é proibida a pena de morte em qualquer situação (no caso de guerra, pode haver pena de morte); é proibida a prática de tortura; a eutanásia (ativa ou passiva) é proibida no Brasil.

Gabarito: errado.

 

Células-Tronco

O conceito de vida que vimos (dado pelo STF) foi justamente na decisão sobre as pesquisas em células-tronco. Segundo o Supremo, podem-se fazer pesquisas em células-tronco embrionárias, em um caso determinado (células-tronco obtidas de embriões produzidos por fertilização in vitro).

O procedimento foi exposto no entendimento do STF. Funciona assim:

  1. a finalidade deve ser para pesquisa e terapia;
  2. somente pode ser feito em células-tronco embrionárias;
  3. apenas embriões fertilizados in vitro (para serem introduzidos no útero da mulher futuramente);
  4. embriões inviáveis ou congelados há pelo menos 3 anos;
  5. deve haver consentimento dos genitores;
  6. deve haver controle por comitê de ética; e
  7. é proibida a comercialização.

 

Cespe – TJDFT – 2014

13. A respeito dos direitos e garantias fundamentais e dos direitos sociais, assinale a opção correta de acordo com a jurisprudência do STF.

Lei que trata da realização de pesquisas com células-tronco embrionárias viola o direito à vida e, assim, a ordem constitucional vigente.

Comentário da Carol: de acordo com o STF, podem-se fazer pesquisas em células-tronco embrionárias, em um caso determinado (células-tronco obtidas de embriões produzidos por fertilização in vitro).

Gabarito: errado.

 

FUNCAB – PC-RO – 2012

14. A respeito do direito à vida, previsto pela Constituição Federal, é correto afirmar que:

a) tem início com a fecundação do óvulo materno.

b) não impede as pesquisas com células-tronco embrionárias.

c) configura direito absoluto.

d) impede qualquer hipótese de pena de morte no Brasil.

e) tem início com o nascimento.

Comentário da Carol: vamos por partes rs :)

Alternativa A = errada (a vida começa a partir da nidação do zigoto à parede do útero).

Alternativa B = certa (pode haver pesquisas com células-tronco embrionárias, de acordo com o STF).

Alternativa C = errada (direito à Vida NÃO é direito absoluto).

Alternativa D = errada (pode haver pena de morte no caso de guerra).

Alternativa E = errada (a vida começa a partir da nidação do zigoto à parede do útero).

Gabarito: letra B.

 

Mais questões comentadas – Direito à Vida

Agora, faremos mais algumas questões sobre o tema, dessa vez sem as organizar por assunto, para que você fixe o conteúdo e veja onde possivelmente erraria.

FCC – MPE-RS – 2008

15. Dentre os direitos e garantias fundamentais existentes na Constituição Federal, encontra-se o direito à vida, sendo certo que este direito

a) deve ser avaliado e protegido, preponderantemente, na esfera da medicina-legal e, subsidiariamente, nas normas constitucionais aplicáveis a espécie.

b) traduz, sob o aspecto biológico, o direito à integridade física, excluindo-se a psíquica, tendo em vista a vedação constitucional da pena de morte, entre outras.

c) abrange tão somente a vida extra-uterina, posto que a intra-uterina é qualificada como mera expectativa de um direito, e sua maior relevância é na área cível.

d) vem resumido, de forma singela, no direito à sobrevivência física, por não haver implicância ou relevância no fato abstrato da dignidade da pessoa humana.

e) significa, considerado em sentido mais amplo, o direito a condições materiais e espirituais mínimas necessárias a uma existência condigna à natureza humana.

Comentário da Carol: vamos de uma por uma…

A alternativa A está errada (primeiro você olha a norma constitucional, depois aplica a esfera da medicina legal, subsidiariamente).

A alternativa B está errada (a amplitude do Direito à Vida alcança a integridade psíquica, também).

A alternativa C está errada (o Direito à Vida abrange a vida intrauterina).

A alternativa D está errada (não é sobreviver, apenas – é viver com dignidade, também).

A alternativa E está correta (o Direito à Vida é amplo, significando uma existência digna, tanto sob a ótica espiritual – dignidade humana – quanto sob a ótima material – integridade física e psíquica).

Gabarito: letra E.

NCE-UFRJ – PC-DF – 2005

16. Julgue a assertiva a seguir:

incluído o direito à vida dentre as tutelas fundamentais, é vedada, em qualquer hipótese, a instituição de pena de morte;

Comentário da Carol: em caso de guerra, há a possibilidade de pena de morte.

Gabarito: errado.

Cespe – TJ-AP – 2004

17. No que concerne aos direitos fundamentais e sociais, julgue os itens subsequentes.

O direito à vida relaciona-se tanto ao direito de continuar vivo quanto ao de ter uma vida digna no que concerne à própria subsistência.

Comentário da Carol: é isso mesmo! Esse é o conceito amplo que tem o Direito à Vida.

Gabarito: certo.

FGV – Angra – 2010

18. Julgue o item a seguir:

apenas o direito à vida é absoluto e ilimitado; logo, todos os outros direitos humanos podem sofrer limitações e condicionamentos por interesses individuais ou coletivos.

Comentário da Carol: o Direito à Vida não é absoluto e ilimitado. Ele encontra limites na possibilidade da pena de morte, nos casos de decisões que vimos (do Supremo) e até mesmo em outros direitos fundamentais.

Gabarito: errado.

 

É isso aí!

Chegamos ao fim de mais um artigo, mais uma dica, mais conteúdo completo sobre um assunto recorrente em provas de concursos públicos :)

Se você ainda não sabe fazer mapas mentais em fichas de estudos, sugiro que dê uma olhada nestes 150 exemplos.

Deixe seu comentário logo abaixo e acrescente novas questões à discussão, caso encontre alguma! Isso ajuda outros concurseiros, como você, a estudarem melhor, também.

Abraços,

Carol :)

 

4 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 4 Email -- 4 Flares ×
  • Oi, Fernanda :)
    É isso mesmo! O enunciado da questão estava errado, mas agora corrigi. Obrigada :DDDDD

  • :)

  • Lucio

    Seus posts mudaram meu jeito de estudar. Estou sendo mais efetivo. Obrigado!

  • Suzana Oliveira

    Nossa, é maravilhoso ver um conteúdo assim, prático, simples, fácil, enfim simplesmente PERFEITO…

  • Pedro Henrique Ferreira

    Carol, sensacional!
    Eu escrevi um pouco sobre Direito à Vida na minha monografia.
    Acho esse assunto muito interesssante e adoro ficar lendo sobre ele. Constitucional é mesmo o máximo!
    E o que dizer do trailer do filme que assisti e chorei de novo? Super quero ler o livro/assistir ao filme.
    O artigo está muito didático e bastante instrutivo.
    Adorei! :)

  • Daniela Rathke Pereira

    Artigo excepcional! Bem fundamentado,conciso e contém todas as informações necessárias para uma boa prova! Quero maisssssss.

  • Danilo Souza

    Olá Carol. Te confesso que aprendi o “direito a vida” de forma massante e teórica demais.Depois que passei a acompanhar suas dicas de estudo, pude ver com outros olhos a objetividade que podemos proporcionar aos nossos estudo. Com certeza concurseiros e acadêmicos estão ganhando demais com seus materiais. Material rico desse artigo. Um grande abraço

  • Icaro Antoniel

    Muito bom Carol ! Continue postando dicas preciosas ^^ Agradecemos muito !!!

    paz e bem !

    Fé, Perseverança!

  • Rubens Cruz

    Sensacional, querida Carol…, os materiais a qual vc está me enviando, estão servindo muito. Portanto, muito obrigado.

  • Diego Badelli

    Excelente artigo Carol!
    Suas dicas estão sendo de grande valia.

  • Ludmila Dorneles Soares

    Carol, vc sempre me surpreende com sua criatividade. Obrigada por mais um artigo maravilhoso. Ótima oportunidade para revisar e fixar a matéria. Não sabia a diferença entre morte encefálica e cerebral, marcaria a questão como certa.

  • Michael Sobreira

    Excelente Carolzinha!!!! Agradecido!!! =D

  • Tatiana Dias

    A atividade cerebral não ‘nasce’ da forma como vc mencionou. Uma coisa é o fato da concepção, outra, completamente diversa, é o desenvolvimento do cérebro.

  • Marcelo Scoralick T

    Muito bom! Bem completo e de fácil entendimento. Vai me ajudar bastante e tenho certeza que fará o mesmo para outros concurseiros. Parabéns! Muito obrigado! Grande abraço!

  • Carlos Antônio

    Gostei muito da explanação.
    Nossa, o que mais me chamou a atenção foi onde encontrar a definição da origem e do fim da vida: lei dos transplantes. Foi o “caminho das pedras” pra mim.
    Curti muito o conteúdo. Acertei a maioria das questões (acho que por causa das explicações prévias, hehe).
    Obrigado por nos ajudar!

  • Joaquim Jose Tiradentes

    Obrigado por disponibilizar seu tempo para nos ajudar!

  • Kátia Cilene

    Olá Carol, há um tempo já sigo as suas postagens, não é desde o começo mas confesso que não tinha muita movimentação aqui no seu blog, eu nem sei como te encontrei na rede, e foi em um período em que eu só queria fazer concurso para sair da iniciativa privada, por esse simples mero objetivo, aí li sua história de concurseira e isso foi motivador, ampliou meus horizontes e obrigada por isso, estou para fazer meu primeiro concurso estudando com afinco, sei que não deveria pensar em não criar muitas expectativas, e pensar que devo dar o meu melhor acima de tudo, mas sei que mesmo se as respostas não forem muito positivas, não pararei por aqui, a cada nova postagem sua, mais bem elaborada você consegue preparar, parabéns pela sua dedicação e por compartilhar isso conosco, obrigada e sucesso, que você alcance seus objetivos, rumo à vitória!!

  • Patrícia Stroher Tolfo

    Show de artigo! Muito obrigada Carol!

  • Aline Mendes

    Muito bom!!
    Até chorei de ver o trailer do filme kkk
    Ótimos exemplos!

  • Gabriela Penafort Vilar Montei

    Parabéns! Adorei o artigo! Obrigada por compartilhar! ;)

  • James

    Carol, aonde posso encontrar características específicas dos outros direitos do art 5? à liberdade, à
    igualdade, à segurança e à propriedade

  • Victor Morais

    Ótima postagem/artigo. Me ajudou demais.
    Faça mais Carol, pode mandar. hehehehe
    Seus comentários ajudam por demais a fixar o conteúdo.

  • Gabriela

    Ótimo artigo Carol, sempre acompanho seu site para aprender as melhores dicas de como estudar para concursos…continue fazendo esse ótimo trabalho, pois tenha certeza que está ajudando muitos concurseiros.

  • Iza Caroline

    Boa tarde Carol, seu Blog é maravilhoso, venho fazer um pedido e tenho certeza que você vai atender hahaha, Poderia falar sobre português, como as bancas pedem, e principalmente da ênfase na banca militar??? Agradecidissima.

  • Camila

    Demais Carol! Super completo, porém resumido e bem explicado.

  • Ton

    Graças à Carol mudei meu estilo de estudos para a tática dos feras e por ciclos. Mais organizado, consegui minha primeira aprovação na primeira fase da magistratura. Mto obrigado. Mais um excelente post. Abraço.

  • Shaira Barcelos de Matos

    Ameii!! Muito bom…adoro o seu blog!! Continua com as dicas… :D

  • Ricardo Cavalcanti

    Muiiiiito bom, Carol você é muito fera! Por favor, continue com outros resumos com esse mesmo nível. Abraços, Ricardo!

  • Hallyson Medeiros

    Simplesmente, fantástico. Carol, mais uma vez, está de parabéns pelo ótimo material.

  • Lucas Lira

    Excelente como sempre, acredito que tudo quanto é cobrado sobre o Direito à vida foi elucidado aqui!! :-)

  • Francisco Valdez

    Muito bem Carol! A ampliação do assunto direito à vida é sempre bem-vinda no contexto dos concursos. Aliás, você como de costume foi além e trouxe informações tão preciosas quanto úteis de modo geral. Sucesso!

  • Obrigada pela mensagem, Cely! Abraços :)

  • Heeeey, Aline!

    Obrigada :)

    Ah, esse assunto é mole demais eheheh!

    Há assuntos que não compensam ser vistos com fichas, e Organização do Estado é um deles. O melhor método para esse caso é a Tática dos Feras, sem dúvidas.

    :)

    Abraços! Obrigada por sempre visitar :D

  • Paula

    Alguém conhece algum site com boas dicas de preparação para concursos na área da saúde??

  • Cristiane

    Carol, não me canso de entrar no Esquemaria e também ver seus vídeos. NUNCA encontrei nada na internet tão bem explicado assim (como todos os seus conteúdos) para nós concurseiros. Você é detalhista e isso faz toda a diferença. Parabéns pelo trabalho fantástico que vem desempenhando e pela ajuda mais que bem vinda que está nos proporcionando (também estudo para o TCU! =)). Não pare nunca! Você é fantástica! Parabéns e muito obrigada!

  • Juliano Vicente

    Muito bom. Didático e descontraído… Parabéns!!!!

  • Marianna Santos

    Maravilhoso!! Adoro seu jeito de explicar ;)

  • Italo Kayan

    Que artigo legal, Carol. Parabéns.
    Estou aprendendo aos poucos com você como é estudar de verdade. Como eu não mudo meus métodos de estudo, quando eu faço uma revisão parece que eu não aprendo nada de novo. É super desmotivante ter a sensação que já sabe do assunto, mas mesmo assim ainda continua errando as questões. Teria alguma dica a respeito disso? Como fazer as revisões de forma mais produtiva. Fico no aguardo. Um grande abraço.

    • Obrigada, Italo!
      A dica para fazer revisões mais produtivas é se organizar. Saber o que já foi revisado e o que ainda precisa ser revisado, e o que deve ser revisado 2, 3 vezes, e assim vai :)

  • Willy Maia

    Carol, eis aqui o seu fã incondicional! HaHaHA!

    Fico, sempre, surpreso com os materiais que você faz. Assisti a alguns vídeos seus no youtube. Sempre aprendo com você. Parabéns!

    • Oi, Willy! Muuuito obrigada pela mensagem! Bons estudos ;)

  • Guilherme

    Muito bom, Carol! O site Dicas Sobre Concursos parabeniza você por esse conteúdo TOP!

  • Fernanda Ramos

    Carol, acabei de conhecer o site e me inscrevi para receber a planilha com ciclo de estudos, mas ainda não recebi. Quando vou receber?

    • Oi, Fernanda! Já pedi para o pessoal do suporte enviar para você. Abraços!

  • Muito obrigada, Aldreonne!
    Sugestão: faça seus mapas à mão ;)

    Abraços,

    Carol

  • Oi, Dorothy!
    A melhor forma é filtrar em sites de questões! :)

  • Por nada, Mayara! Abraços :)

  • Filipe Maffon

    Olá Carol, boa tarde gostei dos seus elementos de estudos, conheci seu site através de um amigo Saimon, ele montou um plano de estudos para um concurso que estou me preparando para fazer, e me disse pra ficar de olho em tudo que você postasse, desde já agradeço pelo seu conhecimento absorvido com sucesso ! rsrs abração me inscrevendo para poder estar por dentro de tudo, até mais !

    • Oi, Filipe! Muito obrigada pela mensagem! Bons estudos e ótima vida! :)

  • Oi, Diego! Obrigada pela mensagem! :)

  • Oi, Diego! Bom saber que te inspirei a começar os mapas hehe!
    Quanto ao seu mapa, apenas divida em mais fichas de estudos ;)
    Abraços!

  • Oi, Caterine! Nunca reveja videoaulas. Perda de tempo! Depois de videoaulas, pegue livros, aulas em PDF, questões, faça fichas e material para revisão baseando-se nesses livros e aulas em PDF.
    SEMPRE faça questões. Se puder, faça questões até dormindo :)
    Abraços! ;)

  • Tudo bem, mas evite futuramente, deal? :)

  • Oi, Caterine!
    Dá para fazer só com vídeos, sim. Também é possível fazer com questões. Complemente com doutrina e aulas em PDF se achar necessário. Era como eu gostava de fazer (não usava muito as videoaulas). Abraços!

  • Legal, Bruna! Obrigada por complementar :)

  • Jean Silva

    Show Carol! Excelente! Me ajudou a entender mais sobre o assunto!
    Essa pessoa que disse que você não sabia fazer site precisava ver! Ele está cada vez mais maravilhoso.
    E queria encorajá-la a continuar esse trabalho maravilhoso.
    Depois de trabalhar como técnico durante 11 anos fui colocado para rua. Sou casado e tenho duas filhas. Foi aí que decidi ser concurseiro de verdade.
    Vlw!

    • Obrigada, Jean :D
      Espero que esse conteúdo te ajude a estudar e a passar em um concurso bacana.
      ;)

  • Anderson Nunes

    Olá, Hélio!

    Nós não temos esse artigo compilado para download. Para ter os mapas desse artigo em seu dispositivo, você terá de fazer o download manualmente de cada mapa mental, certo?

    Abraços e bons estudos. ;)

  • Anderson Nunes

    Que massa, Ana Flávia! O objetivo é esse mesmo: aplique essa técnica no seus estudos. Fichas + teoria + questões é uma técnica bastante poderosa. ;)

  • Awwwnt! Motivação, Italo. Gostei do tema :)

  • Por nada :D